21 de novembro de 2007

Impotência cristã diante da militância homonazista


Impotência cristã diante da militância homonazista

O que está levando a minoria homossexual a prevalecer sobre a maioria cristã

Julio Severo
A minoria homossexual perde numericamente para a vasta maioria cristã, mas cresce em poder político, legislativo, social e midiático, ameaçando uma dominação assustadoramente opressora.
A maioria — composta de cristãos, nominais ou não — fica parada e de boca aberta enquanto a minoria grita exigindo direitos. Seu grito essencialmente clama: “Sodomia já! Abaixo a normalidade sexual! Abaixo o casamento homem mulher! Viva o pênis no ânus!”
Esse grito é ecoado, até com patrocínio governamental, no Congresso Nacional, nos estados, nos municípios, nas escolas — e timidamente (por enquanto) em alguns seminários evangélicos liberais.
A maioria católica fica parada e de boca aberta porque de modo geral a Teologia da Libertação escravizou o espírito dos líderes católicos, que não sabem pensar e pregar nada além da cartilha socialista em suas missas. Com tal exemplo que vem de cima, os membros católicos são automaticamente programados para votar no PT e em outros políticos e partidos cuja marca registrada é o socialismo. Graças à predominante Teologia da Libertação entre os católicos, o PT governa hoje o Brasil, criando não só a vasta maioria dos projetos de lei de aborto e homossexualismo, mas também rejeitando os valores cristãos em nome do Estado laico.
Os evangélicos também estão parados e de boca aberta enquanto a minoria homossexual marcha e grita, exigindo direitos e privilégios. Tal como os católicos, muitos evangélicos também se prostraram diante dos deuses da Teologia da Libertação. Muitos pastores, bispos e outros líderes levaram suas ovelhas a abraçar o socialismo, apoiando Lula como se ele fosse algum tipo de Messias ou Salvador político dos pobres. Pobre maioria agora, diante da opressão das minorias!
Não é só diante da minoria homossexual que a maioria cristã está enfraquecida. Os cristãos estão também perdendo diante do adultério, pornografia e sexo livre, pecados que invadem seus lares através da televisão, principalmente novelas. Bastaria um simples e fácil boicote a esses programas de TV, mas a maioria cristã prefere ficar parada e de boca aberta!
Por que a maioria cristã está impotente diante do avanço feroz da minoria homossexual? A resposta, ainda que estranhamente, vem de dentro do próprio movimento homossexual! Oswaldo Braga, presidente do Movimento Gay de Minas, declara:
Estamos sendo julgados e condenados por igrejas em cujos quadros dirigentes encontramos ladrões, estupradores, pedófilos, traficantes de drogas, trambiqueiros, charlatões e toda a corja de aproveitadores a quem não restou outro golpe senão tapear a população ingênua e desesperançosa que precisa acreditar em milagres para sobreviver.
Pregam a virgindade pré-matrimonial, mas estão sempre envolvidos em relações clandestinas com suas ovelhas não-castas. Defendem a família e são incapazes de manter a sua.
Nenhuma das igrejas tem se mostrado pura o suficiente para trazer para a si a tarefa de educar nossos jovens e crianças. As igrejas não são confiáveis, fingem estar fincadas em bases teológicas e altruístas, mas dirigem suas ações com base nos aspectos econômicos que as sustentam e enriquecem seus padres e pastores. Graças à ingenuidade de milhares de infelizes cidadãos que os tornam cada dia mais ricos e poderosos.
Se Deus pôde usar um jumento no passado para repreender, por que é que ele não pode usar os jumentos de hoje com o mesmo propósito? A declaração forte do militante gay Oswaldo Braga mostra claramente o motivo por que a maioria cristã do Brasil está perdendo diante da minoria sodomítica. Não pode haver vitória para o acampamento de Deus enquanto Acã e seus pecados não forem tratados!
É certo que Deus promete bênção aos que obedecem. Mas também é igualmente certo que ele promete que por causa da desobediência de seu próprio povo ele permitirá que minorias opressoras e cruéis prevaleçam sobre a maioria que invoca hipocritamente o nome de Deus, sem nunca renunciar aos seus pecados.
“O SENHOR fará com que sejam derrotados pelos inimigos. Vocês atacarão juntos, em ordem, mas fugirão para todos os lados, em desordem. Todos os povos do mundo ficarão espantados quando souberem do que aconteceu com vocês”. (Deuteronômio 28:25 NTLH)
“Ficarei contra vocês e deixarei que sejam derrotados pelos inimigos. Eles os dominarão, e vocês fugirão mesmo quando ninguém os perseguir”. (Levítico 26:17 NTLH)
“Mil de vocês fugirão de um só inimigo que os atacar, cinco inimigos farão com que todos vocês fujam. Os poucos que restarem parecerão um mastro de bandeira sozinho no alto de um morro”. (Isaías 30:17 NTLH)
Esses avisos da Bíblia descrevem, literalmente, a situação dos cristãos no Brasil, onde o pecado deixou a maioria cristã fraca diante da minoria homossexual!
Que tipo de vitória esperamos no Congresso Nacional contra os projetos de aborto e homossexualismo (atuais e futuros) quando a bancada evangélica é composta de vários parlamentares culpados diante de Deus de adultério, prostituição, roubo, corrupção e apoio ao aborto?
Que tipo de vitória esperamos na sociedade quando nossas igrejas são compostas de vários bispos, pastores e outros líderes igualmente culpados diante de Deus de adultério, prostituição, roubo, corrupção, apoio ao aborto, pornografia e muitos outros vícios?
Enquanto esses líderes cristãos não se arrependem de suas prostituições, roubos e desonestidade, o juízo é inevitável. O movimento homossexual, o movimento socialista e o movimento feminista no tempo certo serão julgados por Deus — não antes de as igrejas e seus líderes sofrerem juízo:
“Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e, se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus?” (1Pedro 4:17 ACF)
O movimento homossexual é essencialmente um movimento de pecados sexuais. O primeiro passo para se lidar eficazmente com o pecado é por meio do arrependimento. Sem arrependimento e renúncia genuína do pecado no meio cristão, como os pecadores do mundo virão ao arrependimento e renúncia de seus próprios pecados? Sem arrependimento e renúncia genuína do pecado no meio cristão, como os cristãos vencerão os movimentos de pecados que ameaçam a sociedade e as igrejas?
Enquanto não houver genuíno arrependimento e renúncia de pecados, a opressão da minoria homossexual e de outras minorias barulhentas será sempre uma ameaça para a maioria cristã.
Portanto, é hora de todos nós dobrarmos os joelhos e chorarmos diante de Deus pelas igrejas e seus líderes no Brasil. É hora de pedirmos perdão, em sincero arrependimento, e suplicar para que Deus traga quebrantamento para essas igrejas e seus líderes — antes que o juízo venha.
Nota importante em 1 de julho de 2012: Com base neste artigo, Toni Reis, o presidente da ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transgêneros), enviou carta ofício ao Ministério Público Federal denunciando Julio Severo. Cópia da carta denúncia, enviada em 2007, pode ser acessada neste link.

