13 de outubro de 2019

Mãe descobre por que a filha está doente: enfermeira da escola havia implantado em segredo controle da natalidade sem permissão


Mãe descobre por que a filha está doente: enfermeira da escola havia implantado em segredo controle da natalidade sem permissão

Steven Ertelt
A mãe de uma adolescente de 16 anos não conseguia entender por que sua filha estava doente — reclamando de dores de cabeça e dor no braço. Então, ela fez uma descoberta horrível: uma enfermeira da escola havia implantado um controle da natalidade de longo prazo no braço da filha sem sua permissão.
Aqui estão mais informações:
Nicole Lambert enviou a filha para ser examinada por um pediatra. O médico notificou-a de que o contraceptivo de três anos, Nexplanon, fora implantado incorretamente no braço da filha e precisava ser removido.
De acordo com o registro no site da Merck, fabricante do Nexplanon, o implante deve ser introduzido na parte superior do braço. Fotos mostram que a filha de Nicole tinha o implante próximo à parte de trás do braço. Seu médico aconselhou retirar o implante para evitar possíveis complicações, inclusive coágulos sanguíneos.
“Comecei a chorar instantaneamente porque, só de ouvir que algo poderia acontecer com sua filha e você nem sabia o que estava acontecendo, é um sentimento assustador,” disse Nicole.
O pequeno tubo foi removido alguns dias depois.
“Cheguei a ir à escola. Fiquei furiosa. Eu estava brava, então fui para a escola e a enfermeira me disse: ‘Eu não preciso falar com você sobre absolutamente nada.’ Minha postura era: Esta é minha filha, eu cuido dessa criança, você pode conversar comigo sobre minha filha, e me expulsaram da escola,” disse Nicole.
Nicole está furiosa porque os funcionários da escola nunca a consultaram sobre o implante de controle da natalidade e está preocupada que outras meninas possam ter sido vitimadas:
“A escola me telefona para pedir permissão para dar um simples analgésico como Tylenol para minha filha, mas não me chama para pedir permissão sobre controle de natalidade,” disse Nicole. “Eles introduziram algo em minha filha de modo que ela acabou sofrendo com isso, mas eles nem ligam para isso.”
Nicole está aliviada que o implante foi removido, mas preocupa-se com outras estudantes e seus pais que ainda não sabem de nada.
“Outras meninas aqui podem estar passando pela mesma coisa e seus pais não sabem disso. E acho que essas crianças, se tiverem isso incorretamente ou o que quer que seja, devem ser examinadas, porque qualquer coisa pode acontecer com essas crianças,” disse Nicole.
Essa não é a primeira vez que as escolas são flagradas implantando controle da natalidade sem a permissão dos pais.
LifeNews.com fez uma reportagem sobre uma escola em Seattle, Washington, que agora está implantando dispositivos intra-uterinos (DIU), além de outras formas de controle de natalidade, sem o conhecimento ou permissão dos pais.
A escola secundária Chief Sealth International, uma escola pública, começou a oferecer os dispositivos em 2010, possibilitados por um programa Medicaid conhecido como Take Charge e uma organização sem fins lucrativos, Neighbourcare. As alunas podem receber o dispositivo ou outro método gratuitamente e sem o conhecimento dos pais. E, embora seja elogiado que a contracepção é confidencial, como isso pode ser benéfico para um relacionamento pais-filhas quando os pais nem conhecem os dispositivos ou medicamentos que sua filha está usando?
Acontece que a Chief Sealth não é a única escola em Seattle que faz isso. Como o CNS News informa, mais escolas estão colocando nas meninas — tão novas quanto a sexta série — os dispositivos e fazendo isso sem que seus pais saibam.
Pais, se vocês têm filhas nessas escolas, precisam investigar e reclamar imediatamente. E todos os pais devem dar uma olhada nas políticas de saúde das escolas de suas filhas para descobrir se existe um programa semelhante em que você mora.
Leitura comendada:

11 de outubro de 2019

Espírito de Jesus entra em carro de ateu impedindo seu suicídio


Espírito de Jesus entra em carro de ateu impedindo seu suicídio

Kendra Semmen
R. York Moore, evangelista nacional de InterVarsity, compara sua história de salvação à conversão de Paulo. Ganhando o apelido de “Satanás” em sua universidade, Moore diz que era conhecido por perseguir cristãos. Mas quando o ex-ateu decidiu num noite que a vida não tinha sentido, Deus interveio.
“Eu simplesmente cheguei à conclusão de que não há razão para viver se Deus não existe. E assim minha conversão a Cristo aconteceu durante uma tentativa de suicídio na véspera de Natal no meu terceiro ano de faculdade…”
“Entrei no meu pequeno carro esportivo vermelho, correndo cerca de 150 quilômetros por hora na rodovia. E meu plano era esmagá-lo em um viaduto perto de minha casa. E quando tive essa sensação distorcida de coragem naquele momento, com a intenção total de de me matar, o Espírito de Jesus entrou no veículo. Agora, eu não teria usado essas palavras naquele tempo. Tudo o que sabia é que… havia um ser no carro além de mim, e Ele guiou o carro para um local seguro.”
O encontro de Moore com Jesus influenciou a maneira como ele começou seu ministério na InterVarsity — o levou a transmitir da melhor maneira possível o “poder” do Espírito Santo a todos os que chegavam no caminho dele, disse ele no podcast “C-POP” na Rede de Podcast de Charisma.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês da revista Charisma: Spirit of Jesus Enters Former Atheist's Car, Steers Vehicle to Safety
Leitura recomendada:

10 de outubro de 2019

Documento vazado do Exército dos EUA revela que 84% das mulheres falharam no novo teste rigoroso de condicionamento físico para combate


Documento vazado do Exército dos EUA revela que 84% das mulheres falharam no novo teste rigoroso de condicionamento físico para combate

Julio Severo
Um documento vazado do Exército dos EUA revela que 84% das mulheres foram reprovadas no novo Teste de Aptidão para Combate do Exército, que se tornará o exame físico anual oficial do Exército dos EUA no próximo ano.
O rigoroso teste de força e resistência de seis etapas, conhecido como ACFT, está em vigor em unidades de treinamento selecionadas desde outubro de 2018 e está programado para se tornar o teste físico oficial a partir de outubro de 2020, se feministas e ativistas esquerdistas não se opuserem.
Um documento vazado compartilhado na internet viralizou depois que seus resultados chocantes revelaram que a taxa geral de aprovação no teste ACFT era de apenas 64%.
Entre os homens, cerca de 30% foram reprovados no exame e — ainda mais alarmante — 84% das mulheres foram reprovadas, de acordo com o jornal Army Times.
O teste foi realizado por 11 batalhões, o que equivale a mais de 3.200 soldados — 2.849 dos quais são homens e 357 são mulheres.
De acordo com os dados, no geral cerca de 30% dos soldados falharam no exame rigoroso e 84% das mulheres falharam. Os homens passaram no exame a uma taxa de 70% e as mulheres passaram com apenas 16%.
Esse resultado para as mulheres é uma derrota previsível para os experimentos sociais impostos por feministas e ativistas de esquerda.
Com informações do DailyMail.
Leitura recomendada:

9 de outubro de 2019

Zumbi teológico tenta transformar autor do Evangelho de Lucas em zumbi


Zumbi teológico tenta transformar autor do Evangelho de Lucas em zumbi

O que sobraria do Evangelho de Lucas se tivesse sido escrito por um teólogo cessacionista?

Julio Severo
Acabei de ver a pregação de um famoso teólogo presbiteriano que usou Lucas como exemplo de que nem todos os discípulos de Jesus tinham visões, revelações e profecias. Não contente de viver o cessacionismo só para si, ele tentou transformar Lucas num cessacionista. Ele tentou recriar Lucas conforme sua imagem e semelhança cessacionista.
Ele usou como comparação Apocalipse e Evangelho de Lucas, dizendo que o autor do Apocalipse tinha revelações enquanto o autor do Evangelho de Lucas não tinha nenhuma.
Cessacionismo é a heresia que ensina que os dons sobrenaturais do Espírito Santo cessaram dois mil anos atrás.
Não existe base bíblica para defender a ideia de que Lucas não teve nenhuma visão, revelação, profecias e experiências sobrenaturais com Deus. Não existe também base bíblica para a heresia cessacionista. Mas vamos apenas supor que o teólogo presbiteriano esteja certo.
Em seu Evangelho, Lucas escreveu sobre abundância de milagres de Jesus em sua época sem levantar um único questionamento. Se o teólogo presbiteriano estivesse no lugar de Lucas, ele escreveria sobre tais milagres, inclusive sobre uma moça virgem engravidando pelo Espírito Santo, sem levantar nenhum questionamento?
O teólogo presbiteriano tem vários livros. Nenhum desses livros menciona abundâncias de milagres hoje. Mas trazem abundância de questionamentos e ataques cínicos contra quem acredita que Deus age hoje, inclusive dando visões, revelações e profecias.
Se por uma fatalidade do destino, o teólogo presbiteriano tivesse de escrever o Evangelho no lugar de Lucas, veríamos abundância de milagres sem questionamentos? Não. Teríamos fatalmente um evangelho cheio de questionamentos sem nenhum milagre.
Por sua vez, se Lucas estivesse vivo hoje no lugar do teólogo presbiteriano, ele escreveria vários livros mostrando os milagres que Deus está realizando hoje entre os seguidores de Jesus, com visões, revelações e profecias.
Havia heresias e milagres falsos na época de Jesus? Havia, mas o foco de Lucas eram os milagres verdadeiros. Havia profecias, visões e revelações falsas na época de Jesus? Havia, mas o foco de Lucas eram as profecias, visões e revelações verdadeiras. Se estivesse vivo hoje, o foco de Lucas não mudaria. Ele exaltaria o que é verdadeiro.
O que você preferiria? O Evangelho de Lucas, cheio de milagres e sem nenhum questionamento desses milagres ou o evangelho do teólogo presbiteriano, cheio de questionamentos sobre milagres e nenhum milagre?
Esse teólogo, consciente ou não, é herdeiro legítimo dos fariseus, que eram os maiores teólogos da Bíblia na época de Jesus. Eles eram pomposos e estavam sempre prontos, usando a teologia e distorcendo abundantemente a Bíblia, para questionar todos os milagres de Jesus e seus apóstolos. Eles estavam sempre prontos para atribuir ao diabo as operações do Espírito Santo.
Os modernos fariseus, igualmente usando a teologia e distorcendo abundantemente a Bíblia, estão sempre prontos para questionar todos os milagres de Jesus através de seus seguidores hoje. Eles estão sempre prontos para atribuir ao diabo as operações do Espírito Santo.
Como disse Salomão em Eclesiastes, “Não há nada de novo debaixo do sol.” Não há nada de novo no pomposo teologismo farisaico moderno.
Zumbis teológicos sempre buscam transformar outros conforme sua própria imagem e semelhança de zumbis. É por isso que Jesus disse aos teólogos de sua época:
“Ai de vocês, mestres da Lei e fariseus, hipócritas! Pois vocês atravessam os mares e viajam por todas as terras a fim de procurar converter uma pessoa para a sua religião. E, quando conseguem, tornam essa pessoa duas vezes mais merecedora do inferno do que vocês mesmos.” (Mateus 23:15 NTLH)
Não são apenas bruxos que levam as pessoas para o inferno. Zumbis teológicos, com seus questionamentos contra o Espírito Santo, conseguem fazer a teologia e suas interpretações distorcidas da Bíblia produzirem vítimas que se tornam duas vezes mais merecedoras do inferno do que eles mesmos.
Leitura recomendada:

8 de outubro de 2019

Vladimir Putin descarta Greta Thunberg como uma “adolescente mal informada” e, em resposta, ela zomba dele


Vladimir Putin descarta Greta Thunberg como uma “adolescente mal informada” e, em resposta, ela zomba dele

Julio Severo
A ativista do aquecimento global Greta Thunberg zombou de Vladimir Putin depois que o presidente russo se referiu a ela como uma “adolescente mal informada” que estava sendo “usada por adultos” em 2 de outubro de 2019.
A ativista esquerdista de 16 anos tirou as palavras da boca de Putin e fez delas sua biografia no Twitter, chamando a si mesma de “Uma adolescente gentil, mas mal informada.”
O presidente russo disse que a mocinha sueca deveria “Explicar aos países em desenvolvimento por que eles deveriam continuar vivendo na pobreza e não ser como a Suécia.”
Putin disse que os jovens que prestaram atenção às questões ambientais devem ser apoiados, acrescentando: “Mas quando alguém está usando crianças e adolescentes em interesses pessoais, apenas merece ser condenado. Tenho certeza de que Greta é uma mocinha gentil e muito sincera. Mas os adultos devem fazer de tudo para não levar adolescentes e crianças a situações extremistas.”
Putin disse que não compartilhou a empolgação com o discurso da sueca na ONU no mês passado.
A garota sueca eletrificou os esquerdistas na cúpula da ONU em Nova Iorque quando denunciou os líderes mundiais por não terem, na visão dela, enfrentado as mudanças climáticas. Mas nenhum conservador a levou a sério.
Putin disse que é deplorável que Greta esteja sendo usada por alguns grupos para atingir seus próprios objetivos. Ele disse: “Posso desapontar vocês, mas não compartilho a empolgação comum sobre o discurso de Greta Thunberg. Ninguém explicou a Greta que o mundo moderno é complexo e diferente e… as pessoas na África ou em muitos países asiáticos querem viver no mesmo nível de riqueza que na Suécia.”
O presidente dos EUA, Donald Trump, também não levou Greta a sério.
Com informações do DailyMail.
Leitura recomendada:

7 de outubro de 2019

Adolescente choca tribunal com mensagem para a mulher que assassinou seu irmão: eu te perdoo, “entregue sua vida a Cristo”


Adolescente choca tribunal com mensagem para a mulher que assassinou seu irmão: eu te perdoo, “entregue sua vida a Cristo”

Laura Stewart
O ato de perdão de um moço de 18 anos surpreendeu um tribunal nesta semana, quando o jovem abraçou e perdoou a mulher condenada por assassinar seu irmão.
Amber Guyger, ex-policial de Dallas, recebeu uma sentença de 10 anos na quarta-feira por atirar fatalmente em Botham Jean no lar dele depois de confundi-lo com seu próprio apartamento em setembro de 2018.
Amber alegou que ela puxou o gatilho por medo, acreditando que Jean havia invadido sua casa.
O caso trágico provocou uma discussão em andamento sobre raça, quando a policial branca admitiu ter matado um negro inocente que não havia feito absolutamente nada de errado.
No que foi um julgamento altamente midiático, a família da vítima exigiu justiça, com seu advogado argumentando que Amber merece uma sentença longa.
“A única razão pela qual todos nós estamos neste tribunal hoje é por causa das ações dela,” disse a promotora LaQuita Long na quarta-feira, de acordo com o jornal The Dallas Morning News.
“E por suas ações, deve haver consequências.”
No entanto, um dos parentes de Jean não queria que Amber passasse a maior parte de sua vida na prisão.
Em vez disso, ele fez um pedido em favor de perdão e fé— como ele disse que seu irmão queria.
Brandt Jean, de 18 anos, falou diretamente com a ré quando foi a vez de ele falar na quarta-feira, e seu testemunho emocional deixou o tribunal chocado.
“Espero que você vá até Deus com toda a culpa,” disse ele. “Se você realmente sente muito, sei que posso falar por mim — eu te perdoo. E eu sei que se você for até Deus e pedir a ele, ele perdoará você.”
O adolescente continuou, reconhecendo que ele falava apenas por si e não por sua família.
“Eu amo você como qualquer outra pessoa e não vou dizer que espero que você apodreça e morra como meu irmão morreu. Pessoalmente, quero o melhor para você,” ele disse. “Eu nunca diria isso na frente da minha família ou de ninguém, mas eu nem mesmo quero que você vá para a cadeia. Quero o melhor para você, porque sei que é exatamente o que Botham gostaria.”
“Dê sua vida a Cristo,” ele acrescentou. “Acho que entregar sua vida a Cristo seria a melhor coisa que Botham gostaria que você fizesse.”
“Eu amo você como pessoa e não desejo nada de ruim para você.”
Jean então perguntou à juáza se seria possível dar um abraço em Amber.
A juíza Tammy Kemp atendeu ao pedido e os dois atravessaram a sala do tribunal e deram um no outro um abraço emocional enquanto o júri observava.
Momentos depois, Tammy falou com a ré, também lhe oferecendo um abraço e orando por ela. A juíza então entregou a Amber uma Bíblia.
“Você pode ficar com a minha. Eu tenho mais três ou quatro em casa,” disse ela, de acordo com a CNN. “Essa é a que eu uso todos os dias. Esta é a sua tarefa para o próximo mês. Diz aqui. João 3:16. E é aqui que você começa. ‘Porque Deus amou o mundo.’”
Amber foi ouvida respondendo, ao que Tammy respondeu algo como: “Não sou eu que sou boa. É porque acredito em Cristo,” de acordo com uma testemunha que falou com a WFAA.
A sala de audiências, assim como os milhares de leitores que acompanharam o caso, ficaram impressionados com o extraordinário ato de perdão de Brandt Jean.
Contudo, algumas pessoas ficaram frustradas com a disposição do adolescente de estender graça à assassina de seu irmão.
“Temos o direito de ficar com raiva, de lamentar e de querer justiça,” disse o historiador e escritor afro-americano Jemar Tisby ao jornal The Washington Post.
Os abraços vieram depois que Amber foi condenada a apenas 10 anos de prisão, uma decisão que deixou muitas pessoas frustradas e perturbadas. Fora do tribunal, manifestantes se reuniram, exigindo a justiça que sentiam que a família havia sido negada.
“Ficamos de luto,” disse o pai de Jean, Bertrum Jean. “Nós choramos. Mas confiamos que Deus fará o resto.”
Quanto às ações de Brandt Jean, o testemunho do adolescente vai muito além dos eventos desse julgamento, pois ele honrou a memória de seu irmão de uma maneira que ninguém mais o fez.
Ao oferecer perdão, ele chamou a atenção para o fato de que, em um caso trágico como esse, a única esperança de liberdade para qualquer das partes está no poder curador da graça.
O perdão não é apenas para quem foi perdoado, mas também para quem perdoa.
Graças, em parte, às palavras de seu irmão e à vontade de agir como um verdadeiro exemplo de Cristo ao abraçar uma pessoa que não merecia sua misericórdia, o legado de Botham Jean será de poder, cura e pureza.
Sua inocência é indiscutível, e ele será lembrado como o tipo de homem que serviu ao Senhor e trouxe alegria a outros.
Muitos foram inspirados e encorajados pelas poderosas palavras de seu irmão.
A ex-embaixadora dos EUA na ONU Nikki Haley, por exemplo, chamou o abraço dos dois de “um exemplo incrível de fé, amor e perdão.”
Isso faz meu coração doer. Não houve vencedores nesta situação. Triste ao redor, mas mais uma vez a graça prevaleceu. Um exemplo incrível de fé, amor e perdão. Levantar as duas famílias em oração durante esse período. https://t.co/sXkkQfi17d
— Nikki Haley (@NikkiHaley) October 3, 2019
 “Espero que a comunidade maior, não apenas Dallas, não apenas o Texas, mas também os Estados Unidos, recebam uma mensagem disso,” disse o promotor de Dallas, John Creuzot, de acordo com o The Post.
Graças ao tributo de seu irmão, só podemos esperar que Botham Jean seja lembrado não apenas como uma pessoa que sofreu uma morte sem sentido, mas como um homem que viveu uma vida honrosa.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês do Western Journal: Teen Stuns Courtroom with Message to His Brother's Murderer: I Forgive You, 'Give Your Life to Christ'

6 de outubro de 2019

Ucrânia deu mais dinheiro à Fundação Clinton do que qualquer outra nação no mundo inteiro


Ucrânia deu mais dinheiro à Fundação Clinton do que qualquer outra nação no mundo inteiro

James Murray
Bill e Hillary Clinton deixaram o governo americano falido e endividado por causa de todas as várias despesas legais necessárias para defender Bill do impeachment e outras investigações relacionadas à corrupção.
Hillary e Bill Clinton
Dentro de alguns anos, eles eram pessoas muito ricas e o dinheiro nunca parou de chegar até que Hillary perdeu uma eleição que dava para vencer.
O fundo escandaloso da Fundação Clinton não é novo no pântano nem é ilegal — Paul Ryan acabou de transferir milhões de sua conta de campanha para uma fundação privada — mas é por isso que o povo americano está tão furioso.
Detestamos subornos legais e sabemos que essa forma de lucrar só está disponível para os bem conectados — o cidadão normal passaria anos na cadeia se fizesse a mesma coisa que o pântano faz diariamente.
Portanto, não surpreende descobrir que a Ucrânia doou mais dinheiro à Fundação Clinton do que qualquer outro país. Os sauditas corruptos? Não, a Ucrânia os superou em cerca de 3 milhões.
“A Ucrânia se tornou uma vasta recebedora de ‘ajudas’ financiadas pelos contribuintes de impostos dos EUA que chegaram a esse país há muito corrupto e depois viram pilhas de propinas retornadas a destinatários poderosos e politicamente conectados,” de acordo com uma reportagem do DC Clothesline.
“A mídia de extrema esquerda ainda está tentando ignorar quantas vezes o esquerdista Joe Biden [ex-vice de Obama e que tenta ser candidato a presidente] pegou um pouco do dinheiro secreto da Ucrânia para sua família, mas é provável que não tenha chegado nem perto do que os Clintons pegaram — e tudo com a benção do presidente [Barack] Obama,” a mesma publicação também afirma.
Em seguida, cita uma reportagem anterior do The Wall Street Journal de 2015 sobre o financiamento: “Entre 2009 e 2013, inclusive quando a Sra. Clinton era secretária de Estado, a Fundação Clinton recebeu pelo menos US$ 8,6 milhões da Fundação Victor Pinchuk, de acordo com essa fundação, com sede em Kiev, na Ucrânia. Essa fundação foi criada pelo Sr. Pinchuk, cuja fortuna tem origem numa empresa de fabricação de tubos. Ele serviu dois mandatos como membro eleito do Parlamento ucraniano e é um defensor de laços mais estreitos entre a Ucrânia e a União Europeia.”
A publicação então passou a “conectar os pontos que ligam Pinchuk e a Casa Branca de Obama,” citando outro artigo, escrito por Andrew McCarthy na Fox News há pouco mais de uma semana: “Está em conexão com Paul Manafort, de que encontramos um verdadeiro conluio visando a campanha de 2016: colaboração deliberada entre governos estrangeiros, o governo Obama e a campanha de Hillary.”
“Manafort trouxe democratas influentes para o seu trabalho ucraniano, como o ex-conselheiro da Casa Branca de Obama Greg Craig e a empresa de consultoria iniciada pelo conselheiro de Obama e Clinton John Podesta — uma empresa que ainda é administrada pelo irmão de Podesta.”
“Leshchenko é um vassalo de Victor Pinchuk, um bilionário ucraniano que doa milhões de dólares à Fundação Clinton. Maravilha das maravilhas, Leshchenko assumiu uma posição pública estridente contra Trump durante a campanha nos EUA — altamente incomum para um parlamentar estrangeiro,” disse o artigo de McCarthy.
O artigo de McCarthy também acrescentou: “O que nos leva de volta a Serhiy Leshchenko, o descarado apoiador de Hillary na Ucrânia. E [o que você sabe]: além de servir o governo ucraniano e fornecer análises geopolíticas cintilantes, Leshchenko tinha um trabalho paralelo: ele era uma fonte para… veja só…  Fusion GPS — o braço opositor da campanha de Hillary, liderado por Glenn Simpson , que mais tarde inventou o dossiê de Steele [contra Trump].”
O fato de que os democratas acham que o povo americano é incapaz de “conectar os pontos” diz muito sobre o como essas pessoas são presunçosas, elitistas e “fora de contato.”
Traduzido por Julio Severo do original em inglês do Maga Daily Report: Ukraine Gave More Money To Clinton Foundation That Any Nation On Earth
Leitura recomendada sobre Hillary Clinton:
Leitura recomendada sobre a Ucrânia:

5 de outubro de 2019

Quando os militares ignoram as diferenças entre homens e mulheres


Quando os militares ignoram as diferenças entre homens e mulheres

Bryan Fischer
A Bíblia nos diz que Deus criou dois sexos, masculino e feminino. Eles não são intercambiáveis. Eles são diferentes um do outro em cada célula de seus corpos.
As mulheres podem se tornar mães que amamentam seus filhos. Homens não podem. Homens podem se tornar pais, mulheres não. Os homens podem carregar cargas pesadas por longas distâncias, as mulheres não. Os homens têm muito mais força na parte superior do corpo, maior capacidade pulmonar e mais resistência do que as mulheres. Então, o que acontece quando os militares ignoram essas realidades biológicas e bíblicas e tentam integrar os sexos no serviço militar? Não é um cenário bonito
Passamos o tempo suficiente realizando esse exercício de futilidade para perceber a idiotice de ignorar a ordem criada por Deus. Essa ignorância afeta radicalmente os três componentes centrais do sucesso militar: recrutamento, retenção e prontidão.
Eis o que acontece quando você ignora as imensas diferenças entre homens e mulheres na força e resistência da parte superior do corpo:
As recrutas da Marinha e do Exército da Grã-Bretanha estão sofrendo machucados que ameaçam a carreira ao usar um sistema de transporte de kits projetado para homens.
O sistema de alta tecnologia Virtus, de 79 milhões de libras, está fazendo com que as mulheres que tentam se tornar as primeiras comandas e soldadas de infantaria da Grã-Bretanha sofram problemas agonizantes nas pernas e nos quadris, de acordo com os cientistas.
Em 2013, as recrutas da Força Aérea da Grã-Bretanha receberam US$ 123.000 em indenização para compensá-las depois de sofrerem fraturas pélvicas causadas pela tentativa de marchar com os colegas mais altos do sexo masculino durante o treinamento básico. Muitas das mulheres que tentaram ingressar em unidades de comando de elite sofreram lesões nos membros inferiores.
Os militares britânicos gastaram US$ 100 milhões desenvolvendo um novo kit de batalha de última geração, apenas para descobrir que a mochila é grande demais para a maioria das soldadas. As cartucheiras de munição usadas na cintura machucam os quadris das mulheres, os quais são mais largos que os dos homens. Existem diferenças acentuadas na altura, largura dos quadris e ângulo pélvico na fisiologia dos homens em comparação às mulheres.
A prontidão é afetada quando soldadas estão avançadas em programas de treinamento, mesmo que não sejam merecedoras, e mesmo que um homem com o mesmo registro de desempenho seja eliminado por completo.
Na primeira turma integrada da escola de elite de soldados especializados, nenhuma das 19 candidatas conseguiu passar pela primeira fase do curso. Oito delas puderam fazer repetição e nenhuma delas passou na segunda rodada. Três delas receberam uma terceira tentativa inédita.
As mulheres receberam notas de aprovação para desempenhos abaixo do padrão em missões de treinamento. Por exemplo, os sargentos de pelotão têm um trabalho principal: contabilizar todos os soldados no pelotão, para que nenhum seja deixado para trás. Uma sargenta de pelotão recebeu nota de aprovação, apesar de ter perdido um soldado que se separou tão completamente de seu pelotão que os instrutores tiveram de encerrar a missão inteira até encontrá-lo. O pelotão inteiro falhou em completar sua missão designada, mas a candidata, cujo fracasso acabou com a missão, recebeu inexplicavelmente uma nota de aprovação.
O candidato do sexo masculino que desapareceu foi eliminado do processo — procedimento padrão — enquanto a candidata que o perdeu de vista foi avançada para a fase seguinte, apesar de 90% do Relatório de Observação serem sobre as inúmeras falhas dessa candidata. Ela também levou seu pelotão a um incidente de “fogo amigo” e deixou a vítima para trás. No entanto, ela foi estranhamente a única candidata que recebeu uma nota de aprovação — quando deveria ter recebido um “grande sinal negativo.” Ela deveria ter sido removida.
Como escreve o ex-capitão do Exército dos EUA James Hasson (ele próprio se formou no curso de soldado especializado), aqueles que ele entrevistou “expressaram admiração pela coragem e perseverança das mulheres graduadas” e respeitaram seus esforços. Mas lamentaram que as pressões políticas estejam forçando mudanças no lendário curso de soldados especializados, mudanças que prejudicam sua integridade e reputação e deixam um exército enfraquecido em seu rastro.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês da Associação da Família Americana: When the Military Ignores the Differences Between Men and Women
Leitura recomendada: