14 de fevereiro de 2008

Até quando o diabo zombará de ti, Rio de Janeiro?

Até quando o diabo zombará de ti, Rio de Janeiro?

Julio Severo

O grande número de igrejas católicas e evangélicas no Rio pouco faz para incomodar o império das trevas, drogas e corrupção.

Além do gravíssimo cenário de violência, crime, destruição e morte que assolam o estado inteiro, o Rio ainda tem a infelicidade de ter governantes que apóiam o aborto e o homossexualismo, tendo mais disposição de tornar o Rio numa Sodoma que sacrifica bebês no altar de Baal do que em livrar a sociedade dos criminosos que apavoram dia e noite a população. Em comparação, o Iraque até parece um lugar tranqüilo. O Rio é hoje um dos lugares mais perigosos do mundo.

O que poderia significar a espetacular cena de um raio caindo na cabeça da estátua do Cristo carioca?


Na Bíblia, o raio caindo simboliza satanás caindo (cf. Lucas 10:18). Será que o raio caindo ali pode significar as potestades desafiando e zombando do Rio de Janeiro?

Só a união do povo de Deus pode vencer tal desafio.

Do Cristo verdadeiro pode vir poderosa e fulminante intervenção contra as potestades da violência, crime, destruição e morte que controlam o Rio. Basta que o povo que se chama pelo nome de Jesus se una em oração, arrependimento e humildade conforme Deus os orienta:

“E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra”. (2 Crônicas 7:14 ACF)

Deus pode sarar o Rio de Janeiro de todas as suas feridas de violência e morte.

O que o Rio precisa é da justiça e do poder de Cristo caindo na cabeça de suas potestades malignas.

O Rio — com todos os seus políticos e igrejas — precisa urgentemente de transformação.

Fonte: www.juliosevero.com.br; www.juliosevero.com

12 comentários :

Miguel disse...

Bravo, Julio!

Alan Kleber Rocha disse...

Julio,
Você falou muito bem, "o cristo carioca". Esse não é o verdadeiro Cristo, o Cristo Senhor e Salvador das Escrituras. Aquele que tem olhos como chama de fogo, que é Juiz sobre tudo e todos. O "cristo carioca", apenas simboliza a idolatria de uma país que se diz laico, mas que incentiva a idolatria e toda a sorte de corrupção e pecados. Oremos para que o verdadeiro Cristo seja crido e servido com temor e tremor.
Forte abraço,
Alan Kleber

Eliel Simão disse...

Shalom Adonay Yeshua Há Mashiach! (A Paz do Senhor Jesus Messias!)

Sou judeu-brasileiro (Porém, messiânico evangélico pentecostal).

HOJE (14-Fev-2008, Quinta-feira) li essa sua postagem e declaro que creio plenamente que isso foi um sinal da parte de Deus CONTRA A IDOLATRIA, PROSTITUIÇÃO E FEITIÇARIA do Rio de Janeiro; e um grande sinal de que DEUS SEMPRE FOI, É e SERÁ ETERNAMENTE O DEUS DOMINADOR DE TUDO; e PRNCIPALMENTE UM SINAL DE QUE O SEU JUÍZO, ATRAVÉS DE JESUS MESSIAS (CRISTO) ESTÁ MUITO PRESTES e VAI ACONTECER SOBRE TODA TERRA, inclusive SOBRE O BRASIL.

Que YHVH (pronunciado Yahweh, em hebraico; e Javé, em português)te encha mais e mais do Seu Espírito Santo, o Espírito de Yeshua Há Mashiach, para que sempre sejas usado pelo Deus-Criador.

Fica com Deus. E até uma próxima oportunidade.

Eliel Simão (Ministro do Evangelho de Yeshua, Cantor e Escritor)

Antônio Ahmed Ramadan disse...

Júlio Severo,

afinal de contas...

Que tipo de satanás (adversário)vem perturbando o juízo dos cariocas e fluminenses?

Estou ansioso por saber, tendo em vista ter nascido nesta cidade, de residir nela e de nela pretender morrer. Sempre na expectativa, é claro, de ser sepultado em cemitério muçulmano.

Faço esta interrogação pelas seguintes razões:

Se não me falha a memória, é bíblia mesma a primeira a dizer que é o próprio homem o responsável pelo pecado e suas consequências.

O homem, e apenas ele, é o responsavél perante Deus por suas ações.

Um exemplo desta afirmativa podemos tirar da própria história do povo hebreu: os judeus fracassaram continuamente em viver à altura de suas responsabilidades; por diversas vezes foram reprovados e receberam a advertência de um castigo inevitável.

Foram eles, e só eles, os responsáveis por suas falhas. Não existe - no Velho Testamento - a menor insinuação de que um monstro maligno (Satanás ou o diabo, como queiram) estivesse guiando a nação judaica pelo caminho errado. Além do mais, A PALAVRA DIABO NÃO É ENCONTRADA NO ANTIGO TESTAMENTO, E A PALAVRA SATANÁS SÓ APARECE EM APENAS 3 PASSAGENS FORA DO LIVRO DE JÓ.

O profeta Jeremias expos com clareza a razão do fracasso contínuo do povo israelita:

"MAS NÃO OUVIRAM, NEM INCLINARAM OS OUVIDOS, MAS ANDARAM NOS SEUS PRÓPRIOS CONSELHOS, NO PROPÓSITO DO SEU CORAÇÃO MALVADO; E ANDARAM PARA TRÁS E NÃO PARA ADIANTE". (Jeremias 7:24).

Frequentemente, ouve-se dizer que a serpente no horto do Éden era a encarnação do diabo, e que foi ela, realmente, quem causou a queda dos primeiros pais da humanidade. Mas não existe nenhuma razão para se supor tal coisa. O relato do livro do Gênesis é perfeitamente claro: a serpente era apenas um animal do campo que Deus havia criado. E este mesmo relato diz que a serpente era a mais astuta do que todos os animais do campo(Gênesis 3:1), porém, fora isso, não era diferente dos outros animais.

Não existe a menor sugestão de que a serpente fosse a encarnação de um ser espiritual maligno.

Comentando este incidente e tirando dele lições para a pregação do cristianismo, o judeu helenizado conhecido como Apóstolo Paulo, diz simplesmente:

"MAS TEMO QUE, ASSIM COMO A SERPENTE ENGANOU EVA COM SUA ASTÚCIA, ASSIM TAMBÉM SEJAM DE ALGUMA SORTE CORROMPIDOS OS VOSSOS SENTIDOS..." (2 Coríntios 11:3).

(nada, neste comentário do Paulo, indica algo de sobrenatural além de um mero animal que tinha a capacidade de falar)

E a capacidade de falar demonstrada pela serpente não é um problema insolúvel. O asno de Balaão também recebeu o poder de falar para um propósito especial (Números 22:28). Mais ainda, o castigo que a serpente recebeu relacionava-se apenas com suas características animais:

"PORQUANTO FIZESTE ISSO, MALDITA SERÁS MAIS QUE TODA A BESTA E MAIS QUE TODOS OS ANIMAIS DO CAMPO; SOBRE O TEU VENTRE ANDARÁS E PÓ COMERÁS TODOS OS DIAS DA TUA VIDA" (gÊNESIS 3:14).

A diferença entre a serpente e as outras criaturas era a de que aquela fora dotada com a capacidade de se comunicar com a mulher. Por tudo isso, podemos indagar: por que Deus permitiu que a mulher fosse tentada desta forma? A resposta é simples, o homem precisava ser provado. Tinha que desenvolver o seu caráter aprendendo pela experiência a distinguir entre o bem e o mal, e a usar o seu livre arbítrio para a glória de Deus, não apenas para satisfazer seus próprios desejos. Até então, não se havia pensado em desobedecer a Deus. A sugestão de que a desobediência poderia convir saiu de uma criatura sem sentido ou responsabilidade moral. Por meio desta prova, o homem desenvolveu seu caráter, pois o homem não foi criado para ser uma máquina ou um robô, que apenas pudesse se comportar da forma como Criador quisesse. Era o desejo de Deus que Adão e Eva escolhessem obedecê-Lo voluntariamente. No entanto, fracassaram, e esse fracasso inicial teve como resultado a tendência inata da natureza humana á rebelão: OS DESÍGNIOS DA CARNE. A tentação que originalmente foi apresentada pela serpente, agora vem do INTERIOR DO HOMEM, de sua carne, e de influências externas, que são a expressão dos mesmos desígnios carnais.

Devido ao pepel realizado pela serpente na introdução do pecado, posteriormente chegou a ser símbolo do pecado, e de tudo o que resultou da mentira da serpente original. Por isso, muitas vezes está associada com "diabo" ou "Satanás".

Portanto, meu caro Júlio, acho que você deveria se ater menos ao aspecto espiritual na hora de diagnosticar os problemas pelos quais a minha cidade natal - o Rio de Janeiro - vem passando, e centrar mais o seu comentário no papel político que algumas igrejas evangélicas vêm desempenhando neste cenário - a de aliadas do narcotráfico.

Antônio Ahmed Ramadan

Ednei disse...

Não é verdade que a serpente a que a Bíblia se refere seja apenas um animal. Como eu sei ? A resposta está na mesma Bíblia. Ninguem pode retirar um texto da Bíblia sem criar um contexto, por isso vemos hoje várias teologias erradas, ou contando meias verdades, movidas pelo interesse particular de quem as manipula ou por falta mesmo de conhecimento.
Vamos a explicação bíblica de quem realmente é a serpente:
Continuando do Gênesis 3,14 citado pelo Antonio, o termo retirado do Gênesis 3, 15, referindo a alguma descendência de Eva, que seria o inimigo da descendencia da serpente, o diabo. Textos do Isaias 7:17, Gálatas 4:4 dizem claramente e especificamente, que este descentente é Jesus Cristo, " a descendencia da mulher que esmagará a cabeça da serpente", e é verdade que a descendência da serpente sempre esteve em guerra com a descendência da mulher, e continua até hoje.
A Bíblia começa dizendo como a serpente teve papel fundamental na queda do homem, e termina, no último livro do apocalípse dizendo claramente quem é a serpente, vejamos: "Esse grande Dragão é a ANTIGA SERPENTE, é o chamado DIABO ou SATANÁS. É aquele que SEDUZ TODOS os habitantes da terra." Apo. 12:9. Por isso quando o Julio diz que a Igreja precisa acordar, ele fala a verdade, somente as Igrejas empenhadas em pregar o evangelho do Reino terá poder para combater o poder das trevas que infelismente domina a cidade maravilhosa. Tomara cidade do deus deste mundo, 2 corintios 4:4. com a luz da glória do evangelho de Jesus Cristo, é o único caminho.

Continuemos orando e pedindo para que Deus sare o nosso mundo e estabeleça o seu Reino eterno.
Amém

Antônio Carlos Oliveira disse...

"A ANTIGA SERPENTE, CHAMADA O DIABO E SATANÁS" (Uma refutação ao conceito de "diabo")

Esta frase, faz parte do versículo 9, do cápítulo 12 do livro do Apocalipse. Sem duvida alguma, muitas das idéias comumente aceitas acerca do diabo são derivadas deste único versículo e de seu contexto, onde assim está escrito:

"E HOUVE UMA BATALHA NO CÉU: MIGUEL E OS SEUS ANJOS BATALHARAM CONTRA O DRAGÃO; E BATALHAVAM O DRAGÃO E OS SEUS ANJOS, MAS NÃO PREVALECERAM; NEM MAIS O SEU LUGAR SE ACHOU NOS CÉUS. E FOI PRECIPITADO O GRANDE DRAGÃO, A ANTIGA SERPENTE, CHAMADA O DIABO E SATANÁS, QUE ENGANA TODO O MUNDO; ELE FOI PRECIPITADO NA TERRA, E OS SEUS ANJOS FORAM LANÇADOS COM ELE". (Apocalipse 12:7-9)

Se essa descrição fosse lida como um acontecimento literal, poderia dar uma base para o ponto de vista tradicional acerca da origem do diabo e Satanás. Mas o próprio Apocalipse estabelece claramente que estas palavras não foram destinadas a ser tomadas no sentido literal ou histórico. Além do mais, foi dito ao apóstolo João que o que seria revelado teria a ver com os acontecimentos posteriores, a partir da sua época em diante:

"REVELAÇÃO DE JESUS CRISTO, A QUAL DEUS LHE DEU PARA MOSTRAR AOS SEUS SERVOS AS COISAS QUE BREVEMENTE DEVEM ACONTECER" (Apocalipse 1:1).

No versículo 1 do capítulo 4, o tal João recebe o seguinte convite: "SOBE AQUI, E MOSTRARTE-EI AS COISAS QUE DEPOIS DESTAS DEVEM ACONTECER". A Revelação (este é o significado da palavra grega "apocalipsis") foi dada por Jesus a João para manifestar aos servos de Deus os detalhes dos eventos que haveriam de ocorrer a partir do primeiro século da era cristã até a volta de Jesus e o estabelecimento do Reino de Deus na terra. Sendo assim, é altamente improvável que o capítulo 12 faça referência a acontecimentos que supostamente desenrolaram-se antes da criação.

Por outro lado, o livro do Apocalipse, em sua totalidade, foi redigido EM LINGUAGEM SUMAMENTE FIGURADA E SIMBÓLICA. Isto se torna óbvio quando lemos o capítulo 12. O primeiro capítulo descreve "uma mulher vestida de sol, com uma lua debaixo dos pés". Logo em seguida aparece a descrição de "diabo" e "Satanás", "um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres e, sobre as cabeças, sete diademas. E a sua cauda leva após si a terça parte parte das estrelas do céu e lançou-as sobre a terra (vv. 3 e 4). ISTO PODE SER UMA DESCRIÇÃO LITERAL DE UMA CRIATURA? É claro que não! Tudo isto é linguagem simbólica, e mais adiante, no decorrer da Revelação, alguns destes símbolos, FELIZMENTE, são interpretados para o nosso entendimento:

"AQUI HÁ SENTIDO, QUE TEM SABEDORIA. AS SETE CABEÇAS SÃO SETE MONTES, SOBRE OS QUAIS A MULHER ESTÁ ASSENTADA. E SÃO TAMBÉM SETE REIS: CINCO JÁ CAÍRAM, E UM EXISTE; OUTRO AINDA NÃO É VINDO; E, QUNDO VIER, CONVÉM QUE DURE UM POUCO DE TEMPO. e A BESTA, QUE ERA E JÁ NÃO É, É ELA TAMBÉM O OITAVO, E É DOS SETE, E VAI À PERDIÇÃO. E OS DEZ CHIFRES QUE VISTES SÃO OS DEZ REIS, QUE AINDA NÃO RECEBERAM O REINO, MAS RECEBERÃO O PODER COMO REIS POR UMA HORA, JUNTAMENTE COM A BESTA" (Apocalipse 17:9-12).

O que este versículo nos revela é a evidência de que o Dragão é apenas e tão-somente um criatura simbólica. Também é claro que simboliza um sistema político. Portanto, não é difícil demonstrar que as diferentes bestas do Apocalipse representam o poder do Império Romano, que era o grande adversário dos cristãos. Neste mesmo livro, os cristãos de Esmirna receberam a seguinte advertência: "EIS QUE O DIABO LANÇARÁ ALGUNS DE VÓS NA PRISÃO, PARA QUE SEJAIS TENTADOS" (Apocalipse 2:10). Esta passagem refere-se às autoridades romanas que trancavam os cristãos no cárcere. Sem dúvida alguma, Pedro também se referia às autoridades romanas perseguidoras, quando escreveu:

"SEDE SÓBRIOS, VIGIAI PORQUE O DIABO, VOSSO ADVERSÁRIO, ANDA EM DERREDOR, BRAMANDO COMO LEÃO, BUSCANDO A QUEM TRAGAR" (1 Pedro 5:8).

Por que este poder político do Império Romano foi simbolizado como "diabo" e "Satanás" ou a antiga serpente? Muito simples: é porque estas coisas representam os desígnios da carne, pois, quando homens motivados por estes desígnios se opõem aos servos de Deus, atuam da mesma forma que a serpente no princípio. Um exemplo típico são aqueles que se opuseram a Cristo quando este pregava o evangelho em Israel. Ele disse aos escribas farisaicos:

"SERPENTES, RAÇA DE VÍBORAS! cOMO ESCAPAREIS DA CONDENAÇÃO DO INFERNO?" (mATEUS 23:33)

Em outra ocasião também disse:

"VÓS TENDES POR PAI O DIABO E QUEREIS SATISFAZER OS DESEJOS DE VOSSO PAI; ELE FOI HOMICIDA DESDE O PRINCÍCIO E NÃO SE FIRMOU NA VERDADE, PRQUE NÃO HÁ VERDADE NELE; QUANDO ELE PROFERE MENTIRA, FALA DO QUE LHE É PRÓPRIO, PORQUE É MENTIROSO E PAI DA MENTIRA". (jOÃO 8:44).

Em ambas as passagens, Jesus se referia claramente á serpente do Éden, cuja mentira espalhou a semente do pecado e conduziu o homem "á morte". Todos aqueles que de forma semelhante trabalham contra Deus são, no sentido figurado, DESCENDENTES DA SERPENTE OU SUA SEMENTE, utilizando-se a expressão do Gênesis; com isso, estão destinados a serem condenados por Cristo, a semente da mulher (Gênesis 3:15). Em tudo isso, podemos encontrar uma linguagem simbólica firmemente embasada nos fatos que ocorreram no Éden, de onde, pela primeira vez, o homem se opõe a Deus, e o pecado aparece no mundo; não por causa de um monstro imortal, mas sim por meio do próprio homem, instigado pela serpente.

Não há que se buscar nada além da raça humana para se encontrar o "diabo" e "satanás". É na própria humanidade que está incutido o poder do pecado, e é no coração humano que encontramos a raíz da desobediência; à nossa volta, em outros indivíduos, em todas as comunidades e sociedades; nas autoridades humanas, tanto civis quanto eclesiásticas.

POIS, TODO ESTE PODER MALIGNO NÃO PROVÉM DE FORA, MAS DO PRÓPRIO INTERIOR DO HOMEM.

Antônio ahmed Ramadan

Jorge Nilson disse...

Pelo entendimento do Sr. Antonio ahmed o diabo não existe como diabo e sim as pessoas tiram de dentro de si todo o mal. Coitado de Jesus, Ele não sabia disso quando expulsava os demônios das pessoas. Então Satanás não existe. Todos os cristãos de todos os tempos foram enganados. Jesus foi enganado, os apóstolos foram enganados, nós estamos lutando contra nós mesmos.
Na realidade esta é uma das grandes mentira dos diabo: Dizer a todos que ele não existe.
Existem pessoas que o diabo não cegou o só entendimento para não resplandecer a luz do Evangelho, satanás também cegou o entendimento para não ver as suas próprias trevas.

Antônio Carlos Oliveira disse...

Sr. Jorge Nilson..., no dia do juízo Final - quando todos nós daremos conta de nossos atos ao Tribunal da Eternidade - se porventura a coisa para o seu lado ficar muito preta diante do Juízo, experimete colocar a culpa no diabo, para ver se você se safa.

OS DEMÔNIOS

Muitos sustentam que as referências no Novo Testamento a Jesus e a seus discípulos expulsando demônios provam a existência de um mundo de espíritos malignos. Demônio era o nome que os gregos davam a seres que, segundo eles imaginavam, viviam nos ares; seres espirituais intermediários entre os deuses e os homens, e que agiam em nome dos deuses tanto para o bem quanto para o mal. TODAVIA, TAIS CRIATURAS SÃO FRUTO DA IMAGINAÇÃO DO HOMEM; NÃO TEM EXISTÊNCIA REAL E NÃO OCUPAM LUGAR NOS PLANOS DE DEUS. Apenas os anjos são seres espirituais, fora o próprio Deus.

Mais uma vez, deve ser enfatizado que o mal em sua totalidade é o resultado do pecado e ESTÁ SOB O CONTROLE DIRETO DE DEUS. O ensinamento da bíblia não dá lugar para um mundo de seres espirituais opostos ao Criador. Se alguém pergunta por que Cristo muitas vezes se referiu aos demônios como se fossem reais, a razão responde o seguinte: que outra coisa Jesus poderia ter feito? Era a maneira como o povo daquela época pré-científica descrevia as CAUSAS invisíveis e incompreensíveis das enfermidades físicas e mentais. Se Jesus tivesse utilizado outra forma de expressão, descrevendo suas curas num linguajar cinetífico (partindo-se do pressuposto de que Jesus detinha todo o conhecimento das causas)., não o teriam comprendido. Nos tempos de hoje, existem exemplos semelhantes: uma pessoa pode ser classificada como "lunática", que em termos literais significa "afetado pela lua", mas isto não significa que, ao se utilizar esta expressão, estamos concordando coma idéia medieval de que a loucura se deve á influência da lua.

É importante notar que as poucas ocasiões em que a palavra demônio aparece no Antigo Testamento são uma clara alusão aos deuses falsos de outras nações que de fato não existiam na realidade, e o reconhecimento e a adoração dos tais é condenado com firmeza.

Exemplos:

"E NUNCA MAIS SACRIFICARÃO SEUS SACRIFÍCIOS AOS DEMÔNIOS..." (Levítico 17:7).

"SACRIFÍCIOS OFERECERAM AOS DIABOS, NÃO A DEUS; AOS DEUSES QUE NÃO CONHECERAM, NOVOS DEUSES QUE VIERAM HÁ POUCO, DOS QUAIS NÃO SE ESTREMECERAM SEUS PAIS. (Deuteronômio 32:17)

"DEMIAS DISTO, SACRIFICARAM SEUS FILHOS E SUAS FILHAS AOS DEMÔNIOS".

Bem... Acho que com isso fica claro quem eram os demônios que Jesus combatia e expulsava.

Quem aí de vocês já expulsou algum demônio de um macumbeiro? Se o fez, fez nada mais nada menos do que expulsar todo o arcabouço psíquico que a feitiçaria introduziu nele durante anos.


Antônio Ahmed Ramadan

Julio Severo disse...

Caro Antonio, aprecio muitos seus comentários, pois são sinceros e respeitosos. A aceitação da realidade da atividade demoníaca de forma alguma isenta os seres humanos de culpas pelos seus pecados. Aliás, são exatamente esses pecados que dão espaço para a expansão dessa atividade, que não é ficção nem imaginação. Veja dois exemplos: 1) No Antigo Testamento Moisés se defrontou com os feiticeiros de faraó, que tinham poderes sobrenaturais (embora não ilimitáveis). 2) No Novo Testamento, Jesus foi tentado pelo diabo e foi conduzido pelo diabo até o ponto mais alto do Templo. Isto é, um ser sobrenatural com poder sobrenatural literalmente transportou Jesus do deserto até o Templo de Deus em Jerusalém. Todas essas situações envolvem demônios e poderes. Eu próprio bem conheço tal realidade, vindo de família que praticava bruxaria. Quer as pessoas conheçam ou não, neguem ou não, existe um mundo sobrenatural paralelo ao mundo natural, onde ocorrem coisas que os olhos humanos não vêem (confira o relato do livro de Jó em seus dois primeiros capítulos). Eu não sou a pessoa mais competente para mostrar a verdade a ninguém, mas existe o Espírito Santo, cuja missão é encaminhar corações sinceros à Verdade. O Espírito Santo tem prazer e alegria em conduzir aqueles que têm fome e sede de conhecer Jesus Cristo. Ai de mim se ele não tivesse me alcançado!

Ednei disse...

Caro Antonio;
Mais uma vez, apesar de extensa, sua interpretação foje novamente da verdade. A escritura é clara, objetiva, específica, se complementa, mas jamais se contradiz. A Escritura Sagrada é a Palavra inspirada de Deus. 2 Tim 3:16. Literalmente:
Jesus Cristo é a descendência da mulher-pois O mesmo não tem um pai terreno- Luc,1:31; 3:22
"... a descendência da mulher esmagará a cabeça da Serpente" Gen 3:16
Qual Serpente ?
Apo 12:9 "Esse Dragão é... É o que ?... a antiga Serpente... Qual Serpente ?... A ANTIGA, é o chamado Diabo ou Satanás." A Bíblia é clara, a Serpente é a antiga, o Diabo ou Satanás, não somente um réptil como você interpreta. Porventura então, Miguel batalhará uma Jibóia, ou uma cascavel ?
"um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres e, sobre as cabeças, sete diademas. E a sua cauda leva após si a terça parte parte das estrelas do céu e lançou-as sobre a terra."Apo 12:3 Sua interpretação é correta, é sobre o Diabo mesmo, mas logo em seguida em Apo 17, 9-12, já não é mais sobre o Dragão, e sim sobre a Besta, o anticristo, o poder político absolutizado, lembre-se Apo 13:2. ..." o Dragão entregou para Besta o seu poder,..." Caros irmãos e leitores, a escritura não mente: Efe 6:12, isto explica porque cristãos não estão lutando contra somente seres de carne e osso, mas contra seres espirituais caídos. Satanás provavelmente enlistou os anjos que cairam no tempo da sua rebelião, quando sua cauda varreu um terço das estrelas do céu( a referência aos anjos) e eos jogaram sobre a terra. Uma referência similar é encontrada em Judas 13. Poderíamos continuar, pois esse é um assunto extenso, mas caríssimos irmãos em Cristo e leitores: A palavra chave em Cristo, que o difere de todos os outros chama-se arrependimento; Mat 4:17 " arrependam-se porque o reino dos céus está próximo". Arrepender-se significa, mudar sua maneira de pensar. Muitos pensam que religião é a resposta, mas não é, religião é o grande mal da humanidade, Isa 29:13. Sobre os fariseus e os doutores da lei(ninguém podia ser mais religioso que um destes), o prório Cristo declarou: "Com efeito Eu lhes garanto: se a justiça de vocês NÃO superar a dos doutores da lei e fariseus, vocês NÃO entrarão no reino dos céus". Mudem suas maneiras de pensar, arrependam-se, Ele já pagou por nossos pecados, Ele esmagou a cabeça da Serpente, quando bradou: "Tudo está realizado" Jo 19:30.
Confesse seus pecados,irmãos , quando ainda há tempo.
Amém

Jorge Nilson disse...

Sr. Antonio Ahmed Ramadan
Vejo que tens uma visão distorcida das Escrituras, porém ainda há esperança para você? Nada podemos contra a verdade senão pela verdade.
Os salvos não serão julgados no "Tribunal da Eternidade", só os perdidos. Os salvos serão arrebatados. Falando em juízo, diz a Bíblia que os salvos julgarão o mundo I Co. 6:2. Depois diz que julgaremos os anjos v.3. Há uma clara distinção entre homens e demônios.
Fala sério!!!
Oro por você para que Deus lhe ILUMINE.

Sandro disse...

Amados, Paz!

Quero apenas registrar meus efusivos parabéns aos ilustres debatedores virtuais. Todos que fizeram suas intervenções as fizeram com profundo respeito. Vejo, também, nas entrelinhas do Sr. Antônio Ramadan, uma sede por conhecer as escrituras. Entretanto, vejo que as interpretações, bem como suas argumentações, não se sustentam diante dos demais pelo seu desconhecimento, até então, do verdadeiro autor e consumador da nossa fé, Jesus Cristo. E certas verdades somente são reveladas àqueles que aceitam a Fé em Cristo, reconhecendo-o como Filho de Deus e Salvador do mundo. E vimos isto na oração de Jesus quando disse acerca disso: "Graças te dou, ó Pai, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos", Mt. 11:25. Então, parabéns aos que deixaram suas contribuições neste debate, pois nos ajudam a crescer em conhecimento e termos subsídios para o enfrentamento de questões importantes como esta. Abraços.

Sandro Albuquerque - Goiânia (GO)