20 de fevereiro de 2007

Pastor afirma ser Deus, Jesus e o Anticristo ao mesmo tempo

Pastor afirma ser Deus, Jesus e o Anticristo ao mesmo tempo

“Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos, por onde conhecemos que é já a última hora”. (1 João 2:18 ACF)

Pois é, conforme a notícia abaixo da CNN que acabei de traduzir, mais um alucinado se fazendo de anticristo. Não me admira nem um pouco que ele já tenha sido viciado em heroína. Continua viajando — bem alto. E quem se julga muito alto pode cair feio.

Pelo menos, esse pastor enganador é sincero e já diz sem rodeios que é um anticristo. O pior são os pastores que têm o mesmo comportamento de vício ao luxo e amor a Mamom que ele tem, mas jamais se declaram anticristo, de modo que muitas pobres ovelhas acham mais seguro segui-los do que seguir aquele que já se confessa anticristo.

Julio Severo

Pastor com tatuagem 666 afirma ser Deus

John Zarrella e Patrick Oppmann

CNN

Destaques da matéria

• José Luis de Jesus Miranda, que é pastor, afirma ser Deus
• De Jesus prega que não há diabo e pecado
• Sua igreja afirma ter milhares de membros em mais de
30 países

MIAMI, Flórida, EUA (CNN) — O pastor tem o número 666 tatuado no braço.

Contudo, José Luis de Jesus Miranda não é um pastor como os outros. De Jesus, ou “Papai” como seus milhares de seguidores o chamam, não faz meramente orações a Deus: Ele diz que ele próprio é Deus.

“O espírito que está em mim é o mesmo espírito que estava em Jesus de Nazaré”, diz de Jesus.

As afirmações do Pr. Jesus sobre sua divindade vêm indignando os líderes cristãos, que dizem que ele é um enganador. Os especialistas religiosos declaram que ele pode ser algo muito mais perigoso, um líder de seita que realmente crê que é Deus.

“Ele está na cabeça deles, ele está na cabeça desse povo”, diz o Prof. Daniel Alvarez, um especialista religioso da Universidade Internacional da Flórida que fez debates com alguns dos seguidores do Pr. Jesus. “De Jesus fala com um tipo de convicção que me faz considerá-lo mais como David Koresh ou Jim Jones”.

Será que de Jesus é realmente um líder de seita como David Koresh, que morreu com mais de 70 de seus seguidores do Ramo Davidiano num incêndio fatal durante um impasse com as autoridades federais, ou Jim Jones, o fundador do Templo dos Povos que cometeu suicídio em massa com 900 seguidores em 1978?

Profetas ‘falaram comigo’

De Jesus e seus crentes dizem que a igreja deles — “Creciendo en Gracia”, palavra espanhola que significa “Crescendo na graça” — é mal compreendida. Os seguidores do movimento dizem que eles têm prova de que seu pastor é divino e de que sua igreja logo será uma grande religião no mundo.

Mas até mesmo de Jesus admite que ele é um líder não promissor de uma igreja que afirma ter milhares de membros em mais de 30 países.

De Jesus, de 61 anos, cresceu em Porto Rico. Ele diz que tem passagens pela polícia ali por pequenos roubos e diz que ele era viciado em heroína.

De Jesus diz que ficou sabendo que ele é o Jesus reencarnado quando num sonho ele recebeu a visita de anjos.

“Os profetas, eles conversaram comigo. Levou-me tempo para aprender isso, mas eu sou o que eles estavam aguardando, o que eles vêm aguardando há 2.000 anos”, declara o Pr. Jesus.

A igreja que ele começou a construir 20 anos atrás em Miami não tem nada parecido:

  • Os seguidores dele fazem protestos contra outras igrejas cristãs em Miami e na América Latina, tumultuando cultos e missas e esmagando cruzes e estátuas de Jesus.

  • De Jesus prega que não há diabo e pecado. Seus seguidores, diz ele, não podem literalmente cometer erro algum aos olhos de Deus.

  • A igreja chama-se o “Governo de Deus na Terra” e usa um selo semelhante ao selo do governo dos Estados Unidos.

Fazendo a obra de Deus com os carros e relógios mais caros

Se Creciendo en Gracia é um grupo religioso raro, de Jesus também não se encaixa no molde do líder comum de igreja. De Jesus zomba dos tradicionais votos de pobreza.

Ele diz que a igreja lhe paga como salário 136 mil dólares por ano, mas ele vive com mais extravagância do que essa quantia permite. Durante uma entrevista, ele mostrou aos jornalistas da CNN um relógio Rolex coberto de diamantes e disse que ele tem outros três iguaizinhos. Ele viaja em carros Lexus e BMW blindados, afirma ele, para sua própria segurança. Quem lhe deu todos esses presentes foram seus devotos seguidores.

E quanto à tatuagem do 666 no braço dele?

Embora seja um número geralmente associado a Satanás, não ao Filho de Deus, de Jesus diz que o 666 e o Anticristo são, como ele, mal compreendidos.

O Anticristo não é o diabo, de Jesus diz à sua congregação. Ele é o ser que substitui Jesus na Terra.

“O Anticristo é a melhor pessoa no mundo”, diz ele. “O Anticristo significa: não fixe os olhos em Jesus porque Jesus de Nazaré não era cristão. O Anticristo significa: não fixe os olhos em Jesus Cristo de Nazaré. Fixe em Jesus após a cruz”.

E de Jesus quer dizer: fixar nele mesmo.

Até agora, de Jesus diz que suas declarações de ser o Anticristo não assustaram nem afugentaram seu rebanho. Numa exibição da influência que ele exerce sobre o grupo, 30 membros de sua congregação foram terça a um salão de tatuagens para receber também a tatuagem permanente do número 666 na pele.

Ele exerce influência sobre eles, mas seus seguidores dizem que não irão pelo mesmo caminho das pessoas que creram em David Koresh e Jim Jones. Só pelo fato de terem encontrado de Jesus, dizem eles, eles já alcançaram propósito para suas vidas.

“Se alguém nos disser para tomar alguma bebida relaxante e que iremos para o céu, isso não é verdade. Já estamos nos lugares celestiais”, a seguidora Martita Roca contou a CNN depois de receber a tatuagem do 666 no tornozelo.

Fonte: http://www.cnn.com/2007/US/02/16/miami.preacher/index.html

Nenhum comentário: