12 de outubro de 2007

Crianças são bênçãos


Crianças são bênçãos

Julio Severo
Bênção são sempre bem-vindas, porque fazem bem. Bênçãos nunca prejudicam. O que exatamente significa essa palavra? Bênção quer dizer presente, benefício, vantagem e tudo o que promove a prosperidade e o bem-estar espiritual e até físico.
Se prosperidade espiritual, física e material é bênção, naturalmente queremos em abundância. É por isso que quando o assunto é bênção, queremos muitas. Não cessamos de pedi-las em nossas orações diárias.
Com a luz poderosa da Palavra de Deus, podemos ver tudo o que Deus classifica como bênçãos. Deus considera a fertilidade humana bênção.
Antes da queda humana, Adão e Eva haviam recebido o primeiro mandamento de se multiplicar. Deus queria que eles tivessem filhos em abundância. Depois da queda, Deus não revogou nem seu mandamento nem seu propósito. Aliás, ele disse:
“Eis que os filhos são herança do SENHOR, e o fruto do ventre o seu galardão. Como flechas na mão de um homem poderoso, assim são os filhos da mocidade. Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, mas falarão com os seus inimigos à porta”. (Salmos 127:3-5 ACF)
Nessa passagem, Deus classifica os filhos como bênçãos e diz que feliz, abençoado e bem-aventurado é o homem que se enche dessas bênçãos!
Contudo, o homem temente a Deus não tem muitos filhos casualmente. Ele os tem com um propósito. Ele sabe que este mundo está em guerra. Por isso, ele vê cada um de seus filhos como uma flecha — com um alvo determinado a atingir na guerra.
Ele enche a sua aljava — o lugar que o guerreiro usa para guardar as suas flechas — e espera o momento exato de usá-las. Quando o momento chegar, ele atingirá o alvo de modo certeiro.
É a missão do pai guerreiro levar os filhos ao seu alvo de guerra, tendo como prioridade de missão na vida de cada um deles cumprir os objetivos do Reino de Deus, não os objetivos do reino deste mundo.
Filhos são bênçãos. Muitos filhos são bênçãos muito maiores — para seus pais e para o mundo, que precisa ser tocado por homens e mulheres criados e educados em famílias onde as bênçãos de Deus são bem-vindas, não controladas.
O pai que tiver tal mentalidade espiritual e encher sua aljava de bênçãos será um guerreiro treinando guerreiros, todos trabalhando em prol da expansão do Reino de Deus aqui na terra.
Para os pais guerreiros, não existe bênçãos materiais que se igualem a uma família numerosa — um verdadeiro e abençoado exército espiritual dedicado a cumprir os alvos militares do Comandante Jesus Cristo para este mundo em trevas.

4 comentários :

Chamelly disse...

Que lindo este post, Julio. Fico aqui caçando coisas interessantes pra ler. Ainda não o tinha lido. Sou apaixonada por crianças, e acho quer conceber uma criança é um dom, uma dádiva de Deus. Sonho em ser mãe.

Fica com Deus, que Ele abençoe grandemente sua família.

Luiz Henrique de Almeida Silva disse...

Muito bom - Infelizmente entre os evangélicos crianças deixam de nascer mais do que se imagina. A maioria dos jovens evangélicos que se casam não desejam ter filhos antes dos 3 anos de casados - dizem que é por causa da situação econômica. Assim ficam evitando filhos e muitas vezes até apelam para abortos. Esses não desejam a bênção de DEUS em suas famílias.

Cleber Lima disse...

Paz do Senhor!
Filho é bênção de Deus, tenho uma filha de 2 anos não me arrependo, mas hoje literalmente estamos passando por dificuldades, financeiras assim como todos, de que adianta ter vários filhos se não tem como educá-los, eu me desmancho pra educar minha filha e pagar escola.
Então ser prudente é bom certamente Deus vai abençoar.
Digo que não sou a favor de aborto, mas se cuidar sim...
A mulher quando dá a luz muda totalmente seu lado profissional, sei por mim minha esposa está procurando emprego mas não querem porque ela tem filho pequeno... algumas empresas não pegam, claro não são todas.. mesmo se pegarem ela não pode trabalhar em horário integral, dificultando tbém quem pega em horário de meio turno, mas Deus sabe todas as coisas...
Deus abençoe CLÉBER LIMA

cristiane disse...

Muito lindo esse post. Tenho três crianças e quando falo sobre a bênção de ser mãe de muitos filhos, me olham como se fosse louca. Costumo dizer que os muçulmanos entendem melhor que o cristão a passagem bíblica que foi citada no post. Eles colocam filhos no mundo e os ensinam a servir ao seu deus de forma diligente, enquanto muitos de nós, cristãos, temos falhado em nossa missão.