9 de março de 2008

Comentário de Leila Barros de Mattos Vasconcellos

Comentário de Leila Barros de Mattos Vasconcellos

Até que ponto devemos ou podemos ficar dependentes daquilo que o governo nos oferece?

Pensem no que pode acontecer se forem aprovadas algumas leis…

No futuro, fazer o certo poderá ser algo contra alguma lei que nós mesmos ajudamos a aprovar.

Pensem bem antes de ficarem repetindo por aí que é “obrigação do Governo prover educação, saúde, etc. para todos”.

É uma teia muito bem produzida e anos e anos de lavagem cerebral na população para nos fazer concordar com tudo.

Se estou errada, então como me explicam a atual situação onde os pais correm o risco de perderem a guarda de seus próprios filhos?

Atrás de uma capa de fazer o bem para a humanidade estão escondidas muitas medidas de ditadura e controle da população para que concordemos com todo tipo comportamento e situação.

Cria-se uma lei sem menor importância aqui, outra ali, tudo em nome de um bem comum.

Mais tarde usam essas mesmas leis para regular totalmente nossas vidas. Afinal, as leis têm de ser cumpridas, não é mesmo?

E nenhum de nós quer ser como marginais que não respeitam as leis.

Daí já estamos enredados e presos nessa grande teia!

Leila Barros de Mattos Vasconcellos, comentando o artigo “Governo brasileiro entra com ações criminais contra família que educa em casa e ameaça tomar os filhos”, que trata do totalitarismo estatal brasileiro na educação das crianças. Data: 7 de março de 2008.

Divulgação: www.juliosevero.com

2 comentários :

Maria José disse...

Concordo. Nós estamos deixando tudo por conta do Estado, que está se tornando um paizão totalitário.
Devemos assumir mais as nossas responsabilidades de cidadão e cristãos e deixar o Estado para apenas administrar o mínimo possível que cabe a um Estado.

Antonio disse...

Pais que deixam seus filhos nas ruas sem escolas são penalizados?