14 de setembro de 2006

Testemunho da experiência pessoal do cantor e escritor Eliel Simão

O artigo abaixo foi escrito por Eliel Simão, que foi liberto do homossexualismo e hoje dá testemunho dessa transformação:

Testemunho da experiência pessoal do cantor e escritor Eliel Simão

Eu sou um ex-homossexual. E posso dizer, sem medo de errar, que Jeová (o Deus Triúno), pelo sangue redentor de Jesus Cristo e pelo poder ativo e sobrenatural da pessoa do Espírito Santo, elimina qualquer anormalidade (intrínseca ou não) que possa existir em um ser humano (tanto em um homem quanto em uma mulher). Eu afirmo também que Deus, primitivamente, criou tudo perfeito:

Ele criou Adão como homem (macho) e Eva como mulher (fêmea). E tal programação psico-genético-espiritual foi primitivamente reproduzida nos descendentes deles: alguns nasceram naturalmente homens; outros nasceram naturalmente mulheres.

Divina, bíblica e logicamente, essas são as duas únicas estruturas humanas distintas, sexualmente. Deus jamais fez um ser humano com um comportamento e com uma estrutura intermediários entre o macho e a fêmea (o homem e a mulher). O projeto de Deus era criar apenas macho e fêmea e que o macho tivesse relação sexual apenas e sempre com a fêmea, dentro do casamento oficial (divina e humanamente legal) e que a esposa complementasse o marido (“dois em uma só carne”). E foi esse o projeto que Deus pôs em prática e realizou na Terra. As criaturas humanas que Deus criou sobre o planeta Terra foram, exatamente e apenas, macho e fêmea (o homem e a mulher): Dois seres humanos diferentes que complementam-se.

No entanto, sabemos que o diabo veio para matar, roubar e destruir. O diabo destrói a natureza em vários sentidos. Ele estraga (destrói) o processo político, os vários processos sociais de paz, o processo de adaptação entre o esposo e a esposa, o processo genético de formação físico-cerebral do feto (creio que isso pode ocorrer principalmente no ventre de uma pessoa envolvida com espíritos demoníacos: macumbeiros, espíritas, idólatras, etc.), o processo de desenvolvimento e formação físico-psicológica da criança durante seu crescimento no seio da família e no seio da sociedade, etc.

O diabo é assassino, é ladrão e é destruidor. Quem nos ensinou e nos esclareceu, com muita perspicácia, acerca de tal verdade foi o próprio Jesus Cristo, o Mestre Supremo. No entanto, esse mesmo Mestre Supremo também deixou um convite a todos quantos estiverem cansados e oprimidos: “Vinde a mim todos vós, cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas; o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”

Portanto, o desejo de Deus para todos os pecadores, inclusive para os homossexuais, é que arrependam-se dos seus pecados, entreguem-se plenamente à fé em Jesus Cristo e aproveitem A TRANSFORMAÇÃO que Ele pode conceder, e abracem A SALVAÇÃO oferecida por Deus a todos os seres humanos.

O termo certo para expressar, na língua portuguesa, a vivência e a condição de um homossexual é a palavra “homossexualismo”, pois o Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa (aliado às minhas experiências pessoais e às experiências de muitíssimos homossexuais com os quais eu me envolvi no meu passado) é um dos instrumentos que deixam essa verdade bem clara:

Dicionário Aurélio: -ismo [Do gr. ismós] Sufixo nominal. 1. ‘doutrina, escola, teoria ou princípio [...] filosófico, político ou religioso’; ‘ato, prática [...]; ‘peculiaridade de’; ‘ação, conduta, hábito, [...]’; ‘condição patológica (causada por)’; [...].

Sabemos que o homossexual está vivendo uma condição patológica (seja socialmente, ou psicologicamente, ou físico-geneticamente, ou ainda apenas opcionalmente).

Como servo de Deus, e cheio do Espírito Santo, digo: No meu caso, eu não optei pelo homossexualismo. Eu tive a minha psique (meu sistema físico-cerebral) transtornada e alterada, durante seu próprio desenvolvimento, em meu crescimento, a partir da idade de 5 anos (foi um processo gradativo até os meus 15 anos, aproximadamente).

Entretanto, eu afirmo convictamente: o homossexualismo não é uma condição normal (seja socialmente ou/e espiritual-psicologicamente); é uma anormalidade. O homossexual sofre uma condição patológica. O termo homossexualidade não expressa propriamente a condição e o estado patológicos do homossexual; o termo homossexualismo expressa plenamente tal condição e tal estado patológicos.

A causa espiritual primitiva do homossexualismo é Satanás e suas operações demoníacas. E, independentemente do que possa haver sido a causa não-espiritual desse mal na pessoa, Deus pode mudar (no homossexual) toda a situação e toda a condição (intrínseca ou não), por meio da fé que a vítima deposite no Salvador Jesus Cristo e no poder de Deus.

Aceite o Evangelho de Jesus Cristo, sem deturpar as verdades bíblicas. E então serás libertado, transformado e mantido livre nessa nova vida, pelo sangue de Jesus Cristo, pela verdade das Sagradas Escrituras e pelo poder de Jesus Cristo, o Deus Todo-poderoso e Salvador da humanidade.

A salvação em Cristo Jesus tem três fases básicas:

1) A remissão inicial (isto é, crer na fé cristã verdadeira, fazer a confissão da fé em Jesus Cristo e ter os antigos pecados perdoados e completamente apagados pelo sangue do Cordeiro).

2) A caminhada na fé cristã em aperfeiçoamento e santificação, pelo sangue de Jesus Cristo e pelo poder do Espírito Santo, que passa a habitar no interior do crente-convertido.

3) A transformação corporal e o encontro com Jesus Cristo nos ares, no Arrebatamento (isto é, o estar liberto plenamente de um corpo físico, mortal, corruptível com tendências pecaminosas — tendências contra as quais lutamos constantemente durante a caminhada cristã, pelo sangue do Cordeiro e pelo poder do Espírito Santo de Deus).

Eu fui um homossexual, mas isso, agora, é passado; pois já não o sou mais. Hoje sou heterossexual. É pelo poder de Deus e pela minha fé em Jesus Cristo.

Rendo a Ele toda a honra, glória, louvor e adoração em espírito e em verdade.

Jesus Cristo me salvou, me transformou, me consolou, me ensinou e me batizou com o seu Espírito Santo. Amém. Glória Deus, para sempre e sempre.

Para mandar um email para Eliel Simão, clique aqui.

Direitos reservados a Eliel Simão.


Fonte: www.juliosevero.com


Um comentário:

Handreh disse...

Testemunho edificante e abençoado do irmão! Mas quero tecer umas considerações a respeito de algo que tenho vivenciado no meu processo de restauração de minha identidade.
Tenho encontrado muitas pessoas com questionamentos simples, e que precisam ser sanados para vivenciar uma restauração de sua sexualidade. Por que muitos que estão no mesmo processo em que eu, não aceitam mais o termo "homossexual", mas também não se sente "heterossexual"? A resposta me foi dada, creio eu, pelo próprio Espírito Santo de Deus. Essa dúvida talvez nos leve a desanimar, mas a resposta é mais simples do que eu imaginava.
É muito simples: Deus não criou Adão ou Eva para serem heterossexuais ou homossexuais. Deus simplesmente os criou. Questionar se Adão era heterossexual era o mesmo que perguntar se ele tinha dois braços ou duas pernas. Era uma coisa óbvia, inerente, inata à essência dele. Mas o diabo, no seu plano de matar, roubar e destruir, trouxe a destruição da identidade sexual e consequentemente, as dúvidas.
Portanto, meu amado irmão e amigo, se você também experimenta a cura de Deus na sua vida, livre-se desse fardo! Quando for questionado sobre qual sua "opção" sexual, lembre-se do propósito divino da criação: ser feliz e realizado, em todas suas particularidades.