7 de janeiro de 2006

Editora Vida & Frei Betto

Editora Vida & Frei Betto

Dinheiro, poder e prestígio: quando os interesses comerciais colaboram na apostasia

Julio Severo

Enfim, a Editora Vida mostra seu interesse por assuntos políticos, dando liberdade oficial até para um famoso escritor católico expressar sua fé em Karl Marx. Em seu site intitulado Vida Acadêmica, a Editora Vida postou o artigo
Fé e Política, escrito por um homem que é amigo íntimo de Lula e Fidel Castro, sempre trabalhando pela expansão da esquerda no Brasil, utilizando a própria Bíblia para defender uma participação esquerdista dos cristãos na política. Que o artigo é pura propaganda política em nome da Bíblia, é fácil ver. O que não é fácil entender é o motivo por que essa propaganda foi postada no site de Vida Acadêmica.

No artigo, o autor Frei Betto se queixa de que o grande erro do comunismo foi excluir os revolucionários dotados de convicções religiosas! Então, o maior pecado do comunismo não foi seu imenso currículo de derramamento de sangue e genocídio, mas unicamente não permitir que os cristãos ajudassem os comunistas!

Algumas frases de Frei Betto que revelam sua “espiritualidade”:

“Admito a descriminação do aborto em certos casos e sou plenamente a favor da mais ampla discussão em torno do aborto”.

“A Igreja precisa prestar atenção ao legado de três grandes judeus que fizeram história: Jesus, Marx e Freud”.

“Eu tenho certeza que um autêntico comunista é um cristão, embora não o saiba, e um autêntico cristão é um comunista, embora não o queira”.

"O governo brasileiro é amigo de Cuba, é um aliado. Acho que o Brasil tem que ajudar Cuba e tem a obrigação moral e política de apoiar a Revolução Cubana".

“O Fidel [Castro] nunca diz que é ateu. É uma pessoa que respeita profundamente as religiões. Nunca em Cuba, uma Igreja foi fechada, em mais de 40 anos da revolução”.

“A minha espiritualidade está muito centrada no exemplo de Jesus, sou uma pessoa apaixonada pelo testemunho e pelo exemplo Dele. Mas me enrriquecí muito espiritualmente com contribuições, principalmente do budismo”.


Em seu artigo intitulado “Lutar pela Implantação do Socialismo Até o Último Dia das Nossas Vidas”, Frei Betto declara ousadamente:

Não podemos de maneira alguma ficar à espera que um novo iluminado surja para fazer uma obra melhor do que a de Karl Marx. A obra do Marx é de suma importância para nossa atuação revolucionária, como a obra do Gramsci, como a obra do Che Guevara, como a obra de tantos outros companheiros que embora sejam menos conhecidos, mas têm obras importantes e companheiros que hoje, me permitam dizer, publicam ensaios de transcendental importância para a nossa luta”.

Essa criatura politicamente oportunista disfarçada de cristã não é o único católico adepto da Teologia da Libertação, mas o que é de estranhar é o que esse religioso está fazendo no quadro de articulistas oficiais do selo acadêmico da Editora Vida. A grande paixão esquerdista de Frei Betto, e seu currículo como assessor de Lula, falam muito, e o que a Editora Vida deseja falar aos evangélicos dando a esse fariseu esquerdista oportunidade de expressar suas idéias num site “evangélico”?

Essa atitude estranha é acompanhada por outras atitudes estranhas. Na própria inauguração de seu selo acadêmico, a Editora Vida convidou para a mesa redonda nada mais nada menos do que... Caio Fábio.

O novo selo da Editora Vida produzirá obras para seminaristas, pastores e estudiosos da Bíblia, e tem como articulista oficial Frei Betto, que estará muito bem “acompanhado”. O time de “primeira” de Vida Acadêmica conta também com as seguintes figuras: Milton Schwantes, Ricardo Gondim, Robinson Cavalcanti, entre outros. Essas criaturas esquerdistas não são a atração principal (suponho eu) do novo selo da Editora Vida, mas fazem parte de um time diversificado, que segundo a visão da direção da Editora Vida visa “representar a grande diversidade do corpo de Cristo”.

Em outras palavras, a fim de atingir o alvo de se tornar a maior editora religiosa do Brasil, o gosto de todos os consumidores será atendido, até mesmo dos evangélicos e católicos mais liberais e esquerdistas. Se vale ou não a pena virar uma babilônia religiosa ao preço de vender de tudo para todos é uma pergunta que um Apóstolo Paulo faria levando em conta que os interesses espirituais são mais importantes do que os interesses materiais. Em vez de apoiar esse sacrifício da sã doutrina por amor ao dinheiro, Paulo recomendaria: “Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra”. (Colossenses 3:1-2)

É mais que evidente que a Editora Vida está trabalhando por interesses comerciais. Em
1995, a Vida foi comprada pela poderosa editora evangélica americana Zondervan. Daí, a editora “brasileira” deu um salto incrível para produções de alto nível gráfico.

Para quem não sabe, Zondervan é uma divisão da editora secular HarperCollins, cujo dono é o conhecido magnata Rupert Murdoch. Murdoch então é o verdadeiro dono da Editora Vida.

Murdoch está construindo um império mundial das comunicações e investindo sua fortuna para alcançar esse objetivo. Assim, não é de admirar o estupendo crescimento de HarperCollins, Zondervan e Editora Vida.

Por um lado, os poderosos laços comerciais da Editora Vida comprovam sua natureza capitalista. Por outro, essa editora evangélica está pendendo pesadamente para a esquerda. Onde Deus fica nisso tudo ninguém sabe...

O que se sabe é que HarperCollins publica os livros
Bíblia Satânica e Rituais Satânicos, escritos por Anton La Vey, conhecido como o Papa Negro do satanismo. Não é anormal que uma editora secular como HarperCollins publique livros anticristãos. No entanto, é muito preocupante que o controle da Editora Vida pertença a Zondervan, que por sua vez está sob o controle de HarperCollins.

Não é impossível uma editora evangélica conseguir trabalhar com verdadeiro temor e amor a Deus nesse ambiente e sob esses laços. Mas considerando a fraqueza na escolha de Frei Betto e outros articulistas e participantes acadêmicos espiritualmente suspeitos, é de suspeitar também o próprio estado espiritual da editora.

Enquanto a Vida e a Zondervan vendem Bíblias para os evangélicos, HarperCollins vende exemplares da Bíblia Satânica para os satanistas. Mas o que importa para o patrão Rupert Murdoch? O importante para ele é o lucro que ele ganha com suas empresas, e esse lucro pode vir de onde quer que venha.

Isso significa que todos os livros da Editora Vida são ruins? Claro que não! Mas é triste perceber que o lucro dos bons livros não acaba nas mãos de um homem com coração para investir na expansão do Reino de Deus.

Conhecendo pessoalmente a Editora Vida desde o começo da década de 1980, devo confessar que sinto saudades dos tempos em que a simplicidade e a dedicação a Deus eram o foco principal dessa editora.

Fonte: www.juliosevero.com.br

12 comentários:

Fã do Betto disse...

Obrigado por comparilhar os textos do frei Betto. Sou fã dele. São realmente lindos trechos!!! :)

Edinei Machado. disse...

Não sei ainda como as pessoas caem nessa cilada de socialismo em pleno século 22. Socialismo, é sem dúvida uma armadilha diabólica. Nunca na história do mundo nenhum país de sistema/ideologia comunista/socialista teve algum sucesso. Todos sem excessão, persseguiram, assassinaram e mandaram para as prisões de trabalhos escravos milhares do seus próprios cidadãos. Os campos da morte do Vietnan, a Gulag na Russia, os paredões de fuzilamento em Cuba e China e tantas outras aberrações a mais em outros países do leste europeu que abraçaram esta ideologia satânica, a crueldade máxima é o que esse sistema consegue produzir. Pedimos a Deus que olhe pelo nosso País, que abra a mente dos nossos líderes evangélicos para que eles venham ser uma luz que brilhe sobre as trevas que acampa sobre o Brasil. Que o nosso povo acorde, enquanto é tempo, ou nos restará os paredões, e aos sobreviventes dele, o inferno na terra, pois isso que o socialismo é.

Sua consciencia disse...

Sou Cristão protestante ,diria ,um fundamentalista liberal.gosto dos textos do Frei Beto ,sempre encontrei nele uma grande sencibilidade pelo direiro do póximo ,nada que o evangelicanismi brasileiro não pregue ,ou apenas pregue e os discursos bonitos não passam de retórica comovente.Penso que cada qual tem o direito a seus devaneios ,assim como um ministério famoso de louvor aqui no Brasil devaneia em querer ganhar a nação para Cristo ,ou que todos os bares se tranformem em igreja..puro devaneio ,assim como o socialismo contemporaneo.são sonhos incompativeis a nossos tempos ,mais no caso de Beto ,creio que o modelo evangélico brasileiro tem muito a aprender com suas idéias.

Mauro Da Nova

Antonio Marcos disse...

Muito bem, então que o prestigiado frei v´apregar o seu comunismo "cristão" em Cuba, perante as barbas de Fidel. Será que prosperará?... :o)

Julio Severo disse...

Prezado Antonio Marcos, penso que, sendo amigo da múmia Fidel Castro, Frei Betto pregaria exatamente o tipo de "evangelho" que a múmia quer ouvir...

Priscila Akemi disse...

Contribuições espirituais do Budismo, como assim?? Caraca...
E dá-lhe Sincretismo e Ecumenismo... =(

Luiz Leite disse...

Obrigado pela informação a respeito da Editora Vida e seus controladores..não sabia..de fato preocupa saber que uma das maiores editoras "evangelicas" no Brasil na verdade tem essas ligações nada evangelicas...Pode uma fonte jorrar agua boa e envenenada???
Me prestigie com visita e se possivel comentario tambem. Abração
www.luizvcc.wordpress.com

Sávio Breno disse...

Como se ele já não estivesse espalhando seu veneno de maneira suficientemente danosa entre nós católicos, agora vai também vomitar a sua peçonha em meio protestante....

Dani disse...

Como católica praticante me revolto de um ser como o Frei Betto se dizer católico, ele não aceita o Papa e vai contra a maior parte das "verdades" católicas, entre elas, a pior que é pensar no aborto. Será que na Biblia dele o mandamento "não matarás" foi retirado? é revoltante.

Leandro disse...

Bom, se esse Betto que se diz Frei encontrasse com Papa João Paulo II levaria uma reprimenda de todo o tamanho em frente ao mundo inteiro. Bem como o Beato fez à Ernesto Cardenal em 1983 na Nicarágua (http://www.youtube.com/watch?v=RwGKTPOusHE), missão incubida ao Papa Bento XVI. Alguém tem que lembrar o Betto que ele não é mais católico, se é que já foi um dia...

Kayo Bruno disse...

Não sei como algumas pessoas ainda acreditam no socialismo. Basta dar uma olhada nos países que insistiram e como eles terminaram. Qualquer pessoa independente de ser cristã, budista ateia, etc. saca que o socialismo de Marx é uma furada.

Anônimo disse...

Trabalhei nesta editora entre 1996 e 2000.
Sou testemunha ocular da luta do diretor executivo da época para manter o espírito de simplicidade, comunhão e verdadeiro temor e amor a Deus a despeito das imposições que vinham do exterior.
Até que um certo cidadão que se diz cristão (mas somente hoje entendo que sua ideologia é progressista) foi infiltrado e começou o declínio da editora.
O clima ficou tão tenso que o supervisor da equipe suava literalmente para defender os funcionários que eram realmente cristãos e que constantemente sofriam humilhações, eram desmotivados e ameaçados por este cidadão.
Mas éramos inocentes e movidos por amor a Cristo, encarando o trabalho como uma missão dada por Deus. Nem sequer sonhávamos com todo este ardil infernal.