28 de abril de 2005

Assassinato por Ordem Judicial

Assassinato por Ordem Judicial

Julio Severo

A americana Terri Schiavo, que passou 13 dias sem receber alimento e água por ordem judicial, morreu dia 31 de março de 2005.

De acordo com o jornal O Globo: "Terri sofreu danos cerebrais graves após um ataque cardíaco, em 1990. Médicos avaliaram que ela entrara num "estado vegetativo permanente". Terri, porém, não estava em coma ou desacordada e emitia sons. Os pais sustentaram até o fim que ela desejava viver e era capaz de se comunicar com eles".

Durante o estado de enfermidade não terminal de Terri, seu marido Michael acabou se ajuntando com outra mulher, com quem teve dois filhos. No entanto, o direito legal de decidir por Terri pertencia a ele e ele entrou na justiça para que os tribunais determinassem que a esposa ficasse sem comida e água. Sua vontade foi atendida por um juiz batista que, contrariando a Bíblia, condenou Terri a morrer de fome e sede.

O pastor da igreja que o juiz frequentava o confrontou corajosamente, convidando o juiz a sair da igreja.

Os pais e irmãos de Terri, numa demonstração genuína de amor, lutaram até as últimas forças para salvar a vida dela, e até o próprio presidente Bush interveio, porém a vontade do marido adúltero prevaleceu.

Os ativistas dos direitos humanos se mobilizam intensamente para livrar da pena capital assassinos cruéis. Eles lutam com todas as forças para salvar a vida de quem não é inocente e ainda representa perigo para a sociedade. Eles dizem que lutam assim porque são a favor da vida e contra a pena de morte. Mas eles não lutaram pela vida de Terri. Eles não lutaram contra a cruel pena de morte imposta sobre ela. Talvez porque ela não tenha sido condenada por assassinato...

Terri foi condenada a morte puramente por ser deficiente física.

Michael e o juiz batista George Greer conseguiram o que queriam: Terri Schiavo morreu de fome e sede.

No entanto, toda maldade que os tribunais humanos cometeram será definitivamente julgada, com toda a justiça verdadeira, no Juízo Final. Diante do Juiz Supremo, todos dobrarão os joelhos, até mesmo o juiz George Greer e seu cliente Michael Schiavo. Naquele dia, não haverá espaço para mentiras e maldades.


Copyright 2005 Julio Severo. Permitida a reprodução deste artigo, desde que seja citada na íntegra a fonte, autoria e site do autor. Julio Severo é autor do livro O Movimento Homossexual, publicado pela Editora Betânia. Para conhecer outros de Julio Severo, visite: http://www.juliosevero.com.br

Nenhum comentário: