28 de setembro de 2006

Carta aberta aos eleitores

Carta aberta aos eleitores evangélicos

Estimado irmão em Cristo

Ontem conversei com um irmão em Cristo que me disse que sua família havia acabado de receber uma ligação de Lula. Era uma gravação programada. A voz de Lula pedia votos, falava de Deus, moralidade, etc. Era uma propaganda feita especificamente para os evangélicos. Mas a voz nada dizia das afrontas de Lula aos valores da Palavra de Deus. Nada falava do programa governamental Brasil Sem Homofobia.

Esses dias também me vieram preocupações fortes, quando li o testemunho da ex-mãe de santo Cecília, que era a guia espiritual de Fernando Collor. Ela foi a única macumbeira na história do Brasil que subiu a rampa do Palácio do Planalto ao lado de um presidente da República.

Lembrei-me de que antes de Collor ser eleito, muitos evangélicos e não evangélicos queriam votar nele, por medo de Lula. E acabaram votando mesmo, porque nada sabiam da vida desse homem.

Em seu testemunho, a ex-macumbeira Cecília conta que antes de Collor ganhar, muitos sacrifícios foram feitos por ele, com todos os tipos de animais, grandes e pequenos, até mesmo envolvendo fetos humanos. Havia também violação de túmulos. Collor passava as noites em cemitérios. Sabe-se lá o que ele fazia nesses lugares, porém quem conhece satanistas bem sabe do que eles são capazes. Eu próprio conheci satanistas que iam a cemitérios e faziam coisas de dar nojo a qualquer um. Geralmente, são pessoas possessas. Ninguém passa uma noite num cemitério sem estar possesso.

Penso que as eleições são verdadeiras guerras espirituais. Lula está mentindo como nunca, mas não podemos deixar o medo de ele vencer nos forçar a votar em qualquer outro candidato que satanás apresentar. Aquele que deu a opção escapatória de Collor para os eleitores que não queriam votar em Lula continua ativo.

Não se esqueça de que foi o próprio Collor que deu para o Brasil o Estatuto da Criança e do Adolescente, que de nada serve para proteger as crianças do aborto e dos ativistas homossexuais que querem adotar crianças. Mas tem a inútil “utilidade” de criar problemas para as famílias evangélicas que educam seus filhos em casa. Tal documento legal só podia mesmo vir da mente de um homem com a cabeça cheia de satanás.

Por isso, antes de votar, ore. Seja sensível à voz do Espírito Santo. Fique alerta a fim de não cair na cilada de votar em alguém que ouve a voz de satanás.

Você já sabe o que Lula é capaz de fazer. Ele já provou o que é capaz de fazer em favor do homossexualismo e outras perversões. Contudo, se é fácil evitar o mal óbvio, o caso é diferente quanto ao mal oculto. Satanás também tem seus candidatos enrustidos, satanistas que posam de bons mocinhos.

Deus sabe quem são esses agentes disfarçados. E quem tem ouvidos para Ele também poderá saber.

Chega de Lulas. Chega de alternativas Collors.

Não tenhamos medo dos que matam o corpo, mas nada podem fazer com a alma.

Vamos temer o Deus de Israel, e só Ele.

Nessas eleições, deixe Jesus acompanhar você até a urna. Vote apenas em quem Ele indicar a você.

Se tiver dúvida, vote nulo. É melhor votar nulo do que eleger um satanista enrustido.

Julio Severo

www.juliosevero.com.br

26 de setembro de 2006

Comunista persegue católico que é contra o aborto

Querem calar até o arcebispo do Rio

É o fim da picada. A Justiça Eleitoral tentou intimar — ele se recusou a assinar — o cardeal Eusébio Oscar Scheid, arcebispo do Rio, para que oriente párocos a não fazer comentários de natureza político-ideológica. Na semana passada, a mesma Justiça Eleitoral determinou uma operação de busca e apreensão na arquidiocese e no gabinete do cardeal em busca de supostos panfletos contra a candidatura ao Senado de Jandira Feghali (PC do B). A representação é de autoria da coligação “Um Rio para Todos” (PT, PSB e PC do B). Como bem lembrou Dom Eusébio, nem na ditadura militar se ousava tanto. Não encontraram nada. Jandira é uma conhecida defensora da mudança da lei que autoriza o aborto legal. Ela quer ampliar as situações em que ele seria possível. Os católicos são contra. Quer dizer que um bispo não pode expressar a sua opinião e passar uma recomendação a seus fiéis? A Igreja Universal do Reino de Deus é dona do partido a que pertence o vice, José Alencar, e faz proselitismo aberto em favor de Lula e do “bispo” Crivella. E, segundo se percebe, não há nisso qualquer problema.
 

25 de setembro de 2006

Governo alemão batendo nas portas, de novo

O editor do WorldNetDaily, um dos maiores e mais respeitados noticiários eletrônicos dos EUA, trata da grave situação de perseguição na Alemanha.

Governo alemão batendo nas portas, de novo

Joseph Farah

A batida na porta de Katharina Plett ocorreu em 7 de setembro.

A mãe alemã, que educa seus filhos em casa, viu apenas uma mulher do lado de fora — que era na verdade uma agente policial a paisana. Quando a mãe abriu a porta, outros agentes policiais, que estavam escondidos, invadiram a casa.

Ela foi presa. A acusação? Educar os filhos em casa.

A Sra. Plett teve permissão de trocar de roupa, mas uma agente policial a acompanhou até o quarto dela só em caso “ela quisesse se armar e atirar em nós todos”, explicaram.

O marido dela fugiu com os filhos para um centro cristão de apoio às famílias na Áustria — para que ele, também, não fosse preso e os filhos tomados de seus pais, talvez permanentemente.

Não se sabe quanto tempo a Sra. Plett, uma mãe batista de 12 filhos, ficará na prisão. Nem um único jornal da Alemanha cobriu o caso.

Entenda, a educação escolar em casa é contra a lei na Alemanha. É ilegal desde que Adolf Hitler a proibiu em 1938.

Chocante, não? Mas você poderia achar que um país que rejeitou tanto do nazismo deveria ter há muito tempo eliminado as leis nazistas que tinham como objetivo fortalecer o controle e a doutrinação dos jovens alemães.

Na Alemanha, é contra a lei negar o Holocausto. Mas as tropas SS contra a educação em casa ainda estão em plena atividade. Ainda estão batendo nas portas — ainda estão prendendo inocentes, ainda estão obrigando pessoas com padrões morais (que não representam nenhum perigo ao Estado) a fugir para buscar asilo em outros países. E pessoas ainda estão desaparecendo sem nenhuma explicação.

Talvez a Alemanha consiga encontrar algum consolo no fato de que a China totalitária também não aceita a educação em casa.

O chinês Hou Bo foi levado ao tribunal por sua ex-esposa que afirmava que ele estava prejudicando o filho de 7 anos do casal — só porque o marido estava educando o menino em casa. A escola local do governo fez um teste para o menino, que deveria estar na segunda série de acordo com sua idade. O que as autoridades descobriram foi que ele havia alcançado o nível de educação exigido para a quarta série. O menino também revelou às autoridades que ele gostava de aprender em casa.

Apesar disso, o tribunal chinês decidiu que o menino tem de ser mandado a uma escola do governo.

Não é segredo que tenho fortes sentimentos com relação à educação em casa. Penso que é o melhor jeito de educar as crianças. É o melhor jeito de garantir que os valores dos pais sejam transmitidos a seus filhos. É o melhor jeito de salvar a próxima geração das profundezas em que o Ministério da Educação está arrastando esta geração.

Em meu mais recente livro, “Taking America Back”, a educação em casa é uma das prescrições que ofereço para salvar nosso país da destruição. Aliás, creio que a revolução da educação escolar em casa nos Estados Unidos é um dos desenvolvimentos mais promissores da história americana nos últimos 40 anos.

A educação escolar em casa era uma ameaça para Hitler, porque essa educação representava liberdade, direitos dos pais e um desafio para o Estado que se julga onipotente. É uma ameaça para a China de hoje, porque essa educação representa liberdade, direitos dos pais e um desafio para o Estado que se julga onipotente. É uma ameaça hoje para o Ministério da Educação porque essa educação representa liberdade, direitos dos pais e um desafio para o Estado que se julga onipotente.

Joseph Farah é editor do famoso noticiário WND.

Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com; www.juliosevero.com.br

Leitura recomendada:

Alerta Urgente: Perseguição na Alemanha

Fonte: WorldNetDaily

24 de setembro de 2006

Grupo homossexual de Brasília recebe apoio e recursos do governo Lula para doutrinar alunos do Distrito Federal

Grupo homossexual de Brasília recebe apoio e recursos do governo Lula para doutrinar alunos do Distrito Federal

De acordo com o site homossexual MixBrasil, o grupo homossexual militante Estruturação, em parceria com o Sindicato dos Professores do DF (Sinpro-DF), está lançando o projeto “Aquarela”, que vai oferecer cursos de capacitação sobre a homossexualidade, bissexualidade e outros assuntos do gênero para professores da rede pública de ensino do Distrito Federal.

Professores das cidades do Gama, Plano Piloto, Planaltina e Taguatinga receberão capacitação para levar o “Evangelho Homossexual” às crianças das escolas.

O objetivo do curso é preparar professores para doutrinar as crianças no ambiente escolar a aceitar e respeitar o homossexualismo e rejeitar a “homofobia”. Homofobia significa medo, aversão ou oposição ao comportamento homossexual.

O financiamento do projeto é do Ministério da Educação.

Leia também:

Brasil Sem Homofobia: o que o governo Lula está fazendo para impor o homossexualismo no Brasil

O risco do ativismo gay nas escolas

Fonte: www.juliosevero.com.br

23 de setembro de 2006

Alerta Urgente: Perseguição na Alemanha

Alerta Urgente: Perseguição na Alemanha

O governo alemão, como nunca antes, está perseguindo famílias evangélicas que educam os filhos em casa. Armin Eckermann, presidente de Schulunterricht zu Hause (SZH), a associação de defesa legal da educação em casa na Alemanha, declara que há mais de 40 famílias que educam em casa sendo perseguidas pelos tribunais alemães!

As famílias estão sofrendo multas pesadas. Pais e mães estão sendo presos. Filhos estão sob a ameaça de serem tomados à força pelo Estado. E famílias estão sendo obrigadas a fugir para a Áustria e outros países vizinhos.

Eis algumas das situações assustadoras que estão ocorrendo:

1) A família Rudolph: Eles estavam diligentemente educando seus seis filhos em seu lar na cidade de Hamburgo. O pai, André, ficou uma semana na cadeia por se recusar a mandar seus filhos à escola pública. Como muitas das famílias que educam os filhos em casa na Alemanha, eles são evangélicos. O que é mais surpreendente ainda acerca da prisão de André Rudolph por educar os filhos em casa é que ele é tem diploma na área de ensino! Ele e sua esposa estão sofrendo uma multa de 840 euros (1.090 dólares) por ensinarem os filhos no próprio lar.

Depois da estadia de André na prisão, as autoridades tentaram uma nova arma e começaram a levar à força, diariamente, as crianças do casal para a escola pública. O plano deles era assumir a guarda dos seis filhos e entregá-los totalmente à custódia do Estado.

Certo dia, porém, as autoridades foram pegar as crianças para levá-las à escola, e ninguém atendeu à porta. Os Rudolphs haviam fugido para outro país a fim de educar seus filhos de acordo com os princípios de Deus.

2) A família Plett: Para quem se lembra, no ano passado houve uma campanha mundial de oração em favor de sete famílias batistas que educavam seus filhos em casa em Paderborn. Uma das famílias, os Pletts, continuam a educar em casa seus 12 filhos. Na semana passada, uma agente policial a paisana tocou a campainha da casa dos Pletts. Quando a mãe abriu a porta, outros agentes policiais que estavam escondidos atrás de arbustos invadiram o lar. A mãe conseguiu avisar seu marido por celular antes que a polícia a levasse para a cadeia. O marido então fugiu para a Áustria com os filhos. Ela foi sentenciada a 10 dias de prisão e está sofrendo multas pesadas e mais ameaças de sentença de prisão.

Das sete famílias de Paderborn que educavam os filhos em casa no ano passado, duas fugiram para a Áustria e cinco matricularam os filhos numa escola cristã em Heidelburg. Mesmo assim, a situação deles nos tribunais ainda não foi resolvida.

3) Três famílias que educam em casa na Saxônia foram levadas ao tribunal e condenadas. Uma família foi multada em 3.000 euros, outra em 6.000 euros e ainda outra em 10.000 euros.

4) A família Bauer: Essa família, de Hesse, são missionários americanos há 15 anos. Eles sofreram medidas judiciais cinco anos atrás e já esgotaram seus recursos legais. Agora eles estão apelando para que o Tribunal Europeu de Direitos Humanos examine seu caso.

Há hoje oito casos pendentes diante do Tribunal Europeu, trazidos na maior parte pela associação SZH, junto com Ronald Richert, um renomado jurista constitucional que vem lidando com alguns dos casos de membros da SZH. O problema com o Tribunal Europeu é que todos os casos são arbitrários: não há direito de apelação. Se o Tribunal decidir não julgá-los, os casos não serão ouvidos. Outro problema é que o Tribunal não tem nenhum prazo final específico para decidir aceitar os casos ou não, de modo que alguns desses casos estão aguardando há quatro anos, sem perspectiva de solução.

5) A família Herrmann: Essa família de Baden-Wurttemberg estava sofrendo medidas judiciais por educar seus filhos gêmeos que têm muitos problemas médicos. Eles foram forçados a se esconder e estão buscando asilo nos Estados Unidos e outros países.

6) A família Maisch, também de Baden-Wurttemberg, foi condenada por educar os filhos em casa. Nas três semanas passadas, eles estão sofrendo multas cada vez mais pesadas.

SZH está esgotando todos os seus recursos defendendo essas famílias nos tribunais. SZH tem aproximadamente 150 membros em sua associação. Esses membros, na maioria, são famílias evangélicas que educam em casa sem ninguém saber. Aproximadamente 40 famílias estão com casos diante dos tribunais.

Não há mais como entrar com recursos e o dinheiro está se esgotando. As famílias alemãs que educam seus filhos em casa estão implorando sua ajuda.

Você teria a bondade de parar por alguns momentos para entrar em contato com a Embaixada Alemã no Brasil?

É PRECISO AGIR.

1. Por favor, envie a seguinte mensagem à embaixada alemã:

“O governo alemão precisa legalizar a educação escolar em casa. Mais de 40 famílias estão sofrendo medidas legais na Alemanha simplesmente por ensinarem seus filhos no próprio lar. Essas famílias estão sendo obrigadas a pagar multas altíssimas, alguns pais já foram presos e outros foram forçados a fugir da Alemanha, e todos eles estão sendo ameaçados pelo governo, que lhes quer tomar os filhos. É deplorável e inaceitável que um país livre persiga famílias evangélicas que estão dando a seus filhos uma educação escolar excelente. Peço-lhes que parem de perseguir essas famílias. Parem de perseguir os Maisches, os Pletts, os Bauers, os Rudolphs e muitas outras. A educação escolar em casa precisa ser legalizada na Alemanha”.

Você pode adaptar essa mensagem do seu jeito e, se você também educa seus filhos em casa, relate sua experiência com a educação em casa.

Mande suas mensagens urgentemente para:

Embaixador Prot von Kunow

Embaixada da Alemanha no Brasil

SES - Avenida das Nações, Qd. 807, lote 25

70415-900 Brasília, DF
Caixa Postal
030

70359-970 Brasília - DF
Tel: (
061) 442-7000 / Fax: (061) 443-7508
E-mail: info.brasilia@alemanha.org.br

2. Por favor, ore fervorosamente por essas pobres famílias que estão enfrentando incríveis pressões e medo.

Não podemos desistir. Nossos irmãos e irmãs em Cristo na Alemanha precisam de nós e de nosso apoio.

Informações sobre a educação em casa na Alemanha

A educação escolar em casa é ilegal na Alemanha há muito tempo. Aliás, de acordo com notícias de alguns jornais, a educação em casa é ilegal desde que Hitler a proibiu em 1938. Cinco anos atrás a Associação de Defesa Legal da Educação em Casa dos EUA ajudou a fundar a associação Schulunterricht zu Hause para ajudar as famílias alemãs a receberem alguma defesa legal. Contudo, muito embora os resolutos advogados que defendem as famílias tenham trabalhado sem cobrar nada e tenha havido muitas batalhas legais, o governo alemão continua vendo a educação em casa como crime.

No passado, a simples atitude das famílias evangélicas em outros países de telefonarem e enviarem mensagens para embaixadas ajudou não só países hostis a legalizar a educação escolar em casa, mas também ajudou na libertação de famílias evangélicas que haviam sido mandadas para a cadeia por causa da educação em casa.

Obrigado e Deus o abençoe por sua disposição de fazer uma diferença.

Blog Escola em Casa


Artigos relacionados:

Alemanha usa lei da era nazista para prender mãe que ensinava seus filhos em casa

Governo alemão se impõe injustamente sobre as famílias

Famílias evangélicas sofrem perseguição na Alemanha

22 de setembro de 2006

Dep. Pastor Reinaldo age contra exploração sexual de crianças

Por intervenção direta do Dep. Pastor Reinaldo, o Ministério Público tomou medida para que a banda gaúcha Bidê ou Balde não mais inclua em suas gravações e shows a música E por que não? A letra da música, que defende o sexo com crianças e incesto, diz:

 

E Por Que Não?          by Carlinhos Carneiro / Rossato

 

Eu estou amando
a minha menina
e como eu adoro
suas pernas fininhas
eu estou cantando
pra minha menina
pra ver se eu convenço
ela entrar na minha

[Refrão]
E por que não?
teu sangue é igual ao meu
teu nome fui eu quem deu
te conheço desde que nasceu
E por que não?

eu estou adorando
ver a minha menina
com algumas colegas
dela da escolinha
Eu, eu estou apaixonado
pela minha menina
o jeito que ela fala, olha,
o jeito que ela caminha

[Refrão] x
2

E por que não?
(e por que não?)
eu estou amando
(teu sangue é igual ao meu)
a minha menina
(teu nome fui eu quem deu)
o jeito que ela fala, olha,
(te conheço desde que nasceu)
o jeito que ela caminha
(e por que não?)

 

O Dep. Pastor Reinaldo está se candidatando pelo Rio Grande do Sul e merece o apoio e voto dos gaúchos.

20 de setembro de 2006

Ecumenismo por amor a Lula: A aliança do inferno

Ecumenismo por amor a Lula: A aliança do inferno

Julio Severo

Evangélicos progressistas, juntamente com católicos da Teologia da Libertação e representantes do candomblé, umbanda e outras religiões afro-brasileiras, se uniram para apoiar Lula para presidente. A seguir, o documento do apoio oficial deles a Lula, extraído diretamente do site do PT:

Carta de Adesão

Campanha Lula Presidente

Nós aqui presentes, no dia 18.09.06, representantes de setores religiosos (com militância étnica racial: católicos, evangélicos e religiões de matrizes africanas), …reafirmamos nosso compromisso em apoiar a campanha Lula Presidente.

Reafirmamos nosso apoio por entendermos que este governo teve grande interlocução com os movimentos sociais [promoção das religiões afros como cultura e dos direitos homossexuais]e que passaremos para um novo período de muita luta, para dar prosseguimento à construção de um governo popular e democrático.

Sabemos que a responsabilidade pela manutenção da democracia depende do povo e do governo.

Estaremos alerta, formando uma forte corrente para manter este novo Brasil mostrando que um novo mundo é possível com fé, trabalho, democracia e fortalecimento dos movimentos sociais.

Lula de novo com o axé do povo.

As religiões afro-brasileiras são muito abertas ao homossexualismo, inclusive entre seus líderes. Por isso, é perfeitamente compreensível seu apoio a Lula. Contudo, os católicos e evangélicos progressistas não são tão abertos assim para revelar suas afinidades, mas são muito abertos, pelo que se vê, para formar aliança entre luz e trevas — se é que há realmente alguma luz entre eles. Talvez seja uma aliança perfeita, pois as trevas sempre combinam com as trevas.

Os católicos e evangélicos progressistas, juntamente com os adeptos das religiões afros, não se importam com o fato de que o governo Lula se comprometeu a lutar pelo Estatuto da Igualdade Racial, pela ampliação legal do aborto e pela criminalização da homofobia.

Lutar pela igualdade racial inclui, na visão esquerdista, igualar os valores das religiões afros com os valores cristãos. O que é perverso, demoníaco e prejudicial na visão cristã se transformará, pela imposição de políticas esquerdistas, em valores bons. Aliás, os governos socialistas do Brasil, desde Fernando Henrique Cardoso, já vêm forçando a apresentação das religiões afros e seus valores como cultura nas escolas do governo. O governo Lula promete aumentar a coerção em favor de religiões que o Cristianismo sempre considerou envolvidas em feitiçaria. O Estado que se diz laico se esconde atrás de sua máscara de neutralidade para favorecer o que a Bíblia vê como bruxaria e para agredir os valores cristãos. Nada mais justo, de acordo com a ética do Estado laico, que apóia o homossexualismo: enquanto os valores afro-brasileiros aceitam o homossexualismo, os valores cristãos o condenam. O Estado laico favorecerá os que o favorecem. É a ditadura da adulação.

Lutar pela ampliação legal do aborto é continuar a campanha enganosa de que assassinar uma criança na barriga da mãe é direito humano de toda mulher. Enquanto o mesmo governo mentiroso diz, através do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que quer proteger a saúde e a vida das crianças, sua conduta não está em harmonia com suas belas declarações. Enquanto o sistema de saúde do Brasil é horrível e precário, o governo ainda quer lutar pelo direito livre e amplo de assassinar bebês. É pura demência governamental, pois como pode o Estado segurar numa mão o ECA enquanto na outra segura, através do SUS, os instrumentos para abortar crianças?

Criminalizar a homofobia significa que os cidadãos não terão mais direito algum de expressar opiniões contrárias ao homossexualismo. Se um pastor citar versículos da Bíblia condenando o homossexualismo, ele poderá ser denunciado por “crime de homofobia”. Se até mesmo pais que não são evangélicos tentarem se opor à adoção de crianças por “casais” homossexuais, com base no ECA que assegura que as crianças precisam ser protegidas de ameaças, eles poderão ser tratados como criminosos, pois o ECA só é eficaz para punir os pais, não tendo utilidade alguma para proteger as crianças das pretensões dos ativistas e predadores homossexuais.

Todas essas ameaças parecem ter vindo de demônios do inferno. Vieram de Lula, do PT e de todos os esquerdistas do Brasil. Para que não haja dúvida de que lado eles estão, recentemente o próprio Lula declarou que não despertassem o demônio que há nele, pois ele tem vontade de fazer muito mais do que já está fazendo.

Com a ajuda dos católicos e evangélicos progressistas, e dos adeptos das religiões afros, Lula já está fazendo o inferno inteiro se alegrar.

Os verdadeiros cristãos do Brasil precisam orar e jejuar a fim de que Deus seja despertado para salvar o Brasil, antes que o demônio que há em Lula e nos ecumenistas do inferno seja despertado para provocar irreparável destruição.

Fonte: www.juliosevero.com; www.juliosevero.com.br

16 de setembro de 2006

Lula Vai Lançar Programa de Governo para Gays

Lula Vai Lançar Programa de Governo para Gays
Rio – O presidente e candidato à reeleição Luiz Inácio Lula da Silva (PT), lança na próxima segunda-feira seu programa de governo voltado para a população de gays, lésbicas, travestis, transexuais e bissexuais (GLTB).
 
Segundo a assessoria do PT, Lula é o primeiro a ter propostas específicas para os gays. O caderno setorial intitulado Construindo um Brasil sem Homofobia – Lula de Novo, Combatendo a Discriminação e foi elaborado por uma comissão temática do PT.
 
O programa defende a criação de uma Subsecretaria de Política para os GLTB, vinculada à Secretaria de Direitos Humanos. Propõe, também, tornar crime a homofobia, legalizar a união civil e autorizar os transexuais a alterarem o registro de nascimento. Além disso, as cirurgias de readequação seriam feitas pelo SUS.
 
O programa estará disponível no site do PT no dia do lançamento.
 
Fonte: Terra, 14.09.2006
 
Artigo recomendados:
 
 

15 de setembro de 2006

Alemanha usa lei da era nazista para prender mãe que ensinava seus filhos em casa

Comentário de Julio Severo: As autoridades alemãs reclamam das condições dos terroristas presos pelos americanos, porque acham que esses assassinos muçulmanos merecem ser respeitados, pois têm direitos humanos, mesmo que tenham torturado, matado e cometido outros crimes violentos. A Alemanha de hoje deseja realmente demonstrar compaixão, até mesmo para os piores criminosos. Não sabe mais ser dura com eles, pois sua dureza agora é dirigida aos inocentes. Veja matéria abaixo, que mostra a Alemanha que não tem compaixão alguma de uma mãe indefesa. Talvez se ela fosse uma terrorista muçulmana, com um currículo de assassinatos e torturas, as autoridades alemãs poderiam se lembrar de que ela também tem direitos humanos.

Alemanha usa lei da era nazista para prender mãe que ensinava seus filhos em casa

Peter J. Smith

PADERBORN, Alemanha, 14 de setembro de 2006 (LifeSiteNews.com) — A polícia alemã invadiu de repente a residência de uma família evangélica que ensinava seus filhos em casa, e prendeu a mãe, pois educar os filhos no próprio lar é considerado crime desde a época da Alemanha nazista. O marido da mulher e os filhos, que não estavam no local na hora da prisão, conseguiram fugir para buscar refúgio na Áustria, que permite a educação escolar em casa sob certas condições, de acordo com o jornal Brussels.

O jornal Brussels relata que Katherina Plett atendeu a uma mulher que estava batendo à porta numa quinta feira de manhã. A mulher era uma policial disfarçada. Logo que a mãe batista abriu a porta, agentes da polícia, que estavam escondidos do lado de fora da casa, invadiram rapidamente a casa dela e a prenderam pelo crime de dar a seus filhos educação escolar em casa. A policial insistiu em ficar de olho na Sra. Plett mesmo quando a mãe foi trocar de roupa. A policial alegou que a mãe poderia se armar e atirar em todos.

A polícia alemã então conduziu a Sra. Plett para a cadeia de Gelsenkirchen, onde ela está cumprindo uma sentença de prisão de dez dias por exercer seu direito de ser a principal educadora de seus filhos.

Entretanto, na segunda-feira, o marido da Sra. Plett ajuntou seus filhos e fugiu para a Áustria, encontrando asilo num centro evangélico de assistência às famílias em Wolfgangsee, Áustria. Outra família alemã que educa os filhos em casa também pediu asilo em outro país depois que um tribunal de Paderborn ordenou a tomada de seus filhos.

A prisão súbita de Katherina Plett nos faz perceber cada vez mais que os fantasmas da Alemanha nazista estão ressurgindo, pois as autoridades alemãs estão tomando medidas sérias contra as famílias que educam em casa. Essas famílias, na grande maioria evangélicas, não têm intenção alguma de permitir que as escolas alemãs doutrinem seus filhos com valores anticristãos.

Em janeiro de 2005, uma mãe e pai foram sentenciados a seis dias de prisão na Westphalia depois que se recusaram a pagar as multas por terem proibido seus filhos de participar de uma peça de Natal na escola envolvendo um conto de fadas de Grimm que eles consideravam blasfemo.

A prisão da Sra. Plett ocorreu como o ato mais recente na batalha entre 7 famílias que educam em casa em Paderborn e a comissão de educação local. De acordo com o diretor da comissão, Heinz Kohler: “O direito de os pais educarem pessoalmente seus filhos impediria os filhos de crescerem para se tornarem indivíduos responsáveis dentro da sociedade”.

As famílias envolvidas na educação escolar em casa haviam pedido para estabelecer uma escola particular, porém as autoridades rejeitaram a concessão que haviam proposto, alegando que acobertaria a educação em casa. As autoridades afirmaram: “A sala de estar não é uma sala de aula”.

Manfred Müller, governador de Paderborn, justificou a atitude governamental de acusar de “Alta Traição” as famílias que educam em casa, dizendo: “A obrigação de freqüentar uma escola é uma obrigação civil que não pode sofrer interferência”.

De acordo com o jornal Brussels, o governador Müller ameaçou acusar criminalmente Hermann Stücher, um homem de 68 anos que deu ajuda a essas famílias. A acusação envolve “Alta traição e incitamento do povo contra as autoridades (Hochverrat und Volksverhetzung)”, a mesma acusação que os nazistas usavam para reprimir qualquer resistência ao seu poder absoluto. O Sr. Stücher havia exortado todos os pais evangélicos a retirar seus filhos das escolas públicas alemãs. Ele diz que essas escolas estão dominadas por “ativistas neomarxistas que promovem o humanismo ateísta, o hedonismo, o pluralismo e o materialismo”.

O jornal Brussels diz que a Sra. Plett está sofrendo sentença na cadeia em Gelsenkirchen por defender seu direito de mãe de educar seus próprios filhos. Ela está longe de sua família, que conseguiu fugir para a Áustria. A Sra. Plett não entende inglês, porém aqueles que desejarem enviar uma carta de apoio podem contactá-la na prisão:

Frau Katherina Plett
c/o JVA Gelsenkirchen
Aldenhofstr.
99-101
45883 Gelsenkirchen
Tel.:
0209/ 4021-0
Fax:
0209/4021-301

Além disso, aqueles que desejaram, com respeito e educação, manifestar revolta com a perseguição ditatorial contra a Sra. Plett, a família dela e as outras famílias evangélicas alemãs que educam em casa podem entrar em contato com a Embaixada da Alemanha no Brasil:

Embaixador Prot von Kunow

Embaixada da Alemanha no Brasil

SES - Avenida das Nações, Qd. 807, lote 25
70415-900 Brasília, DF
Caixa Postal
030

70359-970 Brasília - DF
Tel: (
061) 442-7000 / Fax: (061) 443-7508
E-mail: info.brasilia@alemanha.org.br

Quem desejar pode também, com respeito, mandar uma mensagem ao governador de Paderborn, o Sr. Manfred Müller landrat@kreis-paderborn.de

Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com; www.juliosevero.com.br

Fonte: LifeSiteNews.

14 de setembro de 2006

De volta ao futuro

De volta ao futuro

MARIAN TUPY

Recentemente realizou-se em Washington um fórum público intitulado “Será que o Comunismo está Morto?” Entre os participantes estava Harry Wu, um batalhador de direitos humanos que passou 19 anos num campo de trabalhos forçados na China, o laogai, pelo único motivo de criticar o Partido Comunista de Mao. Os preletores concordaram que a batalha envolvendo o legado do comunismo é difícil.

É verdade que não se pratica mais o comunismo em nenhum lugar do mundo, exceto Coréia do Norte e Cuba. Mas uns 17 anos depois da queda do Muro de Berlim, uniformes e camisetas da URSS com a imagem de Che Guevara, cúmplice de Fidel Castro, são comuns no Ocidente. O que isso diz acerca do apelo de uma filosofia responsável pelo assassinato de cem milhões de pessoas? Longe de ser tabu como seu primo intelectual, o nazismo, o comunismo é moda entre os jovens de muitos países.

Em parte, a culpa pela falta de condenação universal ao comunismo, como a condenação que sobreveio com justiça ao nazismo, está na elite intelectual com inclinações esquerdistas no Ocidente. Tendo passado décadas de suas vidas defendendo o comunismo, muitos intelectuais acham difícil admitir que estavam errados.

Em vez disso, eles optaram por uma estratégia que tem como objetivo ressuscitar pelo menos algumas partes do apelo perdido do comunismo. A idéia é minimizar o mal que se cometeu no nome do comunismo e maximizar suas realizações, e ao mesmo tempo agir de modo inverso com a democracia liberal.

Veja o exemplo de Alexandre Trudeau, jornalista e filho do ex-Primeiro Ministro do Canadá, Pierre Trudeau. Alexandre escreveu um artigo tratando Fidel Castro como uma verdadeira celebridade. O artigo, que saiu no jornal Star do Canadá em 13 de agosto de 2006, é um exemplo típico da batalha envolvendo o legado do comunismo. O texto é uma propaganda descarada que faria com que os lacaios de Stálin no serviço secreto soviético ficassem vermelhos de vergonha. No artigo, o Sr. Trudeau chama Fidel Castro de “homem de grande importância”, “super-homem”, “uma grande mente científica” e “o homem mais interessante que já encontrei”. Ele comenta acerca da “estrutura física hercúlea”, “a coragem pessoal extraordinária” e o “intelecto monumental”.

Esse tipo de delírio acerca do comunismo não é novidade. Manning Clark, historiador australiano, disse sobre Lênin que ele era “como Cristo, pelo menos em sua compaixão”. H. G. Wells teve uma impressão magnífica de Stálin: “Nunca encontrei um homem mais franco, justo e honesto, e é a todas essas qualidades (sem nada de oculto e sinistro) que ele deve sua tremenda e indiscutível superioridade na Rússia. Antes de vê-lo, eu achava que ele poderia estar na posição em que estava porque os homens tinham medo dele, mas percebo agora que ele deve sua posição ao fato de que ninguém tem medo dele e todo mundo confia nele”.

Contudo, voltando ao assunto de Cuba, muitos cubanos arriscam uma travessia de mar para escapar da ilha paraíso. Então como é que pode isso? Quem é responsável pela pobreza de Cuba? Caramba, é claro que são os Estados Unidos. Conforme comentou o Sr. Trudeau: “Cuba sob Castro é um país extraordinariamente alfabetizado e saudável, mas inegavelmente pobre. Os historiadores observarão, porém, que nunca nos tempos modernos um país pequeno e pacífico esteve mais sujeito a tratamento injusto e maligno por parte de uma superpotência do que Cuba sofre dos Estados Unidos”.

Nem ligue para o fato de que a loucura de Fidel Castro quase levou o mundo à destruição [quando ele permitiu que os comunistas soviéticos instalassem em Cuba mísseis contra os EUA logo no começo do comunismo cubano] ou que ele estava disposto a sacrificar seus compatriotas “alfabetizados e saudáveis” durante toda essa loucura. O fato é que não importa que Castro seja um homem desagradável, depois que os soviéticos removeram os mísseis nucleares de Cuba, a ilha não mais era uma ameaça aos Estados Unidos. Assim, o embargo comercial dos EUA não fazia sentido. Além disso, já que os EUA estavam sozinhos, o embargo estava condenado a fracassar, mas deu aos descarados defensores do tirano cubano, como Alexandre Trudeau, todos os argumentos plausíveis para criticar os EUA.

Digo “plausíveis” porque muito embora muitas pessoas acreditem nesses argumentos, o que o Sr. Trudeau disse está errado. É verdade que os cubanos não podem fazer negócios com os EUA. Contudo, eles podem fazer negócios com os outros 200 países do mundo. A razão da existência de pobreza em Cuba não é a falta de acesso ao mercado, mas a incapacidade de produzir muito do que outras pessoas poderiam ter interesse de comprar. O homem responsável por manter a economia cubana improdutiva e ineficiente é Fidel Castro.

Deixando de lado o aspecto econômico, e quanto ao passado assassino de Fidel e a repressão à oposição em Cuba hoje? O Sr. Trudeau admite que “a liderança de Fidel pode ser um peso… Os cubanos de vez em quando realmente se queixam, como muitas vezes se queixaria um adolescente acerca de um pai muito rigoroso e exigente”. Comparando o desejo de milhões de pessoas oprimidas de serem libertas de um tirano com adolescentes se rebelando contra a autoridade dos pais? Uma comparação que dá nojo.

Talvez em vez de fazer viagens curtas a Cuba e serem guiados pelos agentes de Fidel em passeios pela ilha, os intelectuais ocidentais deveriam se mudar para lá e experimentar o comunismo bem na pele. Aos que decidirem fazer a mudança, eu simplesmente diria: “Boa viagem, mas não se esqueçam de levar seu próprio papel higiênico, [porque em Cuba até isso costuma faltar]”.

Marian Tupy é diretor assistente do Projeto de Liberdade Econômica Global no Instituto Cato.

Tradução e adaptação de Julio Severo: www.juliosevero.com; www.juliosevero.com.br

Leia também: O poder que Fidel Castro não pôde deter.

Fonte: http://www.nysun.com/article/39179?page_no=1

Testemunho da experiência pessoal do cantor e escritor Eliel Simão

O artigo abaixo foi escrito por Eliel Simão, que foi liberto do homossexualismo e hoje dá testemunho dessa transformação:

Testemunho da experiência pessoal do cantor e escritor Eliel Simão

Eu sou um ex-homossexual. E posso dizer, sem medo de errar, que Jeová (o Deus Triúno), pelo sangue redentor de Jesus Cristo e pelo poder ativo e sobrenatural da pessoa do Espírito Santo, elimina qualquer anormalidade (intrínseca ou não) que possa existir em um ser humano (tanto em um homem quanto em uma mulher). Eu afirmo também que Deus, primitivamente, criou tudo perfeito:

Ele criou Adão como homem (macho) e Eva como mulher (fêmea). E tal programação psico-genético-espiritual foi primitivamente reproduzida nos descendentes deles: alguns nasceram naturalmente homens; outros nasceram naturalmente mulheres.

Divina, bíblica e logicamente, essas são as duas únicas estruturas humanas distintas, sexualmente. Deus jamais fez um ser humano com um comportamento e com uma estrutura intermediários entre o macho e a fêmea (o homem e a mulher). O projeto de Deus era criar apenas macho e fêmea e que o macho tivesse relação sexual apenas e sempre com a fêmea, dentro do casamento oficial (divina e humanamente legal) e que a esposa complementasse o marido (“dois em uma só carne”). E foi esse o projeto que Deus pôs em prática e realizou na Terra. As criaturas humanas que Deus criou sobre o planeta Terra foram, exatamente e apenas, macho e fêmea (o homem e a mulher): Dois seres humanos diferentes que complementam-se.

No entanto, sabemos que o diabo veio para matar, roubar e destruir. O diabo destrói a natureza em vários sentidos. Ele estraga (destrói) o processo político, os vários processos sociais de paz, o processo de adaptação entre o esposo e a esposa, o processo genético de formação físico-cerebral do feto (creio que isso pode ocorrer principalmente no ventre de uma pessoa envolvida com espíritos demoníacos: macumbeiros, espíritas, idólatras, etc.), o processo de desenvolvimento e formação físico-psicológica da criança durante seu crescimento no seio da família e no seio da sociedade, etc.

O diabo é assassino, é ladrão e é destruidor. Quem nos ensinou e nos esclareceu, com muita perspicácia, acerca de tal verdade foi o próprio Jesus Cristo, o Mestre Supremo. No entanto, esse mesmo Mestre Supremo também deixou um convite a todos quantos estiverem cansados e oprimidos: “Vinde a mim todos vós, cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas; o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”

Portanto, o desejo de Deus para todos os pecadores, inclusive para os homossexuais, é que arrependam-se dos seus pecados, entreguem-se plenamente à fé em Jesus Cristo e aproveitem A TRANSFORMAÇÃO que Ele pode conceder, e abracem A SALVAÇÃO oferecida por Deus a todos os seres humanos.

O termo certo para expressar, na língua portuguesa, a vivência e a condição de um homossexual é a palavra “homossexualismo”, pois o Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa (aliado às minhas experiências pessoais e às experiências de muitíssimos homossexuais com os quais eu me envolvi no meu passado) é um dos instrumentos que deixam essa verdade bem clara:

Dicionário Aurélio: -ismo [Do gr. ismós] Sufixo nominal. 1. ‘doutrina, escola, teoria ou princípio [...] filosófico, político ou religioso’; ‘ato, prática [...]; ‘peculiaridade de’; ‘ação, conduta, hábito, [...]’; ‘condição patológica (causada por)’; [...].

Sabemos que o homossexual está vivendo uma condição patológica (seja socialmente, ou psicologicamente, ou físico-geneticamente, ou ainda apenas opcionalmente).

Como servo de Deus, e cheio do Espírito Santo, digo: No meu caso, eu não optei pelo homossexualismo. Eu tive a minha psique (meu sistema físico-cerebral) transtornada e alterada, durante seu próprio desenvolvimento, em meu crescimento, a partir da idade de 5 anos (foi um processo gradativo até os meus 15 anos, aproximadamente).

Entretanto, eu afirmo convictamente: o homossexualismo não é uma condição normal (seja socialmente ou/e espiritual-psicologicamente); é uma anormalidade. O homossexual sofre uma condição patológica. O termo homossexualidade não expressa propriamente a condição e o estado patológicos do homossexual; o termo homossexualismo expressa plenamente tal condição e tal estado patológicos.

A causa espiritual primitiva do homossexualismo é Satanás e suas operações demoníacas. E, independentemente do que possa haver sido a causa não-espiritual desse mal na pessoa, Deus pode mudar (no homossexual) toda a situação e toda a condição (intrínseca ou não), por meio da fé que a vítima deposite no Salvador Jesus Cristo e no poder de Deus.

Aceite o Evangelho de Jesus Cristo, sem deturpar as verdades bíblicas. E então serás libertado, transformado e mantido livre nessa nova vida, pelo sangue de Jesus Cristo, pela verdade das Sagradas Escrituras e pelo poder de Jesus Cristo, o Deus Todo-poderoso e Salvador da humanidade.

A salvação em Cristo Jesus tem três fases básicas:

1) A remissão inicial (isto é, crer na fé cristã verdadeira, fazer a confissão da fé em Jesus Cristo e ter os antigos pecados perdoados e completamente apagados pelo sangue do Cordeiro).

2) A caminhada na fé cristã em aperfeiçoamento e santificação, pelo sangue de Jesus Cristo e pelo poder do Espírito Santo, que passa a habitar no interior do crente-convertido.

3) A transformação corporal e o encontro com Jesus Cristo nos ares, no Arrebatamento (isto é, o estar liberto plenamente de um corpo físico, mortal, corruptível com tendências pecaminosas — tendências contra as quais lutamos constantemente durante a caminhada cristã, pelo sangue do Cordeiro e pelo poder do Espírito Santo de Deus).

Eu fui um homossexual, mas isso, agora, é passado; pois já não o sou mais. Hoje sou heterossexual. É pelo poder de Deus e pela minha fé em Jesus Cristo.

Rendo a Ele toda a honra, glória, louvor e adoração em espírito e em verdade.

Jesus Cristo me salvou, me transformou, me consolou, me ensinou e me batizou com o seu Espírito Santo. Amém. Glória Deus, para sempre e sempre.

Para mandar um email para Eliel Simão, clique aqui.

Direitos reservados a Eliel Simão.


Fonte: www.juliosevero.com


13 de setembro de 2006

Campanha do voto nulo

Campanha do voto nulo

Julio Severo

O povo brasileiro inteiro está cansado de ser traído por políticos inescrupulosos. Políticos que sempre prometem, e traem.

Havia, em passado recente, pelo menos a figura do político corrupto que roubava, mas fazia. Hoje, nem isso. A situação piorou tanto que a nova classe política simplesmente não tem nenhuma vergonha. Roubam, e fingem que fazem. Roubam, e fingem que não vêem nada de errado. Roubam e deixam roubar, e fingem que não sabem de nada.

Os políticos perderam há muito tempo a honestidade e sinceridade. Se houvesse ainda esperança política no Brasil, pelo menos um político poderia aparecer diante do público e dizer: “Brasileiros e brasileiras, pequei contra vocês. Meu governo roubou. Eu fingi que não via nada. Eu fingia que não sabia de nada, enquanto meus companheiros saqueavam o povo. Deixei que meu governo cobrasse impostos excessivos, tornando vocês escravos. Deixei que boa parte desse dinheiro acabasse nas mãos de políticos desonestos. Estou arrependido. Por isso, reconhecendo que agi errado, renuncio”.

Pior do que ser corrupto é manter-se na corrupção. Quem quer mudança paga o preço. Confessa os próprios pecados e renuncia. Mas onde está esse tipo de honestidade no Brasil de hoje?

Por mais que o povo se esforce na época das eleições, os oportunistas sempre ganham. Sempre que ganham, anulam as esperanças do povo. Sempre que ganham, vence o cinismo, a falta de vergonha, o latrocínio.

O povo brasileiro está cansado de ser roubado.

Não se iluda: A cobrança de impostos exagerados constitui roubo. O povo deve trabalhar para sustentar suas famílias, não para sustentar o governo. O povo não mais quer escravidão ao governo. O povo está cansado de ser enganado por seus próprios governantes.

Como então anular as chances desses oportunistas?

Vote nulo.

Anule as chances dos ladrões que querem se reeleger. Anule as chances dos novos ladrões que querem se eleger.

O voto nulo é sua única chance de protestar contra os ladrões, mentirosos, enganadores e traidores.

Sem seu voto, eles não podem se eleger. Sem seu voto, eles não podem roubar você.

Faça com eles exatamente o que eles sempre fazem com você: anule suas esperanças.

O povo brasileiro é obrigado a votar, sendo totalmente desrespeitado em sua liberdade pessoal, para depois ainda ser chutado e traído pelos candidatos que ajudaram a eleger.

Não há nada de democrático na atitude do governo de forçar o povo a votar, como se fossem escravos e animais. Nações genuinamente democráticas não obrigam os cidadãos a votar.

Você gosta de ser forçado a ir votar em dias de eleição? Não? Então proteste contra essa escravidão: vote nulo.

Faz anos que voto nulo, e vejo invariavelmente todos os que votaram arrependidos, porque foram traídos.

O mais importante é que, sabendo que não há alternativas satisfatórias, através do meu voto nulo voto em Jesus Cristo, e sempre fico com a consciência tranqüila, sabendo que não ajudei um ladrão a entrar no governo.

Quer ter essa paz de espírito também? Vote nulo.

Se o povo mais uma vez aceitar as mentiras dos enganadores, o Brasil merecerá todas as dificuldades que lhe sobrevierem, pois os traidores não se elegem nem se reelegem sozinhos: Eles precisam de seu voto. Sem seu voto, as chances deles são nulas.

Então tome a decisão agora mesmo de anular as chances deles.

Vote nulo.

Fonte: www.juliosevero.com.br; www.juliosevero.com

12 de setembro de 2006

Professores serão treinados para doutrinar crianças no homossexualismo

Professores serão treinados para doutrinar crianças no homossexualismo

Julio Severo

De acordo com o site gay Mix Brasil, professores de Minas Gerais receberão treinamento para ensinar sobre homossexualismo nas escolas. Assim, as crianças aprenderão sobre homossexualismo de acordo com a perspectiva dos ativistas gays: com total aceitação e respeito por esse comportamento.

Essa capacitação de professores em homossexualidade envolve temas como:

Estatuto da criança e do adolescente (ECA). (Esse documento que todos pensavam que havia sido criado para beneficiar as crianças agora é utilizado para beneficiar os ativistas gays em suas intenções de influenciar as crianças das escolas.)

Relações de gênero. (Esse termo significa saber lidar com as diferenças sexuais, na perspectiva humanista e feminista: homens e mulheres, bissexuais, transexuais, travestis, lésbicas, gays, etc.)

Direitos sexuais. Direito ao prazer sexual, com ou sem casamento. Direito ao planejamento família: anticoncepcionais, camisinhas, e até aborto.

Expressões da sexualidade.

O papel da escola na orientação sexual.

Os professores também receberão treinamento nos seguintes temas.

Homossexualidade e mídia e artes sala de aula.

Saúde sexual. (Envolve bombardeio de planejamento familiar, inclusive aborto.)

Dsconstruindo estereótipo. (Isto é, treinar os professores para ensinar às crianças que os homens e as mulheres podem um ocupar as funções do outro e que as diferenças que há entre homens e mulheres são pura invenção da sociedade. Aliás, o próprio conceito de existir apenas o sexo masculino e feminino já é invenção da sociedade, de acordo com essa perspectiva.)

Parâmetros curriculares nacionais.

O treinamento para os professores será ministrado pelo ativista gay Jorge Júnior; a doutora em educação e relações de gênero, Jimena Furlani; os diretores do grupo gay MGM, Marco Trajano e Oswaldo Braga; a autora do livro “Sexualidade(s) e Infância(s): A Sexualidade como um Tema Transversal”, Cláudia Ribeiro; e o representante da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do Ministério da Educação (Secad), Rogério Junqueira.

Graças ao Programa Brasil Sem Homofobia, do governo Lula, o movimento homossexual do Brasil tem agora uma parceria cada vez mais ampla com o governo para transmitir uma educação pró-homossexualismo às crianças das escolas.

Quando declarou que combateria a “homofobia” (oposição ao homossexualismo), o governo Lula não estava brincando. O condicionamento hoje dos professores em posturas pró-homossexualismo será fundamental para formar gerações de crianças com uma educação de respeito às práticas homossexuais.

No que depender do governo Lula, o futuro do Brasil será homossexual. Os alicerces desse futuro já estão sendo colocados.

No futuro, não será surpresa nenhuma a vasta maioria dos homens e mulheres, como perfeitos robôs programados, defenderem o homossexualismo. Será apenas evidência de que a doutrinação sistemática de nossa época alcançou seu objetivo.

Fonte: www.juliosevero.com.br; www.juliosevero.com