10 de junho de 2007

CRIANÇAS: O próximo alvo do movimento homossexual


CRIANÇAS: O próximo alvo do movimento homossexual


“O amor entre homens e meninos é o alicerce do homossexualismo… Não devemos deixar que a imprensa e o governo nos seduzam e nos façam acreditar em informações erradas. O estupro de crianças realmente existe, mas há também as relações sexuais boas. E precisamos apoiar os homens e os meninos nesses relacionamentos”.

Autor anônimo em “Point of View: No Place for Homo Homophobia.” San Francisco Sentinel [jornal homossexual], 26 de março de 1992. Veja também notícia onde membros da NAMBLA são presos por abuso de meninos.





“Pode ser que a pedofilia seja não um desvio sexual, mas uma orientação sexual. Isso nos leva a perguntar se os pedófilos podem ter direitos”.

Behavior Today, 5 de dezembro de 1988, pág. 5.









“Os amantes de meninos e as lésbicas que têm amantes mais jovens são as únicas pessoas queestão se oferecendo para ajudar os jovens… Eles não são estupradores de crianças. Os estupradores de crianças são os padres, os professores, os terapeutas, os policiais e os pais que forçam os jovens, que estão sob sua responsabilidade, a aceitar sua moralidade fora de moda. Em vez de condenar os pedófilos por seu envolvimento com jovens gays e lésbicas, devíamos apoiá-los”.

Pat Califia, escritora e ativista lésbica, The Advocate [revista homosexual], outubro de 1980. Essa citação foi baixada do site da Associação Norte-Americana de Amor entre Homens e Meninos (cuja sigla em inglês é NAMBLA) no seguinte endereço eletrônico http://www.nambla.org em 15 de abril de 1998, sob a seção intitulada “What People Are Saying About NAMBLA and Man/Boy Love.”





“Na minha opinião, a pederastia devia receber o selo de aprovação. Acho que é verdade que os amantes de meninos [os pederastas] são muito melhores para as crianças do que os pais…”

Declaração do ativista homossexual David Thorstad, pedófilo condenado pela Justiça e membro da NAMBLA, citado em Joseph Sobran. “The Moderate Radical.” Human Life Review, verão de 1983, páginas 59 e 60.












“Sexo entre jovens e adultos é uma das questões mais difíceis no movimento gay. Quando é que um jovem tem o direito e a autoridade de fazer suas próprias decisões sexuais? De que modo as leis contra sexo entre adultos e crianças são usadas especificamente para mirar os gays?”

John Preston, citado em The Big Gay Book: A Man's Survival Guide for the ’90s (New York: Plume, 1991). Essa citação foi baixada do site da Associação Norte-Americana de Amor entre Homens e Meninos (cuja sigla em inglês é NAMBLA) no seguinte endereço eletrônico http://www.nambla.org em 15 de abril de 1998, sob a seção intitulada “What People Are Saying About NAMBLA and Man/Boy Love.”



“Se eu fosse examinar o caso de um menino de 10 ou 11 anos que sente intensa atração por um homem de 20 ou 30 anos, se o relacionamento é totalmente mútuo e o amor é totalmente mútuo, então eu não chamaria isso de doentio de forma alguma… Quando os ativistas gays começaram suas campanhas políticas, não havia suficientes informações científicas com que basear sua luta para promover os direitos gays. Mas não se precisa de informações cientificas essenciais a fim de se trabalhar ativamente para promover uma ideologia específica, enquanto se está preparado para ir para a cadeia. Não é desse jeito realmente que sempre ocorrem as mudanças sociais?”

John Money, Ph.D., professor aposentado de psicologia e psiquiatria na Universidade e Hospital Johns Hopkins. Citado em “Interview: John Money.” Paidika: The Journal of Paedophilia [Paidika: A Revista de Pedofilia], Holanda, 2(7), [primavera de 1991] páginas 5 a 9. Essa citação foi baixada do site da Associação Norte-Americana de Amor entre Homens e Meninos (cuja sigla em inglês é NAMBLA) no seguinte endereço eletrônico http://www.nambla.org em 15 de abril de 1998, sob a seção intitulada “What People Are Saying About NAMBLA and Man/Boy Love.”










“Nosso trabalho só estará concluído quando pudermos dizer que o mundo todo virou gay”.

Editorial na revista homossexual Guide , maio 1991, pág. 6.












“Nos casos de consentimento mútuo e atração sexual mútua, a própria atividade sexual [entre homens e meninos] parece não produzir nenhum efeito danoso. Espera-se que isso possa tranqüilizar os pais e ajudá-los a evitar preocupações e desilusões desnecessárias”.

Dr. Preben Hertoft, ‘sexólogo.’ “Introduction: Paedophiles Don't Hurt Children” [Introdução: Os Pedófilos Não Machucam as Crianças] Crime Without Victims [Crime Sem Vítimas] (Amsterdam: Global Academic Publishers, 1993). Essa citação foi baixada do site da Associação Norte-Americana de Amor entre Homens e Meninos (cuja sigla em inglês é NAMBLA) no seguinte endereço eletrônico http://www.nambla.org em 15 de abril de 1998, sob a seção intitulada “What People Are Saying About NAMBLA and Man/Boy Love.”









“Quando as igrejas conservadoras condenam os gays, só há duas coisas que podemos fazer para confundir a homofobia dos crentes verdadeiros. Primeira, podemos utilizar debates para obscurecer as opiniões morais. Isso significa publicar o apoio que igrejas mais moderadas dão aos gays… Segunda, podemos minar a autoridade moral das igrejas homofóbicas mostrando-as como antiquadas e estagnadas, em descompasso com os dias de hoje e com as descobertas mais recentes da psicologia. Contra a força das igrejas institucionais, devemos usar a influência mais forte da ciência e da opinião pública… Tal aliança profana já funcionou contra as igrejas antes, em tais questões como divórcio e aborto. Com suficientes debates abertos mostrando que o homossexualismo é uma prática comum e aceita, essa aliança poderá novamente funcionar nessa questão”.

Marshall K. Kirk e Erastes Pill, escritores homossexuais. “The Overhauling of Straight America.” Guide Magazine, outubro e novembro de 1987.


Nota: Todas as imagens neste texto foram fruto da pesquisa de Jael Savelli. As citações homossexuais são fruto da pesquisa de Julio Severo, publicadas originalmente em português no e-book As Ilusões do Movimento Gay, disponível em vários sites, inclusive na primeira página do JesusSite. Informações sobre a NAMBLA, a maior organização homossexual mundial defensora da pedofilia, encontram-se no e-book.

Fonte: www.juliosevero.com.br; www.juliosevero.com

8 comentários:

Anônimo disse...

não há nada que possamos fazer a não ser aceitar a salvação que Jesus Cristo nos oferece para sairmos dessa Sodoma e Gomorra através do arrebatamento

Igor Miguel disse...

Olá anônimo,

Seu comentário é fundamentalista. Provavelmente produzido no calor dos textos citados. Sim são chocantes, mas a resposta aos problemas brilhantemente mencionados no texto, não é o "arrebatamento" o "escape", mas a ação redentora dos salvos. O desafio de sairmos dos guetos denominacionais, e transformarmos a sociedade nào com um proselitismo evangelicalista, mas através de acoes redentoras concretas, a começar pelo comportamento dos crentes. Os púlpitos estão vazios de ética, e cheios de moralismo. Precisamos entender que a graça sem a responsabilidade da lei, torna-se uma desgraça!

Theo disse...

ai ai... Conceitos equivocados e confusos os seus ein? começa falando q o outro é fundamentalista e no fim diz que a graça sem a responsabilidade da lei, torna-se uma desgraça? onde c viu isso na bíblia?
E acho que você devia procurar o sentido de ética e moral também. Não quero fica discutindo coisa aqui mas tem coisa que não da mesmo pra ouvir. Poderíamos voltar ao assunto relevante que é a notícia do Julio? Ok... Eu deduzia que essas defesas pedófilas iam começar a brotar mas não achei que já estivessem tão organizadas. O homem cada vez que cria liberdade quer mais liberdade, não tem jeito, a frase dá uma mão quer o braço é verdade. E o engraçado que eu vi no site do NAMBLA que eles nem tocam no assunto de influência pscicológica, moral e intelectual de adultos sobre mais jovens. Consideram os verdadeiros pedófilos aqueles que abusam mas que normalmente são pais, padre, pastores, policias e lideres morais. Ve se pode?

Felipe, the fundamentalist disse...

para os que defendem essa abominação, só digo que é pedofilia sim, pois tem relacionamneto com crianças, e tem o agravante de ser com pessoas do msm sexo(outra abominação, ou seja abominação dupla!)



e quando padres ou pastores(vc já ouviu fala em pastor envolvido nisso?)são devidamente punidos, e excomugados!e os gays querem que seja legal!




pedofilia, uma abominação que Deus odeia, assim como o homossexualismo!



hã, e sou fundamentalista msm, pois a bíblia é a sabedoria de Deus, e temos que obedece ele cerguamente msm por contra disto, termos que ser radicais na fé em cristo!

mirko disse...

Bando de covardes, voces cristãos! Diante dos muçulmanos sinto vergonha, pois se baseiam em trechos biblicos para fundamentar a propria covardia e medo. Ao contrario de voces, os muçulmanos não tem medo de combater o mal e da sua propria vida para isso torcendo para que deus o mande de volta para morrer novamente combatendo o demonio.
Ora, é um dever de todo crente combater o mal, coisa que nao vejo cristão nenhum fazer, so pensam em obter graça cavando a desgraça de todos! Ou seja, os cristãos se associaram ao demonio, e condenaram sua propria salvaçao.
Bando de covardes!

Elias Stevam disse...

Mirko, quero dizer a você meu amigo. Sou um cristão, e com muito orgulho. Você nos chama de covardes, talvez porque não somos agressivos como vocês. Sabe porque não fazemos isto?Simplesmente porque nosso livro sagrado nos diz que nossa luta não é carnal, como ensina o alcorão que incentiva a luta corporal, e sim espiritual. Vencemos tudo com oração, não com ignorância, como aconteceu no 11 de setembro, que vocês muito conhecem. Como lhe disse, não concordo quando você diz que temos medo de combater o demônio, ou o mal, lutamos espiritualmente. Resumindo, você disse tudo e não disse nada.

mirko disse...

Elias Stevam, ao contrario do que vc parece pensar, nao sou muçulmano.
Só acho que falta atitude da cristandade para combater o mal. Nao defendo que se deva usar a força, mas se não houver outro recurso, ai sim tera de ser usada. O que eu digo é que falta atitude, e ao menos os muçulmanos as tem, atitude estupida mas é uma atitude, e graças a tais atitudes eles impoe o respeito!

Fragata disse...

Mirko, nem todos os muçulmanos pensam assim, somente grupos radicais recorrem a força, os muçulmanos de verdade são aqueles que somente buscam seguir a Deus e só, nada de militarismo ou de 100 virgens no céu.

Quanto a cristãos serem covardes, eu diria que não é o caso, muitos líderes religiosos estão sim combatendo a pedofilia e o ativismo gay, o Senador Magno Malta inclusive já fez grandes avanços no combate à pedofilia, acontece que cidadãos comuns não podem fazer muita coisa ou pelo menos muita coisa que se dê destaque na mídia, tipo, quem vai dar atenção a ações anti-ativismo gay? A Globo? pff... A record? Essa deveria ser uma emissora exemplo mas acabou imitando a Globo; O SBT? Talvez mas não tão nem aí e isso em si já é ruim, a Praça é Nossa por exemplo, começou uma discreta campanha contra o Feliciano não porque eles têm um ideal ou acreditam que ser gay é normal, mas porque o Alexandre Frota deu uma declaração lá que era amante do Feliciano e o elenco todo resolveu apoiar. Agradar o amigo gay/simpatizante, é basicamente disso que se trata hoje em dia. Falar da RedeTV e Band é perda de tempo também.

Em fim, acredito que o que você vê como covardia seja na verdade o que você não vê na mídia por aí.