8 comentários :

Lucas Santos disse...

Faço suas palavras, minhas palavras. Grande parte da liderança evangélica, no congresso e nas convenções, estão calados boquiabertos com o peso da culpa. Comparo a isso ao que Paulo diz em I Cor. 11:28, texto da Santa Ceia, onde diz, "Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice". Quero dizer, é que os evangélicos não estão se examinando, não estão se arrependendo e indo cear. Estão caindo nas acusações de Satanás como patos, estão tão pesados de culpa que não conseguem dar o próximo passo: voltar a ter comunhão dom o Senhor! Estão aprisionados/castigados nos pecados e por isso ficam sem forças de lutar pelo que lhes foi confiado. Quero dizer com isso é que não podemos parar e desistir por causas dos pecados que cometemos, pelo contrário aí é que devemos continuar, arrepender-se e continuar, como o texto que citei disse, examine-se e coma do Pão e beba do Cálice. Já pensou se parássemos de ser filhos a cada vezes que pecássemos? É para isso que serva a reconciliação, o perdão! Eles não estão entendo. Não podem deixar que Satanás use suas acusações para lhes deixar peso na consciência! Existem um Advogado por nós! Talvez um dos problemas aqui do Brasil é que o evangelho está sendo pregado como se fosse manual de aplicação na Bolsa de Valores, dicas para se ganhar de tudo, menos a maturidade na fé! Os crentes estão abobalhados com questões dogmáticas bobas e sem sentido real, estão apenas na superfície das águas! Oremos por todos enfim!

Mas mudando de assunto, Júlio, conheci teu blog hoje, já gostei. Também estou promovendo um blog, o Alistamento, gostaria que você acessasse e mandasse sua opinião. Tem textos meus e textos como o seu, que estão pela internet. Nossa intenção é a propagação do Evangelho e do Reino de Deus! Por isso o nome Alistamento. O endereço é: www.alistamento.rg3.net ou www.experienciamagica.com/alistamento/

Fique na PAZ!
Lucas Santos

Anônimo disse...

Prezado Julio Severo,
Deus te abençoe (Daniel 12.3).
Enquanto lia seu artigo lembrei-me do corajoso profeta Elias (1Rs 18.17ss; 2Co 13.8).

1. Tudo “normal” se eles estão se fortalecendo: está profetizado o incremento do mal, nos “últimos dias”, que antecedem a Volta de Jesus Cristo (2Timóteo 3.1-5)... A Palavra de Deus nos adverte: “Não ... tenhas inveja dos que praticam a iniqüidade. Porque cedo serão ceifados como a erva e murcharão como a verdura.” (Provérbios 37.1a,2); porque “...os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados.” (2 Timóteo 3:13).
2. O problema é quando nós, chamados por Deus para sermos “a luz e o sal da terra”, perdemos nossa função e identidade cristã e nos tornamos abomináveis aos olhos de Deus por transigir, tolerar e praticar tudo que Deus repudia expressamente na Bíblia: “Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado.” (2 Pedro 2:21).
3. Para explicar este contexto em que vivemos e estas “coisas” que nos ameaçam só mesmo a presença do anátema no meio do povo de Deus (Josué 7.1-13). Exatamente como ocorreu, por exemplo, na igreja de Pérgamo, Tiatira, Sardes e Laodicéia (Apocalipse 2.14-16; 20-23; 3.1; 3.15-17): ensinos heréticos, cristãos nominais e materialismo.
4. Concordo, também, que estes movimentos contrários à Igreja de Cristo sejam os primeiros flagelos destinados a separar o joio do trigo (1Coríntios 11.19). “De que se queixa, pois, o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados. Esquadrinhemos os nossos caminhos, experimentemo-los e voltemos para o SENHOR. Levantemos o coração juntamente com as mãos para Deus nos céus, dizendo: Nós prevaricamos e fomos rebeldes; por isso, tu não perdoaste.” (Lamentações 3.39-42).
5. Muita gente religiosa despreza o que a Bíblia revela acerca do caráter santíssimo de DEUS e Sua absoluta intransigência com o pecado (que Ele considera rebelião contra Sua autoridade de Legislador Supremo). Ficam chocadas diante do texto bíblico e, principalmente, quando ficam sabendo que o caráter de Jesus de Nazaré é a expressão exata do caráter de Deus (Hebreus 1.3) e que seus mandamentos, advertências e juízos foram sobremaneira agravados se comparados às alianças entre Deus e o homem, no Antigo Testamento.
6. “Estas coisas tens feito, e eu me calei; pensavas que era como tu; mas eu te argüirei, e, em sua ordem, tudo porei diante dos teus olhos.” (Salmos 50:21).
7. “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. (Gálatas 6:7);
8. “Mas o que pecar contra mim violentará a sua própria alma; todos os que me aborrecem amam a morte.” ( Provérbios 8:36).”
9. Deus da Bíblia não se conforma, não se ajusta, não se contextualiza aos paradigmas morais e éticos de qualquer cultura ou sociedade. Não há lugar para quem quiser permanecer como “boca aberta” no Reino de Deus. Jesus Cristo disse: “Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta espalha.” (Mateus 12:30). “Ai de vós quando todos os homens falarem bem de vós, porque assim faziam seus pais aos falsos profetas!.” (Lucas 6:26). “Porquanto qualquer que, entre esta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do Homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai, com os santos anjos.” (Marcos 8:38).

Obrigado.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Caro Julio

Eu acredito que teremos muitas surpresas nas próximas eleições. Parece que os eleitores estão dormindo, mas apenas estão calados. É silêncio contido como forças de toneladas de águas represadas. O dia em que os muros se romperão será no dia da votação.

O trabalho de quem é formador de opinião é mostrar quem é quem. Mas é preciso fazer isso com bastante desenvoltura. A capacidade de transmitir idéias decodificando complexidades, explicar termos técnicos aos leigos e fazer essa mensagem correr livremente deixando bem claro que há liberdade de uso dos nossos textos.

Para quê direito autoral se estão querendo caçar nossos direitos de livre expressão?

Marcos disse...

Julio mais uma vez seu artigo não condena apenas alerta parabens mesmo quem bom seria se toda pessoa imoral podesse ler esse artigo e refletir!


Fique na Paz do Senhor

Pedrotxp disse...

Boa!
Imagine, que eu nao tinha refletido sobre essa visao bibicla dos acontecimentos da opressao minorica dos homosexuais, realmente, com total verdade é que você diz tais coisas.
O que o Brasil precisa, no mundo cristao, é santificaçao e arrependimentos reais, como disse Jesus, hipocrita aquele que oha o galho no olho do outro tendo uma trave no seu! Infelismente os lideres das igrejas estao numa decadencia que provem da soberba e orgulhos malignos, que sao usados pelo inimigo para derrubalos perante seus inimigos!
E, felizmente hoje temos uma geraçao de jovens, que busca a real santidade em Cristo, o que sera visto em alguns anos em todo o mundo!
Bom blog, otimos textos.
Deus te abençoe.

Maxy disse...

Julio, vivemos numa época como a do profeta Isaías: " Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído" Is 29:13
Estamos sob influência de uma dialética hegeliana e à medida que o tempo passa os valores bíblicos são cada vez mais relativizados e a Igreja passa a acatar os valores impostos pela sociedade pervertida.
Esquecemos nosso dever como filhos de Deus. Ef 2:15 "Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo;"
Como ser luz se nossa própria consciência nos condena? Como brilhar se estamos conformados com o mundo e praticamos os mesmos pecados, perversões e temos os mesmos vícios? Somos hoje uma igreja apenas nominal, gostamos de estar nos templos, "louvar a Deus" com os lábios, mas a verdade é que nosso coração está completamente longe dEle.
Talvez o que vemos hoje com o crescimento do movimento homosexual seja algo que Deus tem permitido para despertar uma igreja hipócrita que acha estar vivendo uma época de avivamento. Nunca fomos tantos e nunca fizemos tão pouco.
Parabéns pelo artigo e também pela iniciativa de manter um blog tão conteúdo tão rico no ar. Que Deus continue te usando como um "profeta
digital" nesses tempos de iniqüidade. Meu clamor é que Deus nos mostre quão longe estamos de Seu padrão de santidade, nos avive e faça de nós uma Igreja relevante e que cumpra sua missão.

Maxy

Marco Teles disse...

Parabéns pela postagem e pela coragem de escrevê-la. Isso veio de Deus. Suas palavras fazem total sentido e nos despertam não só a um movimento eleitoral mas principalmente a um movimento pela fé e ética cristã que muitos de nós têm esquecido.

Que Deus o abençoe.

Onirio disse...

Irmão Julio:

Fiquei grandemente surpreso pela mensagem pasada para nos crentes em Jesuscristo. Cabe a nos orar, ler a palavra, jejuar, aprender e ensinar a nossos irmãos, amigos... o que realmente está aconteciendo;como um grupo minoritario, amparado politicamente, poder financeiro, medios de informação.., etc está tentando silenciar a voz do povo de Deus. Estarei pasando seu blog para todos os crentes em Jesuscristo que conheco, pedindo para fazer uma divulgação a nivel nacional. Orando tambem muito é claro principalmente orando porque la liderança da igreja possa viver uma vida agradavel a Deus, de acordo aos padrones biblicos.

Onirio