25 de setembro de 2017

Observatório da Direita difama juiz cristão conservador Roy Moore e seus apoiadores


Observatório da Direita difama juiz cristão conservador Roy Moore e seus apoiadores

Julio Severo
O Observatório da Direita disse em 21 de setembro de 2017 que investigou “Roy Moore, o presidente suspenso do Supremo Tribunal do Alabama que é o candidato favorito na eleição para o Senado dos EUA, e descobrimos muitos ativistas nacionalistas cristãos de extrema direita que veem Moore como sua melhor esperança para decretar sua visão teocrática em nível nacional [nos Estados Unidos].”
O Observatório da Direita disse que “notou que Moore havia postado uma lista longa de apoiadores no site de sua campanha — e parece que nenhum ativista é radical demais para Moore se gabar de suas conexões com eles.”
Entre os apoiadores de Moore acusados pelo Observatório da Direita estão:
* Peter LaBarbera, diretor da entidade Americanos pela Verdade sobre a Homossexualidade.
* Mat Staver, presidente da entidade jurídica Liberty Counsel e advogado de Moore.
* Brian Brown, cuja Organização Nacional do Casamento recentemente apoiou Moore.
* Tim Wildmon, da Associação da Família Americana.
* Matt Barber, fundador do BarbWire.
* Ann Coulter, autora de numerosos livros conservadores.
* James Dobson, fundador de Focus on the Family.
* Chuck Norris, superastro de ação no cinema e TV.
* Julio Severo, escritor do site BarbWire, a quem o Observatório da Direita diz que uma vez ele pediu para que houvesse uma expulsão de demônios na Casa Branca depois que um índio americano dando palestra numa reunião comunitária bissexual a infestou de “espíritos homossexuais.”
A lista completa de nomes que foram colocados na lista negra do Observatório da Direita está aqui. (A difamação do Observatório da Direita foi reproduzida no site ateísta Brewminate em seu artigo “O Elenco Doido de Apoio de Roy Moore.”)
Não só todos esses nomes estão na lista negra do Observatório da Direita, mas eles têm um lugar especial nessa lista negra. Meu lugar está aqui.
Não estou triste que um grupo esquerdista poderoso dos EUA tenha me colocado na lista negra. Eu estaria triste se eles me elogiassem.
Quem é o Observatório da Direita, o acusador?
Escrevendo no portal evangélico conservador americano BarbWire (onde também sou um colunista), Rob Pue do portal Wisconsin Christian News disse que é a “meta declarada” do Observatório da Direita “perseguir e espalhar informações falsas acerca de… organizações cristãs pró-família.”
De acordo com o WND, um dos maiores sites conservadores do mundo, People for the American Way (PFAW) é “uma organização socialista ateísta que, por meio de publicações como seu ‘Right Wing Watch’ [Observatório da Direita] se dedica à destruição dos conservadores em geral.”
De acordo com seu site, o Observatório da Direita tem uma missão especial de atacar conservadores que se opõem à agenda gay, ao aborto e à ideologia muçulmana.
Entretanto, Citizens for Trump (Cidadãos a Favor de Trump), uma organização conservadora que apoia as posturas conservadoras de Trump, tem apoiado o juiz Roy Moore e seus apoiadores, inclusive a mim e outros nomes que estão na lista negra do Observatório da Direita por causa de nosso apoio a Moore. Para ver meu nome e os nomes de outros conservadores americanos apoiando Moore no site de Citizens for Trump, clique aqui.
Quem é Roy Moore?
Ele é inflexível e publicamente um cristão evangélico. Ele foi juiz do Supremo Tribunal do Alabama. Ele é um conservador famoso por sua defesa dos Dez Mandamentos e casamento tradicional, defesa que tem enfurecido a esquerda. Ele lutou muito para impedir o Alabama de ser forçado a aceitar o “casamento” gay.
No ano passado, Moore compartilhou, em seu Facebook, meu artigo conservador contra a propaganda homossexual.
Tive a honra de ser convidado para acrescentar meu nome como apoiador do Juiz Roy Moore, e com alegria faço isso, por causa de suas qualidades conservadoras e cristãs extraordinárias. É tão difícil encontrar candidatos cristãos conservadores e quando você acha um, você não pode se dar ao luxo de perder a oportunidade de apoiá-lo, mesmo quando a esquerda ataca você por isso.
Leitura recomendada sobre Roy Moore:
Leitura recomendada sobre o Observatório da Direita:
Leitura recomendada sobre outros esquerdistas dos EUA contra Julio Severo:

23 de setembro de 2017

Terapia para indivíduos buscando saída da conduta homossexual é aprovada no Brasil e mídia enganosamente alega que tribunal decidiu que homossexualidade é doença


Terapia para indivíduos buscando saída da conduta homossexual é aprovada no Brasil e mídia enganosamente alega que tribunal decidiu que homossexualidade é doença

Julio Severo
Um juiz brasileiro deu decisão de que os psicólogos são livres para ajudar indivíduos buscando saída da conduta homossexual.
Ainda que a decisão do juiz não diga que a homossexualidade é uma “doença” e que existe cura médica, a mídia americana, que tem recusado publicar a decisão dele, tem usado exatamente tais termos não existentes no texto.
A decisão do juiz Waldemar Claudio de Carvalho, da cidade de Brasília, anulou uma resolução de 1999 do Conselho Federal de Psicologia que proibia os psicólogos de tratarem a condição homossexual de seus clientes.
A resolução draconiana de 1999 diz:
Estabelece normas de atuação para os psicólogos em relação à questão da Orientação Sexual.
CONSIDERANDO que a homossexualidade não constitui doença, nem distúrbio e nem perversão;
CONSIDERANDO que a Psicologia pode e deve contribuir com seu conhecimento para o esclarecimento sobre as questões da sexualidade, permitindo a superação de preconceitos e discriminações;
RESOLVE:
Art. 2° - Os psicólogos deverão contribuir, com seu conhecimento, para uma reflexão sobre o preconceito e o desaparecimento de discriminações e estigmatizações contra aqueles que apresentam comportamentos ou práticas homoeróticas.
Art. 3° - os psicólogos não exercerão qualquer ação que favoreça a patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas, nem adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para tratamentos não solicitados.
Parágrafo único - Os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades.
Art. 4° - Os psicólogos não se pronunciarão, nem participarão de pronunciamentos públicos, nos meios de comunicação de massa, de modo a reforçar os preconceitos sociais existentes em relação aos homossexuais como portadores de qualquer desordem psíquica.
Os psicólogos são proibidos de expressar até suas opiniões sobre uma esperança para indivíduos buscando saída da conduta homossexual.
Contudo, eles não são proibidos de colaborar com eventos comunistas. Rogério Giannini, o presidente do Conselho Federal de Psicologia, participou do “I Foro Internacional de Psicología, Violencia y Operaciones Psicológicas” na Venezuela de 11 a 15 de junho, 2017, cujo propósito expresso foi “abordar o tema da violência que setores da direita têm pretendido instaurar no país.”
Rogério Giannini  e Nicolás Maduro
O próprio ditador comunista Nicolás Maduro estava presente no evento. Giannini não viu problema em dar seu apoio ao congresso comunista de psicologia para combater grupos direitistas. E seu Conselho Federal de Psicologia não viu problema em pagar-lhe milhares de reais para ajudá-lo a viajar e participar do evento comunista.
A mídia internacional, principalmente a mídia dos EUA, não condenou a participação de Giannini no evento comunista. Mas quando o Giannini de mentalidade comunista expressou sua opinião contra a liminar do juiz permitindo que psicólogos tratem indivíduos buscando saída da conduta homossexual, a mídia internacional o louvou e o citou como dizendo: “Impossível curar o que não é doença,” acrescentando: “Não é um debate sério, acadêmico, é um debate ligado a posições religiosas ou conservadoras.”
Contrário às alegações de Giannini, a liminar do juiz não defende nenhuma “cura gay.”
Além disso, o Giannini de mentalidade comunista tratou o debate que discorde de suas opiniões comunistas como “não sérios, não acadêmicos” — que é uma mentalidade típica de comunistas. Ele também tratou as posições cristãs e conservadoras como posturas de cidadãos de segunda classe, como se só comunistas fossem acadêmicos de verdade e tivessem monopólio no debate acadêmico.
As opiniões de extrema esquerda de Giannini deveriam ser condenadas por toda a mídia dos EUA.
O que a liminar do juiz diz?
Ela “determina ao Conselho Federal de Psicologia que não a interprete de modo a impedir os psicólogos de promoverem estudos ou atendimento profissional, de forma reservada, pertinente à (re) orientação sexual, garantindo-lhes, assim, a plena liberdade científica acerca da matéria, sem qualquer censura ou necessidade de licença prévia por parte do C.F.P.”
Plena liberdade de oferecer atendimento profissional sem censura. É demais? Obviamente, não. Mas tal liberdade provoca pesadelos em indivíduos de mentalidade comunista, os quais prefeririam viajar para a Venezuela para dar seu apoio a um governo “perfeito” que não oferece plena liberdade e, em vez disso, oferece censura plena.
A liminar se tornou possível porque o juiz Waldemar Claudio de Carvalho aprovou um recurso movido por Rozangela Justino, uma evangélica e psicóloga que foi proibida de exercer sua profissão depois de oferecer terapia para indivíduos buscando saída da conduta homossexual.
A psicologia não é uma ciência. É uma das esferas mais subjetivas do estudo humano. Todo indivíduo, quer psicólogo ou não, tem opiniões afetadas por suas próprias preferências ideológicas, quer políticas ou religiosas. Indivíduos da extrema esquerda e indivíduos que praticam bruxaria são muito abertos à homossexualidade e muito hostis ao Cristianismo.
Se um indivíduo busca assistência médica para uma perna quebrada, todo médico que o atender o diagnosticará com uma perna quebrada, independente das preferências ideológicas de médico e paciente. Isso é ciência.
Entretanto, psicólogos como Giannini diagnosticam cristãos e conservadores como incompetentes para o debate, pois suas opiniões pessoais são afetadas pela ideologia de extrema esquerda. Psicólogos com um histórico político de socialismo e com um histórico religioso de bruxaria sempre se oporão aos cristãos e apoiarão a homossexualidade. Eles declarariam Maduro plenamente competente para um debate. Isso não é ciência. É puro subjetivismo.
De forma semelhante, psicólogos conservadores e cristãos têm o mesmo direito de diagnosticar psicólogos de mentalidade comunista como incompetentes para um debate.
Pontos positivos na liminar do juiz:
* Concede plena liberdade de oferecer atendimento profissional.
* Condena a censura.
Ponto negativo:
* Concorda com a postura da Organização Mundial de Saúde de que a “homossexualidade é uma variante natural da sexualidade humana.”
Diferente da postura subjetiva do Conselho Federal de Psicologia, presidido por Rogério Giannini de mentalidade comunista, que diz que “a homossexualidade não constitui doença, nem distúrbio e nem perversão,” a postura cristã, baseada na Bíblia, é que a homossexualidade é uma perversão que causa doenças e distúrbios. A realidade é suficiente para provar isso e desmentir teorias comunistas.
No conflito de opiniões subjetivas opostas, o Conselho Federal de Psicologia tem permitido o envolvimento comunista de seus psicólogos, inclusive pagando suas viagens para eventos comunistas, mas tem proibido o envolvimento cristão de seus psicólogos.
Nesse tratamento injusto, a mídia tem ficado do lado de comunistas para atacar psicólogos cristãos e conservadores no Brasil.
Até o Facebook assumiu uma postura contra a liminar do juiz, ficando do lado dos comunistas e chamando o homossexualismo de “amor.” O Facebook disse em sua página oficial no Brasil:
“No Facebook, acreditamos na igualdade. Acreditamos também que o amor não precisa de cura.”
O Facebook tratou a homossexualidade como uma jaula sem saída, com uma propaganda mentirosa chamando a perversão homossexual de “amor.” De fato, não existe cura para a perversão. Só libertação.
Indivíduos de mentalidade comunista estão indignados com a liminar do juiz. Eles estão irados que alguém esteja tentando ajudar as pessoas a sair da jaula.
Com razão, Silas Malafaia, um televangelista proeminente e pastor das Assembleias de Deus no Brasil, disse num vídeo que “não é o terapeuta, mas o paciente quem decide o que quer.” Ele também disse que o terapeuta não pode ser proibido de atender um paciente que busca ajuda. Malafaia tem diplomata de psicologia.
Se o Conselho Federal de Psicologia ficar se portando como a Venezuela comunista e se Giannini ficar se portando como Maduro, os psicólogos cristãos terão de deixar essa ditadura para ajudar os homossexuais que buscam ajuda na igreja. Por milhares de anos, quando não existia psicologia, a igreja cristã ajudava a libertar pessoas do pecado homossexual. Até mesmo o Apóstolo Paulo conta de indivíduos que foram libertos da prisão homossexual pelo poder do Espírito Santo. Ele disse:
“Não sabeis que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não vos deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem os que se entregam a práticas homossexuais de qualquer espécie, nem ladrões, nem avarentos, nem viciados em álcool ou outras drogas, nem caluniadores, nem estelionatários herdarão o Reino de Deus. ASSIM FOSTES ALGUNS DE VÓS. Contudo, vós fostes lavados, santificados e justificados em o Nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito Santo do nosso Deus!” (1 Coríntios 6:9-11 King James Atualizada)
Homens que estavam envolvidos na conduta homossexual no passado e se arrependeram dela ao aceitarem Jesus foram “lavados, santificados e justificados em o Nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito Santo.” Nada de envolvimento com psicologia.
Até mesmo hoje, cristãos cheios do Espírito Santo sem nenhum diploma na esfera subjetiva da psicologia têm ajudado homossexuais, ladrões, adúlteros, mentirosos, estelionatários, etc.
A psicologia de estilo venezuelano é insuficiente para impedir indivíduos de buscar e achar ajuda em igrejas que fazem o que Jesus fazia: pregar o Evangelho, curar os enfermos e expulsar demônios.
O Cristianismo real cheio do Espírito não tem tido nenhuma necessidade da psicologia por dois mil anos para ajudar indivíduos oprimidos pela homossexualidade. Mas essa não é a questão com relação aos psicólogos cristãos e suas instituições. A questão é liberdade e censura.
Indivíduos de mentalidade comunista são extremamente tendenciosos, anticristãos, contra a liberdade plena e, obviamente, defensores da censura. Se os cristãos não podem ser psicólogos, por que um indivíduo de mentalidade comunista pode presidir uma instituição de psicologia?
Com informações do DailyMail, BBC, The Huffington Post, ILISP e governo venezuelano.
Leitura recomendada:

20 de setembro de 2017

Cristãos conservadores apoiam Roy Moore para o Senado dos EUA


Cristãos conservadores apoiam Roy Moore para o Senado dos EUA

Julio Severo
O Alabama, um dos estados mais conservadores dos EUA, realizará uma eleição especial para o Senado dos Estados Unidos em 12 de dezembro de 2017, a qual decidirá seu curso conservador.
Cristãos conservadores famosos estão, numa lista de apoio, apoiando Roy Moore, que é inflexível e publicamente cristão e foi juiz do Supremo Tribunal do Alabama. Ele é um conservador famoso por sua defesa dos Dez Mandamentos e casamento tradicional, defesa que tem enfurecido a esquerda. Ele lutou muito para impedir o Alabama de ser forçado a aceitar o “casamento” gay.
A lista de apoio a Moore inclui o líder cristão famoso, que foi assessor de quatro presidentes dos EUA, Dr. James Dobson, e o campeão de artes marciais e superastro do cinema Chuck Norris.
“É meu prazer estar entre os muitos conservadores sólidos que estão apoiando a candidatura do Juiz Roy Moore para o Senado dos Estados Unidos,” disse Dobson, fundador da entidade Focus on the Family. “Conheço o Juiz Moore há mais de 25 anos, e sei que ele é um homem de caráter e integridade comprovada. Muitas vezes peço a Deus que levante homens e mulheres de fé que governarão a nação com sabedoria bíblica. Creio que o Juiz Moore é tal homem para esta época.”
Dobson disse que como “cidadão particular, tenho a honra de apoiar Roy Moore para o Senado dos Estados Unidos, e oro para que a eleição dele seja o início de uma nova geração de líderes que retornarão esta nação aos princípios constitucionais sobre os quais ela foi fundada.”
Em seu apoio, Chuck Norris disse de Moore: “Ele é duro, testado e tem uma força de caráter de aço. A elite do governo dos EUA sabe que não poderá contar com ele, mas os eleitores do Alabama podem.”
Norris disse que Moore “nunca recuou de defender o que é certo, e é exatamente isso o que ele fará no Senado dos EUA.”
“É por isso que a elite do governo dos EUA está gastando milhões tentando derrotar o Juiz Moore,” ele disse.
“O Alabama precisa do Juiz Moore ali fazendo o que ele sempre fez: lutando para proteger nossos direitos constitucionais à vida, à liberdade religiosa e à liberdade de proteger a nós e as nossas famílias. E ele sempre colocará princípios acima da política,” disse Norris numa declaração divulgada pela campanha de Moore.
Outros nomes na lista de apoio são: Mike Huckabee, ex-governador do Arkansas; Sean Hannity, apresentador do programa The Sean Hannity Show; Brian Brown, presidente da Organização Nacional em Defesa do Casamento; Sarah Palin, ex-candidata a vice-presidente dos EUA pelo Partido Republicano e ex-governadora do Alaska; Steve Bannon, ex-diretor da campanha de Trump em 2016, ex-diretor de estratégia do Presidente Trump; Matt Barber, fundador e editor-chefe do BarbWire.com; Julio Severo, autor do livro Prophetic Prayers; e muitos outros nomes.
Sim, tive também a honra de ser convidado para acrescentar meu nome como apoiador do Juiz Roy Moore, e com alegria faço isso, por causa de suas qualidades conservadoras e cristãs extraordinárias. É tão difícil encontrar candidatos cristãos conservadores e quando você acha um, você não pode se dar ao luxo de perder a oportunidade de apoiá-lo.
No ano passado, Moore compartilhou, em seu Facebook, meu artigo conservador contra a propaganda homossexual.
Para ver a lista completa de apoio a Moore, clique neste link.
Moore foi eleito presidente do Supremo Tribunal do Alabama, então foi removido por um tribunal federal depois que ele instalou um monumento dos Dez Mandamentos no prédio judicial. Ele então foi reeleito para a mesma posição, mas removido como consequência de uma campanha politicamente motivada por oponentes esquerdistas de sua defesa do casamento tradicional e sua oposição ao “casamento” gay.
Ele seria uma voz conservadora poderosa no Senado dos EUA, já que ele não é conhecido por fazer concessões às suas convicções. Ele argumenta que os EUA precisam voltar aos valores da Bíblia, declara que o islamismo é perigoso, acredita que a homossexualidade não deve ser bem-vinda nas forças armadas e sustenta que o casamento é a união de um homem e uma mulher.
Charisma, o maior site pentecostal do mundo, disse: “O Juiz Roy Moore é o candidato mais importante, um cristão que crê na Bíblia e um originalista constitucional que vive os valores de suas campanhas e não se deixará intimidar ou comprar pela elite do governo dos EUA. Exortamos a todos os nossos amigos conservadores populistas no Alabama a se unirem e apoiarem Roy Moore, e a todos os nossos leitores em todas as partes dos Estados Unidos a apoiar a campanha dele.”
O site conservador Breitbart, dirigido por Steve Bannon, ex-diretor de estratégias da Casa Branca, tem feito a eleição de Moore prioridade.
Contudo, o presidente Trump escolheu apoiar um oponente de Moore, Luther Strange, que é apoiado pela elite do governo americano.
Com informações do WND (WorldNetDaily), Charisma News, Roy Moore e Business Insider.
Leitura recomendada:

18 de setembro de 2017

Rex Humbard, o primeiro e mais importante televangelista que abençoou milhões


Rex Humbard, o primeiro e mais importante televangelista que abençoou milhões

Julio Severo
A primeira vez que Rex Humbard se encontrou com Elvis Presley, “o Rei do Rock and Roll” fez ao televangelista uma pergunta incisiva:
Rex Humbard
“O Senhor está voltando logo?”
Maude Aimee Humbard, a esposa de Rex, disse para Presley: “Venho orando para que você dedique sua vida a Jesus Cristo.”
“Elvis se desmoronou,” escreveu Humbard. “Ele chorou tanto que começou a tremer.”
Humbard escreveu que ele e sua esposa deram as mãos para Presley e oraram por ele. Então, no final da reunião, Presley disse: “Você e Maude Aimee vindo aqui hoje e orando comigo é o presente de Natal mais maravilhoso que Elvis Presley já recebeu, e quero agradecer a vocês.”
O relacionamento entre o televangelista e o falecido ícone musical é explicado no livro de Humbard: “The Soul Winning Century, The Humbard Family Legacy… 100 Years of Ministry 1906-2006” (O Século de Ganhar Almas, O Legado da Família Humbard… 100 Anos de Ministério 1906-2006), publicado em 2006 pela editora Clarion Call Marketing de Dallas.
Humbard pregou uma mensagem no funeral de Presley em 1977 em Memphis.
De acordo com o jornal New York Times, “Elvis Presley era um telespectador leal” e admirador de Humbard.
Ainda que vindo de um histórico como cantor gospel nas Assembleias de Deus, Presley se desviou do Evangelho. Ele começou a se interessar de novo pelo Evangelho só por meio da mensagem simples de Humbard, um televangelista neopentecostal.
Presley não frequentava nenhuma igreja e o programa de Humbard se tornou seu culto semanal. Exatamente como Presley, milhões de pessoas não frequentavam nenhuma igreja, ou porque não eram cristãs ou qualquer outra eventualidade.
“A vasta maioria das pessoas não vai à igreja e o único jeito de as alcançarmos é por meio da TV,” Humbard escreveu em sua autobiografia, “Miracles in My Life” (Milagres na Minha Vida).
“Precisamos entrar nos lares deles — nos corações deles — para lhes levar o evangelho de Jesus Cristo.”
O lema especial de seu programa era “Alguém Ama Você!”
Seu programa se tornou um culto importante até mesmo no Brasil. Havia uma época em que minha mãe não tinha igreja próxima para ir, e o programa de Humbard era nosso único culto e nos incentivava como nada mais.
Rex Humbard foi o primeiro evangelista a ter um programa nacional semanal nos Estados Unidos. Seu programa combinava alguns elementos de entretenimento popular com evangelismo, um método também seguido por Billy Graham. Eles foram pioneiros em combinar pregação e música.
Apesar do método moderno, ele dizia para sua audiência: “O que os EUA precisam é de um reavivamento do Espírito Santo à moda antiga, enviado por Deus, que odeie o diabo!”
Netos de Humbard cantando em seu programa de TV
Seu programa era bastante pró-família: Humbard, sua esposa, filhos e netos cantavam hinos cristãos em cada programa.
Humbard começou sua carreira midiática com 13 anos de idade, cantando músicas gospel na rádio. Ele foi ordenado na década de 1940 e em 1949 ele começou a transmitir suas pregações a partir de uma filial do grande canal secular CBS-TV em Indianapolis, numa época em que a televisão era em grande parte território inexplorado para os evangelistas. Em 1952, mensagens dominicais semanais começaram a ser transmitidas de seu templo interdenominacional Catedral do Amanhã, um teatro remodelado com espaço para 5.400 pessoas sentadas, em Cuyahoga Falls, Ohio.
Mais tarde, seu programa, transmitido por mais de 2.000 estações de TV e em algumas 77 línguas, apresentava pregações de reavivamento misturadas com apresentações musicais ao vivo, inclusive músicas populares de violão e músicas cantadas por Humbard, um coral e cantores convidados, inclusive Johnny Cash e June Carter Cash.
No final da década de 1970, B.J. Thomas, um cantor popular, apareceu no programa de Humbard, contando seu testemunho de conversão a Jesus Cristo e cantando músicas cristãs. Depois de Elvis Presley, B.J. Thomas era provavelmente o cantor americano mais famoso naquela geração.
Em seu pico de popularidade na década de 1970, o programa de Humbard atraía uns 20 milhões de telespectadores.
Seu ministério acabou se estendendo ao Canadá, Europa, Oriente Médio, Extremo Oriente, Austrália, América Latina e África, dando-lhe um alcance mundial de 8 milhões de telespectadores, maior do que qualquer televangelista de sua época no final da década de 1970. No Brasil, ele atraiu grandes multidões no gigantesco estádio de futebol de São Paulo durante semanas.
Os críticos dos televangelistas muitas vezes acusam: “Por que os televangelistas não vão pregar o Evangelho em nações longínquas e pobres?” Rex Humbard fez isso. Ele gastou milhões de dólares, das ofertas de seus apoiadores americanos, para ter um programa cristão alcançando a África, o Brasil e a América Latina.
As nações pobres não tinham condições de sustentar seu programa. Mesmo assim, os apoiadores americanos contribuíram para ajudar Humbard a alcançar essas nações.
“Uma das diferenças marcantes do ministério de Rex Humbard é a popularidade mantida em países da América do Sul, principalmente o Brasil, onde durante uma recente cruzada no Rio de Janeiro, mais de 180.000 pessoas encheram um estádio de futebol para ouvir a palavra de Deus,” de acordo com o jornal Fort Worth Star Telegram.
“Busque o Salvador,” Humbard exortava, “e todos os outros problemas morais se resolverão.”
O programa dominical de Humbard estreou no Brasil na antiga Rede Tupi, atualmente SBT, em 1975. Esse programa, que foi a primeira grande influência neopentecostal no Brasil e começou quando não existia nenhuma igreja neopentecostal no Brasil, atraiu logo a atenção dos evangélicos das mais diferentes denominações, e quando Humbard visitou o Brasil, em 1978, para sua estreia ao vivo, 80 mil pessoas lotaram o estádio do Pacaembu, em São Paulo, e 100 mil pessoas lotaram o Maracanã, no Rio de Janeiro.
Família Humbard em Brasília
Posteriormente foi veiculado pela TV Manchete até 1984, quando saiu do ar por falta de recursos financeiros.
Num único culto, no Rio de Janeiro, mais de 180.000 foram a uma reunião da cruzada televisionada e mais de 100.000 vieram a frente para dedicar suas vidas a Cristo. Nas cruzadas da América do Sul, mais de um milhão de pessoas estiveram presentes para ouvir a família cantar e Rex pregar.
Em suas cruzadas, ele costumava perguntar: “Quantos de vocês aqui creem em Jesus Cristo? Vamos ver suas mãos.” Um mar de mãos se levantava.
No mês passado, meu blog recebeu esta mensagem de um leitor:
“Hoje, 11/08/2017 com 57 anos de idade revendo minha papelada e um retrato antigo dele [Humbard] e esposa e filhos datado de fevereiro de 1978, tive a curiosidade de ver (saber) na net notícias sobre meu pai na fé pensando que ainda estivesse nessa nossa esfera material, mas soube do seu falecimento 10 anos após. Em outubro de 1977 eu era um adolescente quando comecei a ver na TV o Pastor Rex Humbard, e me apaixonei por suas mensagens. Eu era muito católico na época, mas num dia de outubro de 1977 estava assistindo-o numa TV bem pequena que meu pai tinha ganhado de presente de seu patrão, um bancário de bom coração. Foi aí que o Espírito Santo de Deus me tocou poderosamente e passei uns três dias chorando em silêncio e discretamente, para que meus familiares não percebessem. Depois um pastor batista me explicou que aquilo era uma conversão e, para resumir, daí em diante só foi vitória em minha vida.” — Deli, Ibirataia, Bahia.
O alcance de Humbard era incrível. Ele teve um papel importante na expansão do movimento evangélico, pentecostal e neopentecostal no Brasil.
Em 1977, 500 milhões ouviram ou viram o culto evangélico de Humbard de rádio e TV de uma hora transmitido de Jerusalém na véspera de Natal em sete línguas simultaneamente.
Ele foi designado um dos “25 Principais Arquitetos do Século Americano” pela revista “U.S. News & World Report” em 27 de dezembro de 1999.
Netos de Rex Humbard louvando Jesus
Humbard não só testemunhou um século de expansão pentecostal, mas ele contribuiu de modo significativo para o crescimento do movimento pentecostal e neopentecostal no mundo inteiro. É duvidoso se o Cristianismo evangélico e pentecostal teria se espalhado tanto e tão rápido como aconteceu durante os 50 anos passados sem o trabalho dos televangelistas.
Televangelistas, 1979. Da esquerda para a direita: Demos Shakarian, Billy Graham, Rex Humbard e Pat Robertson.
Humbard abriu o caminho para gerações de televangelistas, não só usando a televisão para espalhar sua mensagem, mas também construindo suas próprias instalações de estúdios de rádio e TV junto à sua igreja. E ele manteve-se em dia com os avanços da aviação, levando sua equipe de avião para cruzadas televisionadas em todas as partes dos Estados Unidos e Canadá; em 1971 ele havia comprado seu terceiro avião, um turbopropulsor Lockheed Electra.
No final da década de 1960, a revista Time foi até Akron, Ohio, para se encontrar com Rex Humbard para preparar uma manchete. O próprio diretor de redação da revista foi em pessoa para Akron para escrever a reportagem.
Depois de se encontrar com Rex e sua família por muitos dias, ele explicou para Rex que ele não sabia o que chamar Rex e seu ministério. Até onde o diretor de redação entendia, Rex era pastor, evangelista e pregador de televisão. Quando o artigo saiu na revista impressa, o diretor havia escolhido uma frase exclusiva para descrever Rex, se referindo a ele simplesmente como “o Tele-Evangelista.”
Essa frase era totalmente nova, nunca antes usada para descrever um pastor de televisão.
A revista Time disse: “Hoje, Rex Humbard chegou mais perto do que qualquer ser humano na história… de pregar o Evangelho no mundo inteiro… mais do que qualquer outro evangelista, ele assumiu o desafio.”
O nome total dele era Alpha Rex Emmanuel Humbard e ele era filho de um pregador itinerante, Alpha E. Humbard, e Martha Bell Childers Humbard. Quando ele tinha 2 anos de idade, ele disse, sua mãe o havia consagrado ao serviço de Deus.
Seu pai nasceu em 1890 perto de Little Rock, Arkansas, e ele teve uma infância dura. Pobreza, brigas, álcool e trabalho duro dominavam o mundo em que o jovem Alpha foi criado. Contudo, ele sentiu o chamado de Deus bem jovem e venceu as adversidades para responder a esse chamado. Alpha era um tipo prático, direto e sensato de pregador cuja compaixão pelas pessoas venceu toda deficiência criada por sua falta de escolaridade formal. Talvez fosse essa falta de alta cultura — combinada com dependência em Deus — que lhe permitiu tocar as multidões onde elas estavam.
Alpha certa vez recordou que um pastor formado em seminário se queixou amarguradamente de que, enquanto ele era um erudito com boa dicção e diplomas acadêmicos, ele não conseguia atrair as multidões como Alpha, a quem ele descreveu como um “jovem lavrador que não sabe nem falar direito.” Alpha recordou que ele recomendou que o pastor jogasse fora seu cigarro, que ele estava fumando enquanto se queixava, e dobrasse os joelhos e orasse. Alpha não estava só — seu jeito inovador, às vezes impetuoso, refletia uma geração inteira dos primeiros pregadores pentecostais.
Ele frequentava as Assembleias de Deus em 1914, mas nunca se tornou membro. Alpha plantou uma igreja próspera, um orfanato e uma editora perto de Hot Springs.
O movimento de Alpha pareceu não adotar as línguas estranhas como a evidência inicial do Espírito Santo, conforme ensinavam as Assembleias de Deus. Essa perspectiva o colocava em pé de igualdade com carismáticos, renovados e neopentecostais, que não veem o dom de línguas como a evidência inicial. Essa perspectiva atraiu pentecostais independentes de todas as partes dos Estados Unidos.
Foi na família desse pregador empresarial pentecostal que nasceu Rex Humbard em 1919. No verão de 1932, o jovem Rex estava assistindo multidões enchendo uma tenda de circo na cidade de Hot Springs. Embora ele não tivesse permissão de frequentar tais diversões “mundanas,” ele teve algumas inspirações celestiais com o evento. Ele prometeu para si mesmo que ele “passaria a vida tentando tornar Deus acessível às multidões.” Quando ele cresceu, ele viu como a música gospel atraía as multidões.
Não é surpresa, então, que Rex encontrou sua esposa, Maude Aimee, enquanto ele estava cantando música gospel. Rex não só impressionou Maude Aimee, mas também o pastor dela, Albert Ott da Assembleia de Deus Templo de Betel. Ott colocou os Humbards na equipe de sua igreja em Dallas. Rex e Maude Aimee se casaram em 1942 e viajaram com o ministério da família Humbard nos próximos dez anos. Depois de uma reunião bem-sucedida em Akron, Ohio, Rex decidiu deixar o ministério da família e pastorear uma igreja local em 1953. A congregação de Akron, o Templo do Calvário, recebeu um novo nome, Catedral do Amanhã, quando um grande prédio redondo foi construído em 1958. Com assentos para 5.400 pessoas, se tornou uma das maiores igrejas nos Estados Unidos.
Rex, como seu pai, não ensinava a doutrina da evidência inicial do batismo no Espirito Santo e frisava evangelismo em vez das doutrinas exclusivas dos pentecostais. Isso causou algumas confusões entre evangélicos e pentecostais, que tinham dúvidas se ele era pentecostal ou tradicional.
Rex Humbard orando pelos pedidos de orações dos telespectadores. Cada programa tinha espaço parar orar por cura, salvação, libertação e prosperidade.
Humbard não tinha formação teológica formal, mas isso não era barreira para seu ministério poderoso. Embora ele não tivesse nenhum diploma teológico, Humbard foi ordenado na cidade de Greenville, Carolina do Sul, onde a família havia dirigido reuniões de reavivamento, e recebeu credenciais pastorais de uma organização de pastores pentecostais independentes.
Diferente de Pat Robertson, Rev. Jerry Falwell e outros televangelistas, Humbard, como Billy Graham, evitava as mensagens políticas da direita. “Para mim pregar sobre a Guerra do Vietnã,” ele disse no início da década de 1970, “seria como ir a um ferreiro para arrancar um dente.” Se Jesus estivesse pregando hoje, ele disse uma década mais tarde, “Ele nunca entraria na política.”
Os programas de televisão dele eram essencialmente programas de louvor e pregação que salientavam o amor e perdão de Deus e evitavam debates políticos ou doutrinários polêmicos.
Família Humbard em Brasília
Apesar de não declarar abertamente suas posições conservadoras e pentecostais, ele era atacado por seu conservadorismo. Em 12 de novembro de 1978, o “Fantástico,” o programa de maior audiência do Brasil, criticou Humbard, Billy Graham e Pat Robertson por meio dos lábios do Rev. William Sloane Coffin (1924-2006), um pastor presbiteriano esquerdista pró-sodomia, que foi entrevistado pelo “Fantástico” para retratar os televangelistas americanos de forma negativa.
Em 1998, Humbard falou sobre as grandes influências em sua vida. Ele disse:
Em meus mais de 66 anos de ministério de tempo integral, quatro grandes líderes religiosos tiveram um impacto profundo na minha vida.
Dr. Billy Graham, que tenho conhecido por mais de 50 anos.
Oral Roberts, que em 1949 orou a oração de fé pela cura de nosso filho mais velho, Rex Jr., que sofria de tuberculose e foi curado.
Kathryn Kuhlman, provavelmente a amiga mais íntima que minha esposa, Maude Aimee, e eu já tivemos, tocou nossas vidas de modo maravilhoso e pessoal.
Benny Hinn, com quem tive o privilégio de ministrar em suas cruzadas em todas as partes dos Estados Unidos e Canadá.
O comentário de Humbard é parte de sua introdução na biografia “Kathryn Kuhlman, Her Spiritual Legacy and Its Impact on My Life” (Kathryn Kuhlman, Seu Legado Espiritual e Seu Impacto em Minha Vida), escrito por Benny Hinn. Essa biografia pentecostal foi publicada pela editora originalmente calvinista Thomas Nelson Publishers em 1998.
Kathryn Kuhlman (1907–1976) não era estranha para os calvinistas. No final da década de 1940, ela mantinha cultos de cura divina entre pentecostais e protestantes tradicionais, inclusive na Primeira Igreja Presbiteriana e no Carnegie Hall em Pittsburgh, Pennsylvania.
Uma das grandes fontes para este artigo sobre Humbard foi o livro “The Century of the Holy Spirit: 100 Years of Pentecostal and Charismatic Renewal, 1901-2001” (O Século do Espírito Santo: 100 Anos de Renovação Pentecostal e Carismática, 1901-2001), escrito por Vinson Synan e publicado por Thomas Nelson Publishers.
Paradoxalmente, em 2013 a Thomas Nelson Publishers publicou o livro “Strange Fire” (Fogo Estranho), escrito pelo teólogo calvinista radical John MacArthur, que deturpou muitas das experiências dos televangelistas pentecostais como “demoníacas.”
Os cristãos precisam evitar pastores agressivos que se ocupam em atacar outros cristãos por causa de questões insignificantes. Na década de 1980 eu tinha vários dos livros de Humbard, inclusive sobre profecia bíblica e sobre como ser próspero. Eu havia recebido esses livros gratuitamente porque, quando os recebi na década de 1970, eu não tinha condições de comprá-los. Guardei-os comigo durante anos.
Entre os livros de Humbard havia: A Chave para o Sucesso na Vida, Estudos Bíblicos Proféticos, Você Pode Ter Vitória, Como Viver e Gostar da Vida, Sua Chave para o Banco de Deus, etc. Eram livros que incentivavam experiências sobrenaturais quando não havia nenhuma igreja neopentecostal no Brasil.
Sua Chave para o Banco de Deus: Como Receber Seu Cheque de Poder Espiritual, Cura Física e Sucesso Financeiro
Então apareceu um pastor da Assembleia de Deus dizendo que Humbard era um herético da “teologia da prosperidade” e que sua mensagem era demoníaca e que eu deveria queimar os livros dele. Fiz isso, e hoje me arrependo de seguir o conselho equivocado dele. Dois anos depois do conselho radical, o pastor da Assembleia de Deus perdeu seu ministério num terrível escândalo com uma prostituta. Em contraste, Humbard nunca esteve envolvido em escândalos sexuais.
Enquanto pastores anti-neopentecostais acusam pastores como Humbard de exploradores e nada mais, o ministério de Rex Humbard tinha uma política maravilhosa de que você podia encomendar livros pagando qualquer quantia que você pudesse. Se você não tinha condições de pagar, eles lhe enviariam seus livros da mesma forma. É uma generosidade que nunca vi os pastores anti-neopentecostais fazendo. Foi através dessa generosidade que recebi os livros de Humbard e aprendi.
Embora a origem de Rex Humbard fosse pentecostal e às vezes ele falasse sobre prosperidade, ele não frisava tal questão no seu ministério. Havia equilíbrio. A declaração seguinte foi feita pelo diretor de relações públicas para sua igreja: “A Catedral do Amanhã não é pentecostal; o pastor e sua equipe também não são pentecostais. Não somos filiados a nenhuma organização pentecostal, e a revista não tem inclinação pentecostal. Somos uma igreja evangelística interdenominacional.”
A declaração não deveria ser interpretada para significar que a igreja era contra os dons do Espírito Santo, mas em vez disso que estava determinada a evitar polêmica. Oração pelos enfermos e unção com óleo eram uma parte normal do culto, mas o foco era sempre a mensagem da salvação. Era a formula que funcionou com grande sucesso.
Rex Humbard (13 de agosto de 1919 — 21 de setembro de 2007) foi o pregador neopentecostal mais equilibrado de sua geração, e seu ministério abençoou milhões.
Com informações de:
Universidade Católica de Pernambuco.
The Cambridge Companion to Pentecostalism (Cambridge Companions to Religion). Cambridge University Press.
New York Times.
Darrin J. Rodgers, in Flower Pentecostal Heritage Center.
Britannica Encyclopedia.
Washington Post.
Christian Broadcasting Network.
Akron Beacon Journal.
George Thomas Kurian, Nelson’s Dictionary of Christianity: The Authoritative Resource on the Christian World, Thomas Nelson.
The New International Dictionary of Pentecostal and Charismatic Movements: Revised and Expanded Edition. Zondervan.
Encyclopedia of Religion, pages 7711-7712. © 2005 Thomson Gale, a part of The Thomson Corporation.
Christian Post.
Leitura recomendada: