1 de março de 2007

O melhor do Brasil é o brasileiro?

O melhor do Brasil é o brasileiro?

Julio Severo

O povo brasileiro reelegeu Lula porque viu nele e em seu partido o cumprimento de suas expectativas. O povo “viu” melhorias. O povo “viu” progresso. Mas o que viu era meramente propaganda. O Brasil não saiu economicamente do lugar, porém ninguém vê nada.

O país mais pobre de toda a América Latina é o Haiti. E, de acordo com manchete do jornal Globo Online de ontem: “Crescimento do Brasil só é maior que o do Haiti em toda a América Latina”.

Pelo menos, Lula não deixou o Brasil cair para a última categoria. Parabéns ao PT por ter salvo o Brasil do último lugar.

Contudo, se em crescimento econômico o Brasil está em penúltimo lugar, por pura tragédia apocalíptica, o Brasil está em primeiro lugar em paradas gays e na promoção mundial do homossexualismo na ONU e na OEA. Parabéns a Lula e ao PT — nem só de progresso econômico vive uma nação, mas também de “progresso” homossexual.

Graças a Lula e ao PT, o brasileiro agora pode ter muito orgulho de que o Brasil é melhor do que o Haiti. E, ao contrário do que tenta nos convencer o governo Lula, o melhor do Brasil não é o brasileiro. Se fosse, ele seria valorizado e respeitado por seu próprio governo. Ele seria menos explorado e abusado por seu próprio governo.

As políticas de impostos elevados e pesados do governo comprovam que o brasileiro é melhor porque serve aos interesses e necessidades do governo. Ninguém, no mundo inteiro, paga mais imposto do que o brasileiro para sustentar o governo. Sem o brasileiro, o governo seria mais pobre do que o Haiti.

O Brasil progrediu pouco mais que o Haiti, porque o dinheiro do brasileiro tem destino certo, e não é para o progresso econômico do país. Graças ao brasileiro e a todos os muitos impostos que ele paga, os membros do governo têm muito dinheiro em suas mãos e estão muito longe da realidade econômica do Haiti e do resto do Brasil.

A pobreza e a escassez que atingem boa parte do Brasil não atingem os membros do governo, não atingem Lula e não atingem o PT. Os problemas econômicos que afetam o Brasil e suas indústrias simplesmente não existem no governo.

O melhor do Brasil é o brasileiro, diz a propaganda do governo.

Mas se formos crer na realidade, em vez da propaganda, o melhor do Brasil é o homossexualismo. Assim prova o governo Lula com seus investimentos em paradas gays e esforços para promover internacionalmente esse comportamento sexual. Assim prova o governo Lula com seus investimentos para promover nas escolas uma educação pró-homossexualismo. Assim prova o governo Lula com seus investimentos no programa federal Brasil Sem Homofobia, que tem como objetivo eliminar a homofobia do Brasil.

É graças ao brasileiro que o governo pode fazer esses investimentos.

O melhor do Brasil é o brasileiro — e seu dinheiro. Que o diga o sorridente governo que coleta os exagerados impostos que o brasileiro é obrigado a pagar.

Fonte: http://www.juliosevero.com/

Nenhum comentário: