5 de março de 2007

Pais não estão conscientes dos problemas de drogas de seus filhos

Pais não estão conscientes dos problemas de drogas de seus filhos

© 2006 WorldNetDaily.com

Um novo estudo que examina o uso de álcool e drogas entre crianças e adolescentes constatou que os pais sabem pouco sobre o que os seus filhos estão fazendo e as influências às quais eles estão sendo expostos.

O estudo, realizado pelo Centro Nacional de Vício e Abuso de Substâncias (CNVAS) da Universidade de Colúmbia, inicialmente se concentrou no que está acontecendo nas festas de adolescentes. Mas revelou fatos assustadores sobre as drogas nas escolas públicas.

“Álcool e drogas entre adolescentes é um problema dos pais. [Os pais] não têm idéia alguma de como o mundo de seus adolescentes está infestado de drogas e álcool”, disse Joseph A. Califano, presidente do CNVAS e ex-Ministro da Saúde dos EUA.

“Esses pais desengonçados negam o que está acontecendo, iludem a si mesmos e não têm consciência da realidade. Essa atitude deles coloca seus filhos em risco enorme de cair em alcoolismo e uso de drogas ilegais e de prescrição”, disse ele.

A pesquisa, que examinou a transição entre as idades de 13 e 14 anos, constatou que os adolescentes de 14 anos sofriam um risco três vezes maior de receberem a droga Ecstasy e um risco duas vezes maior de receberem cocaína. A pesquisa concluiu que a transição de 13 para 14 anos “é a maior linha de separação de drogas envolvendo todos os anos da adolescência”.

A pesquisa observou que 55 por cento dos adolescentes americanos em idades de 12 a 17 “caem nas categorias de abuso elevado ou moderado de drogas”.

Mais da metade de todos os adolescentes do ensino secundário no estudo dizem que freqüentam uma escola onde se usa ou se vende drogas. E pela primeira vez nos 11 anos em que a pesquisa é conduzida, as adolescentes têm um risco igual ou mais elevado de abuso de drogas em comparação com os adolescentes da mesma idade.

Um grupo de educação escolar em casa, a Rede Educacional Estrela da Manhã, está usando os resultados da pesquisa para apontar os pais na direção da educação escolar em casa. A organização patrocina a campanha “Considerando o Ministério da Educação Escolar em Casa” e seu site para incentivar os pais cristãos a educar seus filhos em casa.

“A pressão dos amigos para beber álcool, usar drogas e se envolver em atividade sexual nos anos da adolescência é incrível”, disse Denise Kanter, consultora de pesquisas da Estrela da Manhã. “Os pais cristãos precisam proteger seus filhos das influências seculares dos amigos da escola e ensinar seus filhos em casa”.

Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com.br; www.juliosevero.com

Para saber mais sobre educação escolar em casa, visite o Blog Escola em Casa.

Fonte: WND.

Nenhum comentário: