31 de agosto de 2007

Grupos gays brasileiros lançam múltiplas ações legais para silenciar a oposição cristã

Grupos gays brasileiros lançam múltiplas ações legais para silenciar a oposição cristã

Vendaval de processos é tentativa de impedir críticas ao movimento homossexual

Matthew Cullinan Hoffman

Brasil, 29 de agosto de 2007 (LifeSiteNews.com) — Nas semanas recentes, grupos homossexuais do Brasil vêm tentando silenciar seus oponentes com um vendaval de processos que se aproveitam do clima político pró-homossexualismo do Brasil.

Em 5 de agosto, a Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) entrou com uma queixa criminal contra vários sites por desmascararem o fato de que o líder do movimento homossexual do Brasil, Luiz Mott, promove a pedofilia e a pederastia (veja a recente cobertura de LifeSiteNews em http://www.lifesite.net/ldn/2007/jul/07073011.html).

Os sites Mídia Sem Máscara, Ministério Apologético Cacp e JesusSite são acusados de “charlatanismo, infâmia, difamação e calúnia”, por terem citado numerosas declarações de Mott aprovando sexo com crianças e adolescentes. A ABGLT está solicitando processos criminais e também indenizações financeiras.

Na semana passada, a ABGLT também entrou com uma ação contra Rozangela Alves Justino, uma psicóloga brasileira que oferece terapia aos homossexuais que desejam mudar sua orientação. O Conselho Federal de Psicologia do Brasil decidiu que os psicólogos estão proibidos de realizar terapia reparativa na área da homossexualidade, e a ABGLT está solicitando que a licença de Rozangela seja revogada.

A organização se queixa de que Rozangela é “adversária do movimento de gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais, e tem se destacado no cenário nacional por apoiar e desenvolver programas de ‘reversão’ e/ou ‘resgate’ da homossexualidade à heterossexualidade”.

Recentemente, a ABGLT também solicitou que Silas Malafaia, um famoso psicólogo e pastor brasileiro, seja investigado por comentários que ele fez num programa de TV se opondo à conduta homossexual, ao aborto e às pesquisas com células-tronco. De acordo com o site homossexual brasileiro gay1.com.br, Malafaia “retrata a homossexualidade e a luta dos homossexuais pela igualdade de direitos de maneira claramente discriminatória”. A ABGLT solicita que os procuradores determinem medidas a serem tomadas contra Malafaia e as estações de TV que transmitiram o programa.

Olavo de Carvalho, editor do Mídia Sem Máscara e colunista de jornais brasileiros, diz que os processos são uma tentativa de intimidar os oponentes do movimento homossexual do Brasil e desviar a atenção de uma investigação criminal contra Mott e outros líderes homossexuais por defenderem a pederastia e o abuso sexual de crianças.

Carvalho disse para LifeSiteNews que ele vê a busca de poder do movimento homossexual como um dos componentes do movimento socialista do Brasil, que está buscando mais e mais poder. “Creio que eles realmente querem muito poder, porque o movimento homossexual não é independente. É parte da máquina esquerdista. E a esquerda agora no Brasil tem poder quase que total. Eles controlam tudo. Eles são mais poderosos do que o próprio Estado brasileiro, e isso não é o suficiente para eles. Eles querem mais e mais e mais, e o movimento homossexual é um instrumento dessa estratégia”.

Embora uma lei proibindo críticas ao homossexualismo tenha sido proposta, ainda não foi aprovada. Apesar disso, muitos juízes brasileiros simplesmente agem como se tal proibição já existisse. “Eles estão procedendo como se a lei existisse… Eles querem forçar o Congresso a aprovar a lei, de modo que agem como se a lei já tivesse sido aprovada. Muitos brasileiros crêem que essa lei realmente existe. É um tipo de fraude psicológica”, disse Carvalho.

Os homossexuais brasileiros conquistaram vitórias no passado com essa estratégia. O Pe. Luiz Carlos Lodi da Cruz, presidente da Associação Pró-Vida de Anápolis, foi legalmente obrigado a pagar uma multa de 6.000 reais em 2005 por chamar a antropóloga pró-aborto Débora Diniz Rodrigues “pró-aborto”. O juiz que presidiu o caso considerou o rótulo “ofensivo”. O Pe. Lodi apelou, mas a decisão foi sustentada.

Em junho deste ano, uma coalizão de grupos protestantes, a Visão Nacional para uma Consciência Cristã (VINACC), foi legalmente obrigada a parar sua campanha em defesa dos valores da família contra o ativismo homossexual. Eles receberam ordens de remover outdoors e anúncios de sua campanha, e de cancelar um evento público já programado, porque, de acordo com o tribunal, a campanha deles era “homofóbica”.

Contudo, nem todas as tentativas de intimidar e silenciar os oponentes da conduta homossexual tiveram êxito.

Em 29 de maio deste ano, um pastor luterano da cidade brasileira de Rancho Queimado, o Rev. Ademir Kreutzfeld, foi submetido a uma investigação criminal quando foi acusado de telefonar para estabelecimentos comerciais locais num esforço para informá-los de que um jornal que eles estavam patrocinando estava promovendo a agenda homossexual. O ativista homossexual que possui o jornal entrou com queixa contra o pastor por “difamação”. Contudo, em 29 de agosto, Kreutzfeld alegremente anunciou que depois de uma breve audiência que foi “muito bem conduzida” pela juíza, o queixoso desistiu das acusações.

Olavo de Carvalho observa que no atual clima político, tal decisão pode prosseguir numa ou outra direção, dependendo totalmente da filosofia do juiz escolhido. “É impossível predizer essas coisas porque tudo depende de qual juiz julgará a queixa, e isso é imprevisível porque a seleção do juiz é feita a esmo… nunca sabemos… pode acontecer qualquer coisa”, disse ele.

Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com.br; www.juliosevero.com

O artigo original encontra-se aqui: http://www.lifesite.net/ldn/2007/aug/07083007.html


Artigos anteriores de LifeSiteNews:

Leader of Brazil Homosexual Movement Under Investigation for Pedophilia
http://www.lifesite.net/ldn/2007/jul/07073011.html

Brazilian Priests Could Face Jail-time for Saying that Homosexuality is A Sin
http://www.lifesite.net/ldn/2007/mar/07031904.html

BRAZIL ELECTS PRO-ABORTION, ANTI-FAMILY PRESIDENT
http://www.lifesite.net/ldn/2002/oct/02102803.html

6 comentários:

ALTAIR GERMANO, disse...

A paz do Senhor amado(a)!

Convidamos o amado(a) irmã(o) para fazer parte da “União de Blogueiros Evangélicos”.

Trata-se de um espaço virtual e democrático onde seja possível unir blogueiros cujos blogs falam eminentemente sobre o Cristianismo e sobre a Palavra de Deus.

Diálogo, trocar idéias, debates e, sobretudo, divulgação de seus trabalhos e blogs são alguns dos objetivos da UBE.

A idéia surgiu de conversas on line entre o Pr. Altair Germano (BLOG DO PR. ALTAIR GERMANO), Pr. Esdras Bentho (TEOLOGIA COM GRAÇA) e o Irmão Valmir Milomem (E AGORA, COMO VIVEREMOS?).

Saiba mais no blogueirosevangelicos.blogspot.com

Ore, divulgue e participe!

No amor de Cristo,

Pr. Altair Germano

Indefecty disse...

Querido irmão. Continue em sua luta. Estou criando um blog e vou adicionar seu blog como favorito. Eis o endereço, por enquanto (vou excluir muitos textos que ali estão): www.indefecty.blogspot.com

Abraço!

Luciene disse...

Seria muito bom que os pastores que detem o poder da telecomunicação tanbém usassem o poder para desmascarar o movimento homossexual. È admirável como os brasileiros deixaram-se enganar tão facilmente por este movimento tão violento e pernicioso. A violência vem das ameaças, usando também o gorverno corrupto do PT.
Porém, não se enganem, o PSDB e vários outros partidos também estão apoiando o movimento homossexual em busca de votos. Os fins justificam os meios.
Entretanto eu acredito que o que está acontecendo, será um meio de Deus unir o seu povo nestes últimos dias. Se no início da era cristã houve muita perseguição e agora no final será muito maior.
Lembrem-se, as leis eram usadas para perseguir os cristãos. Eles usaram as leis também para nos perseguirem. Importa obedecer a Deus e não os homens.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Prezado Julio


Ninguém sonha em ter filhos gays!

Sinceramente, não sou contra as pessoas homossexuais. Eu apenas sou contra o homossexualismo e esses Projetos de Leis (122/2006 e 6418/2005) que querem tirar o nosso direito de exercer a opinião.

Acho que a maioria da sociedade, inclusos jornalistas e pessoas que sempre tiveram papel de formadores de opinião na mídia, em diversos segmentos dela, estão caladas porque estão amedrontadas demais; o silêncio não é por concordarem com o PODER que essa classe homossexual irá ganhar perante os heterossexuais, não.

Exemplo: O chefe não poderá repreender o subalterno equivocado, pois o mesmo dirá que é perseguição pela condição sexual...

Só sei que quando um casal hétero descobre que vai ter um filho, jamais ouvi o pai dizer: "eu quero que seja um homo..." E nunca vi mães suspirando e dizendo: “ai, quem me dera nascesse uma lésbica”.

Jamais, nem de ouvir que alguém ouviu outro ouvir dizer, de que tenha existido casais sonhando, muito felizes da vida, quanto à hipótese de se tornarem pais de filhos gays. Os genitores seguem o curso do seu passado e projetam o futuro igual para sua prole... Sempre querem bebês machos e / ou fêmeas, montam quartinhos e escolhem roupas nas cores azul ou rosa. As cores da bandeira GLTS, arco-íris, nem pensar!

Mas, os pais diante de filhos gays os amam, porque o amor de pai e mãe transcende esse sonho heterossexual entranhado lá no subconsciente que os faz sonharem com descendências heterossexuais e terminam aceitando o tal filho que não veio como resposta dos seus sonhos. E, como evangélico que sou, encontro explicação para isso na mesma Bíblia Sagrada que condena o homossexualismo / condição da homossexualidade. 1ª Coríntios 13 diz assim: "o amor é sofredor".

Esse meu comentário não é discriminatório. É apenas fruto da minha observação da realidade que presencio. Não me considero dono da verdade, apenas dono da minha liberdade de expressão. Será que serei processado por usá-la aqui?

E, se por ventura alguns políticos do Senado Federal ler minhas linhas, saibam que estão estabelecendo, agora, a condição de vida de seus filhos amanhã. O que decidirem será decisão direta para suas famílias e familiares também. Não passem a bola para a próxima gestão...

Abraço.

leandro disse...

Também não sou contra os homoxessuais + sei que essa pratica é contra os princípios de Deus,Deus não é preconceituoso como estão tentando incutir na mente das pessoas,os evangélicos também não são preconceituosos,se alguém discrimina ou agride homoxessuais esse alguém não é cristão de verdade,Deus pode tirar o sentimento homoxessual de qualquer pessoa, basta q ela queira e permita isso,Jesus ama a todos e a todos quer salvar,não caiam no engano de Satanás,a hora está chegando queridos,todo o sistema está se voltando contra os princípios de Deus,a perseguição parece estar perto,na verdade é a igreja de Cristo que está sofrendo preconceitos,somos taxados como loucos,fanáticos,doentes,preconceituosos,é hora de despertarmos pois as profecias bíblicas estão se cumprindo diante de nossos olhos!Deus abençoe a todos!

Anônimo disse...

lindo blog