14 de outubro de 2007

Os tempos mudaram? Os Herodes de ontem e os Herodes de hoje

Os tempos mudaram? Os Herodes de ontem e os Herodes de hoje

Julio Severo

A sede de sangue e a covardia dos políticos do passado não mudaram em nada em nossa época. O que mudou foi a entrada de líderes religiosos num jogo de poder que envolve, como sempre, o derramamento de sangue dos inocentes.

No primeiro século da era cristã, o rei Herodes, representante do Estado, queria matar crianças, mas não há registro de líderes religiosos apoiando a matança. Fonte: Mateus 2:16-18.

Em pleno século 21, Lula, representante do Estado, quer a legalização do assassinato de crianças mediante o aborto. Há registro de um líder religioso apoiando: Bispo Edir Macedo. Fonte: Blog Julio Severo

O rei Herodes do passado tinha seus motivos para assassinar crianças. Os Herodes de hoje também têm seus motivos.

Bispo Edir Macedo e a promoção do aborto

Bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, defende abertamente o assassinato de crianças mediante o aborto, conforme entrevista dada ao jornal Folha de S. Paulo em 13 de outubro de 2007:

FOLHA — Em sua biografia, o sr. defende o aborto. Atualmente, a Record e a Record News exibem campanha pelo aborto. Por quê?

MACEDO — Sou favorável à descriminalização do aborto por muitas razões. Porém, aí vão algumas das mais importantes:

1) Muitas mulheres têm perdido a vida em clínicas de fundo de quintal. Se o aborto fosse legalizado, elas não correriam risco de morte;

2) O que é menos doloroso: aborto ou ter crianças vivendo como camundongos nos lixões de nossas cidades, sem infância, sem saúde, sem escola, sem alimentação e sem qualquer perspectiva de um futuro melhor? E o que dizer das comissionadas pelos traficantes de drogas?

3) A quem interessa uma multidão de crianças sem pais, sem amor e sem ninguém?

4) O que os que são contra o aborto têm feito pelas crianças abandonadas?

5) Por que a resistência ao planejamento familiar? Acredito, sim, que o aborto diminuiria em muito a violência no Brasil, haja vista não haver uma política séria voltada para a criançada.

FOLHA — “Deus deu a vida e só Ele pode tirá-la”, segundo a Bíblia. Não é contraditório um líder cristão defender o aborto?

MACEDO — A criança não vem pela vontade de Deus. A criança gerada de um estupro seria de Deus? Não do meu Deus! Ela simplesmente é gerada pela relação sexual e nada mais além disso. Deus deu a vida ao primeiro homem e à primeira mulher. Os demais foram gerados por estes.

O que a Bíblia ensina é que se alguém gerar cem filhos e viver muitos anos, até avançada idade, e se a sua alma não se fartar do bem, e além disso não tiver sepultura, digo que um aborto é mais feliz do que ele (Eclesiastes 6.3). Não acredito que algo, ainda informe, seja uma vida.

FOLHA — O sr. é a favor do uso de embriões humanos pela medicina?

MACEDO — Sou a favor, sim.

Os desejos do Bispo Edir Macedo estão sendo atendidos pelo governo do seu amigo Lula, conforme informação do Pró-Vida de Anápolis:

O governo Lula e a promoção do aborto

Em 8 dezembro de 2004, a secretária Nilcéa Freire, da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM), diretamente subordinada ao Presidente da República, lançou o Plano Nacional de Políticas para as Mulheres, em que a revisão da lei penal sobre o aborto era uma das “prioridades”.

Em 15 de dezembro de 2004, o Ministro da Saúde Humberto Costa lançou a Norma Técnica de Atenção Humanizada ao Abortamento, toda ela voltada para fomentar a impunidade do aborto.

No dia 24 de março de 2005, o Presidente Lula sancionou a Lei de Biossegurança (Lei 11.105/2005), tendo o cuidado de vetar alguns dispositivos, mas mantendo intacto o art. 5°, que permite a destruição de embriões humanos.

No dia 28 de março de 2005, o Presidente Lula sancionou a Lei 11.106/2005, que, entre outras coisas, excluiu o crime de adultério (art. 240) do Código Penal.

No dia 7 de julho de 2005, o Ministro Humberto Costa assinou a Portaria 1145, que “Dispõe sobre o Procedimento de Justificação e Autorização da Interrupção da Gravidez nos casos previstos em lei [sic], no âmbito do Sistema Único de Saúde”. Tal portaria, que oficializou a prática do aborto no SUS, foi substituída em 1º de setembro de 2005 pela Portaria 1508, do novo Ministro da Saúde Saraiva Filipe, com a novidade de conter um formulário pronto para a falsificação de estupros e o aborto em série.

No dia 27 de setembro de 2005, a secretária especial de Políticas para Mulheres Nilcéa Freire entregou à Câmara dos Deputados o anteprojeto de descriminalização do aborto elaborado por uma Comissão Tripartite… A proposta normativa do governo, consagrando o aborto como um direito inalienável de toda mulher, e propondo sua total liberação, foi adotada em 4 de outubro de 2005 pela deputada Jandira Feghali (PC do B/RJ), como substitutivo ao Projeto de Lei 1135/91.

As declarações do Bispo Macedo foram publicadas um dia depois do Dia das Crianças. Enquanto os cristãos estavam celebrando as crianças como bênção de Deus, um homem que se diz cristão e bispo prega e apóia a morte das crianças.

Sim, os tempos mudaram. No passado — e até mesmo no presente —, os Herodes eram uma espécie que dava para se achar somente no governo. Hoje, eles também estão nas igrejas.

Fonte: www.juliosevero.com.br; www.juliosevero.com

Leitura recomendada:

Revista Veja confirma: posição pró-aborto da Rede Record é ordem direta do Bispo Edir Macedo

Igreja Universal, Caio Fábio, camisinhas, aborto…

Aborto nos casos difí­ceis: um teste para os lí­deres evangélicos?

Luta e os evangélicos

Crianças são bênçãos

O “deus” de Edir Macedo perdoa corruptos, mas não perdoa os fetos

7 comentários :

Pastor Geremias do Couto disse...

Simplesmente lamentável, chocante, antibíblica, blasfema, anticristã, a afirmação do "bispo" Macedo, para justificar o aborto, de que a criança não nasce pela vontade Deus! O que dizer, então, do Salmo 139.13-16?

"Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe. Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável. Tuas obras são maravilhosas! Digo isso com convicção. Meus ossos não estavam escondidos de ti quando em secreto fui formado e entretecido como nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu embrião; todos os dias determinados para mim foram escritos no teu livro antes de qualquer deles existir".

Será que preciso rasgar a minha Bíblia?

Julio Severo disse...

A IURD, que no passado criticava tanto a Rede Globo e a bruxaria, agora defende os mesmos princípios! Cedo ou tarde, a IURD poderá -- se não se arrepender -- se tornar um importante aliado do Anticristo, se é que já não é.

José Roberto Braz disse...

Essa semana, tivemos duas notícias monstruosas favoráveis ao aborto, uma da revista Veja e outra publicada na Folha de São Paulo porém, o artigo de Jorge Eduardo Antunes publicado no Jornal de Brasília hoje 14/10 que clama pela vida, constitui um alívio para nós! Se puder envie um e-mail para o Jornal e, também, a Jorge Eduardo Antunes, pelo seu belo artigo. Para facilitar, os links estão foram publicados no meu blog: http://www.jrbraz.blogspot.com

Acho que vale a pena perder esse tempo!

Pastor Geremias do Couto disse...

Caro Julio:

Ainda sobre a declaração do "bispo" Macedo, será que ele também se esqueceu de Jeremias 1.5?

"Antes que eu te formasse no ventre, eu te conheci; e, antes que saísses da madre, te santifiquei e às nações te dei por profeta".

Não há como justificar o que ele disse. É blasfêmia mesmo!

José Roberto Braz disse...

Essa semana, tivemos duas not�cias horr�veis pr�-aborto. Na revista Veja e na Folha de S�o Paulo. Por outro lado, foi muito bom e consolador ver o artigo publicado no Jornal de Bras�lia neste domingo 14 de outubro. O artigo de Jorge Eduardo Antunes que clama pela vida, constitui um al�vio para n�s! Vejam a mat�ria e enviem um e-mail ao Jornal e, tamb�m, a Jorge Eduardo Antunes, pelo seu belo artigo. Para facilitar, os links est�o no meu blog www.jrbraz.blogspot.com

Acho que vale a pena perder esse tempinho.

Anônimo disse...

Nota de falecimento:

13 de Outubro de 2007.

Nesta data morreu a Igreja Universal do Reino de Deus.

O crentes sinceros que ainda estão em seu meio devem fugir dela ou terão o mesmo destino.

Que Deus tenha piedade do Brasil.

Pastor João Neres disse...

A postura do Bispo Macedo concernente ao aborto é típica de quem prega um "evangelho terreno" diferente do Evangelho que Paulo pregava e que ensina: "Se esperarmos em Cristo apenas nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens".
Faraós, Nabucodonozores, Césares, Papas etc. Só mudam os títulos, porém, são os mesmos imperadores e os objetivos são os mesmos: DOMINAR O MUNDO.
Talvez alguns fiéis que estão na IURD de boa fé despertem agora; SAI DELA POVO MEU!

Pr. João Neres